Aula de cinema leva novas formas de aprendizado à escola

Projeto busca incentivar a leitura, escrita e a criatividade dos alunos.

A Escola Municipal Newton Amaral Franco, situada na região do Petrolândia, desenvolve o projeto “Luz, Câmera e Ação!”, trabalho que vai até o final do ano voltado para o cinema. Diversas oficinas vão falar da sétima arte como ferramenta coadjuvante no processo de ensino-aprendizagem e o papel na sociedade para a cooperação no que diz respeito ao bem-estar.

A ideia faz parte da segunda etapa do projeto “Bem-Viver”, idealizado pela bibliotecária, Sheila Rodrigues. Trabalho esse que visa realizar oficinas e palestras sobre temas como cidadania, nutrição, inclusão social e artes.

Nessa segunda fase os alunos conhecerão um pouco da história do cinema, o que é storyboard (trabalhar o texto em cenas) e o stop motion (técnica de animação muito usada como “movimento parado”). Todas as aulas acontecem na biblioteca, uma vez na semana, com os alunos do 1ª ao 5ª ano. “O cinema atinge todas as áreas do conhecimento. Queremos que o aluno produza além do cinema. Queremos que ele escreva, leia e crie projetos”, explica Sheila.

No final do ano acontecerá uma mostra de cinema e será exibido para todos na escola e comunidade. “O projeto é importante para o nosso aprendizado e eu adoro a arte do cinema”, destaca a aluna, Ana Clara Leite de Paula.

A ideia de propor o cinema na escola faz parte da Lei nº 9.394/1996, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional e determina a exibição na educação básica de, pelo menos, duas horas por mês de filmes produzidos no Brasil. “A atividade traz a riqueza das outras matérias. Aqui articulamos expressão corporal e interligamos a escrita com a leitura. O cinema abre um leque de recursos para o aprendizado na escola”, finaliza Sidneia da Silva, professora.

Reportagem: Leonardo Melo
Fotos: Newton de Castro Resende

Notícias Relacionadas