Intérpretes que atendem estudantes de Contagem passam por formação

Mais de 70 intérpretes e instrutores de Libras que atendem os estudantes surdos ou com perda auditiva progressiva nas escolas do município participaram da formação.

Na última segunda-feira (14/10), as secretarias municipais de Educação e de Saúde deram, no Centro Especializado em Reabilitação (CER IV), início à terceira Formação Presencial de Profissionais de Apoio à Inclusão que atuam na rede de ensino de Contagem. Mais de 70 intérpretes e instrutores da Língua Brasileira de Sinais (Libras), que atendem os estudantes surdos ou com perda auditiva progressiva nas escolas municipais, participaram da formação.

“A parceria entre as secretarias municipais em relação à inclusão e ao atendimento educacional dos estudantes com deficiência é fundamental. Na inclusão, o pedagógico e o clínico não se dissociam. O estudante que é acompanhado pela saúde tem melhor qualidade de vida, tendo assim, mais condição de se apropriar dos conteúdos pedagógicos. São pequenos detalhes que os profissionais da reabilitação transmitem aos educadores e que fazem a diferença na qualidade de ensino do estudante e de seu desenvolvimento”, destacou a superintendente de Projetos Especiais e Parcerias, Ludmilla Skrepchuk Soares.

Os participantes tiveram a oportunidade de conversar com os profissionais da área clinica sobre a questão da deficiência auditiva e procedimentos cirúrgicos, tais como aparelhos e implantes, e como esses recursos tecnológicos contribuem no processo pedagógico de aprendizagem. No período da tarde participaram de uma palestra sobre materiais didáticos específicos para a educação do público com deficiência auditiva.

Atualmente, 40 estudantes com surdez total estão matriculados no ensino fundamental de Contagem e cerca de 19 estudantes com perda auditiva progressiva estão em processo de aprendizagem da língua brasileira de sinais.

Reportagem: Nelson Augusto
Foto: Adelcio R Barbosa
Publicação: 16/10/2019

Notícias Relacionadas