Oitava edição de Uma Carta a Bartolomeu é realizada na E.M. Ver. Jesú Milton dos Santos

O projeto vai se internacionalizar, em breve. A escola e Seduc pretendem promover um intercâmbio de cartas com alunos da cidade de Funchal, na Ilha da Madeira, em Portugal.

A Escola Municipal Vereador Jésu Milton dos Santos, na regional Industrial, realizou a oitava edição do projeto literário Correspondência – Uma Carta a Bartolomeu. O evento contou com a presença das escolas públicas de Papagaios e Maravilhas (Centro-Oeste de Minas); Ribeirão das Neves (Regional Metropolitana de Belo Horizonte) e futuramente Funchal (Ilha da Madeira – Portugal), que teve um representante no ato simbólico realizado na quadra da escola. A Fundação de Ensino de Contagem (Funec), unidade Cruzeiro do Sul, também contou com uma turma participante.

O projeto “Uma carta a Bartolomeu” existe desde 2012 na escola e, em 2019, chegou em sua oitava edição. De fevereiro a novembro deste ano, alunos dos 6º, 7ª e 9ª anos do Ensino Fundamental até o 1ª ano do Ensino Médio tiveram acesso aos livros do homenageado e trocaram cartas.

Criado pela professora, Maria da Conceição de Oliveira, o projeto contribuiu para incentivar o hábito da escrita e da leitura. Executado em algumas escolas, o projeto tem revelado um bom número de jovens escritores. “Estou feliz em participar mais uma vez desta festa com todas as escolas. Sabemos que o projeto incentiva a leitura e também a escrita, e o mais bonito disso tudo é vermos a interação entre os estudantes”, explicou Conceição.

No início, em 2012, o intercâmbio de cartas era feito somente entre os alunos da Jésu Milton e da Escola Municipal Nossa Senhora Aparecida, em Papagaios. De lá para cá, o projeto foi crescendo e, na edição de 2019, o intercâmbio de cartas envolveu também alunos de Maravilhas (MG), próxima a Papagaios, e das escolas municipais Professora Maria Olintha e Funec Cruzeiro do Sul, em Contagem, e os alunos da Escola Estadual José Luiz de Carvalho, em Ribeirão das Neves.

“Estou satisfeita em ver que o talento impera dentro das nossas escolas. Esse projeto é importantíssimo para o desenvolvimento dos estudantes. A língua brasileira é linda e, ao trocarmos cartas, levamos até o próximo aprendizado, cultura e um pouco da história de Bartolomeu”, finalizou a secretária municipal de Educação, Sueli Baliza.

Projeto Internacional

O projeto se prepara para se internacionalizar: está sendo desenhada a efetivação do intercâmbio de cartas também com alunos da cidade de Funchal, na Ilha da Madeira, em Portugal.

Reportagem: Leonardo Melo
Foto: Geraldo Tadeu
Publicação: 04/11/2019

Notícias Relacionadas