Posts com a Tag ‘Escola Integral’

Prefeito e Secretário de Educação lançam pedra fundamental da primeira escola integral de Contagem

Obra deve ser concluída em julho de 2018.

A Prefeitura de Contagem lançou na tarde desta sexta-feira (14), a pedra fundamental para a construção da primeira escola em Tempo Integral do município. Cerca de 350 estudantes participaram da festa. Eles assistiram a números artísticos circenses. A música do violinista, Flávio Monteiro, deu nota de como seria a apresentação da escola modelo. Os estudantes ainda tiveram a oportunidade de deixar uma mensagem na cápsula do tempo que será aberta no ano de 2037.

O evento contou com a presença de autoridades políticas de Contagem, alunos e moradores do bairro Arvoredo. A escola contará com complexo de artes, espaço de práticas corporais e o espaço experimental. Todo projeto é sustentável. A iluminação será em led e haverá um sistema para reutilização de água pluvial, aquecimento solar e coleta seletiva. De acordo com o planejamento da Prefeitura de Contagem, serão construídas ainda mais sete escolas em tempo integral nos próximos quatro anos. “Essa será a primeira de oito escolas que receberão todo o equipamento necessário para o aprendizado. Queremos que a nossa cidade seja referência no ensino. Nos próximos três anos e meio vamos investir em nossas crianças e jovens”, destaca o prefeito Alex de Freitas.

A escola em Tempo Integral vai contar com piscina aquecida, ginásio poliesportivo, pistas de atletismo e skate, uma ampla biblioteca de dois andares, centro de línguas estrangeiras e salas de robótica. Os jovens terão um Espaço da Comunicação, onde farão uso de ferramentas na produção de sites, blogs, jornais e revistas digitais. “Meu sentimento é de alegria. Eu vejo que os jovens da região do Ressaca terão inclusão social e assim um futuro melhor”, salienta Marcina Ferreira, diretora da Escola Municipal Maria de Matos da Silveira.

A previsão é que o espaço esteja concluído até julho de 2018, quando serão recebidos mais de 600 alunos em tempo integral, do 1º ao 9º ano. A proposta da Secretaria Municipal de Educação (Seduc) é que a instituição também atenda 2000 estudantes matriculados em outras instituições municipais de ensino da região. “A sensação como cidadão de Contagem, em poder levar a educação de qualidade para aqueles que precisam, é algo indescritível. A inclusão e a justiça social vai ser feito aqui nesse local”, enfatiza o Secretário de Educação, Joaquim Antônio Gonçalves.

O modelo a ser implantado é uma novidade em Contagem e na Região Metropolitana. A obra está orçada em R$ 18 milhões, que serão somados a outros R$ 5 milhões em obras já efetuadas. O desembolso para as obras da primeira Escola em Tempo Integral ficará a cargo da MRV Engenharia, que realizará a obra como compensação por empreendimentos imobiliários efetuados em Contagem.

Parceira com a Microsoft

A partir do próximo ano, os cinco mil alunos do 6º ano do ensino fundamental passam a estudar em notebooks reversíveis (computadores com canetas). Os alunos poderão levar os equipamentos para casa e farão todas atividades escolares nele. Caso o estudante não seja reprovado, assíduo e tenha bom desempenho, ficará com o computador ao concluir o ensino fundamental. A proposta é que os alunos já tenham acesso aos computadores no início de 2018.

A iniciativa é inédita no Brasil. No próximo semestre, os professores serão capacitados para utilizar a tecnologia em sala de aula. A medida surgiu como forma de proporcionar o empoderamento de estudantes e professores por meio da tecnologia e como forma de tornar o aprendizado mais eficaz e interessante.

Reportagem: Leonardo Melo
Fotos: Newton de Castro Resende

Contagem lança primeira escola em tempo integral

Evento vai reunir educadores e estudantes da rede municipal de ensino.

Educadores e estudantes vão participar do lançamento da primeira Escola em Tempo Integral pública de Contagem. O evento será realizado nesta sexta-feira (14) na rua Magnólia, no bairro Arvoredo. Aproximadamente 500 estudantes vão assistir a números artísticos e ainda terão a oportunidade de colocar mensagens em uma cápsula do tempo. A proposta é que os estudantes escrevam cartas sobre como sonham que Contagem seja daqui a 20 anos.

A Escola em Tempo Integral será erguida no bairro Arvoredo ao custo de R$ 18 milhões. Todo o projeto é sustentável; com iluminação led, sistema de reutilização de água pluvial, aquecimento solar, coleta seletiva, ventilação e iluminação natural. Terá piscina, ginásio poliesportivo, pista de atletismo, pista de skate, biblioteca ampla, de dois andares, auditório, espaços profissionalizantes, salas reversíveis, centro de línguas estrangeiras, sala de Robótica, Programação e Produção de Games, Espaço da Comunicação, com estúdio de TV, Rádio e recursos para a produção de sites, blogs, jornais e revistas digitais, o Complexo das Artes, o Espaço Experimental, o Espaço das Práticas Corporais, salas de aula organizadas em distintas áreas de trabalho, com estrutura e mobiliário flexível, colorido, personalizado para diferentes arranjos de grupos de aprendizagem, áreas de convivência, ferramentas tecnológicas e recursos pedagógicos diferenciados e inovadores.

O modelo será novidade em Contagem, com atividades que promovam a interação entre grupos de estudantes de Contagem, do Brasil e de outros países, dinâmicas de ensino e aprendizagem diversificadas e uma forte dimensão tecnológica. A escola terá capacidade para atender 560 estudantes. A proposta da Secretaria de Educação é que a instituição também atenda alunos matriculados em outras instituições municipais de ensino da região. De acordo com o prefeito, cerca de 2.000 estudantes poderão participar de atividades complementares, como cursos profissionalizantes, estudo de língua estrangeira, artes e uso de diversas tecnologias, atividades esportivas, estudo de música e preparação para o ingresso e permanência no mundo do trabalho. A expectativa é que a primeira escola em tempo integral de Contagem comece a funcionar no segundo semestre de 2018.

Reportagem: Júlio César Santos
Arte: Divulgação

Educação recebe investimento de R$ 54 milhões

Prefeitura vai construir seis novos Cemeis e uma escola de tempo integral, além de reformar as demais instituições de ensino

 

Mais seis Centros Municipais de Educação Infantil (Cemeis) serão construídos em Contagem para atender crianças de 4 e 5 anos. Os três primeiros centros começam a ser construídos em junho, as obras fazem parte do pacote de investimentos na Educação anunciado pelo prefeito Alex de Freitas, totalizando R$ 54 milhões. Também será construída uma escola de tempo integral para 620 alunos e todas as instituições de ensino da rede municipal serão reformadas.

Alex anunciou a destinação dos recursos em um encontro nesta quarta-feira (19) com diretores e vice-diretores da rede. Na construção dos Cemeis serão investidos R$ 11 milhões. As 3 primeiras unidades a serem construídas disponibilizarão 474 vagas e ficarão nos bairros Arvoredo, Lúcio de Abreu e Tropical. Segundo o secretário Municipal de Educação, Joaquim Antônio Gonçalves, a escolha dos locais foi baseada em um estudo feito por técnicos da secretaria. “São áreas importantes, porque têm uma demanda identificada. São regiões que necessitam de um amparo maior no atendimento”, ressaltou Joaquim.

Sheile Fernandes é moradora do Lúcio de Abreu e mãe de um garoto de 1 ano. Ela ficou satisfeita ao saber que contará com um Cemei perto de casa. “Temos que caminhar até o bairro Chácaras pra deixar os nossos filhos na escola. A população aqui é carente e precisa de uma instituição como essa”, comemorou.

Novo modelo

A escola de tempo integral será erguida no bairro Arvoredo ao custo de R$ 18 milhões. O modelo será novidade em Contagem, com atividades que promovam a interação entre grupos de estudantes. A proposta da Secretaria de Educação é que a instituição também atenda alunos matriculados em outras instituições municipais de ensino da região.

De acordo com o prefeito, cerca de 2.000 estudantes poderão participar de atividades complementares, como cursos profissionalizantes, de língua estrangeira, artes e informática. “Queremos garantir que nossos alunos tenham uma melhoria considerável, ampliando a capacidade para ingressar e se manter no mercado profissional”, destaca Alex de Freitas.

A meta do prefeito é criar escolas semelhantes em outras regionais. Vandir Machado é pai de um adolescente. Para ele, o novo modelo de ensino vai auxiliar os alunos a entrar no mercado de trabalho. “A escola de tempo integral será ótima, pois os jovens terão mais oportunidades de conseguir uma boa profissão e não terão tempo para ficar nas ruas”, avalia.

Reformas

Todas as 107 instituições municipais de educação de Contagem receberão recursos para melhorias estruturais e pintura, totalizando R$ 24,5 milhões. R$ 21 milhões serão gastos na reforma completa de 32 escolas. A previsão é a de que as intervenções sejam concluídas em um ano. A proposta, aponta o secretário de Educação, é criar um ambiente de estudo mais agradável. “Alunos e educadores merecem um espaço mais confortável”, finaliza Joaquim.

As demais escolas, que não entraram na lista de reformas completas, serão pintadas. A novidade é que alunos e educadores poderão escolher as cores da instituição. Serão quatro opções, baseadas nas cores da bandeira de Contagem. O investimento será de 3,5 milhões de reais repassados via caixa escolar. O diretor terá autonomia para escolher como a pintura será executada. Além disso, a comunidade poderá acompanhar o andamento dos processos. Os educadores poderão promover encontros com os para os pais dos estudantes para divulgar planilhas de investimentos.

Reportagem: Júlio César Santos
Fotos: Geraldo Tadeu