Estudantes da EJA fazem cursos gratuitos para enriquecer currículo profissional

O CEBRAC ofertou os cursos acreditando no potencial de cada estudante da EJA.

A equipe da Secretaria Municipal de Educação (Seduc) acompanhou os estudantes da Educação Jovens e Adultos (EJA), das escolas municipais Lucas Braga, Joaquim Teixeira Camargos e Vasco Pinto da Fonseca, no Centro Brasileiro de Cursos (CEBRAC) para a aula do curso de Conhecimentos em Farmácia e também a formação de outra turma em Gestão Pessoal oferecidos gratuitamente pela instituição.

Os alunos foram recebidos pelo gestor administrativo do CEBRAC, César Rapati, que elencou novamente a ideia de formação profissional aos mais diversos públicos na cidade de Contagem. “Desde o início desse ano ofertamos cursos gratuitos para os estudantes da EJA. Recentemente certificamos uma mesma turma no curso de Rotinas Administrativas, o primeiro de 2019”, explica.

Os participantes da turma graduada fizeram avaliações muito positivas dessa capacitação ofertada. “Eu fui bem recebida, aprendi muito sobre gestão pessoal, currículo e como me apresentar ao mercado de trabalho”, destaca a estudante da E. M. Vasco Pinto da Fonseca, Sônia Batista Paixão. De mesma opinião, Idalina de Fátima, aluna da mesma escola disse: “ Aprendi muitas coisas importantes que já estou colocando em prática na minha vida pessoal e profissional. Gostaria muito de participar de mais cursos como esse”, enfatiza.

Segundo César Rapati, o motivo de oferecerem cursos gratuitos é permitir aos estudantes a possibilidade de experimentação e orientação para que se apresentem melhor preparados ao mercado de trabalho. Neste mês, estão oferecendo turmas para os cursos de Conhecimentos em Farmácia, Criação de Jogos para Aplicativos e Rotinas Administrativas. Todos eles gratuitos. Os estudantes, ao se matricular, recebem uma senha que lhes permite acessar todo o material do curso.

Para coordenadora da EJA na Seduc, Guaraciaba do Carmo, a possibilidade de participação de estudantes da EJA, em cursos profissionalizantes gratuitos, enriquece o currículo que as escolas oferecem e os capacita para o mercado de trabalho. “Vejo de maneira positiva o trabalho que tem sido feito e acredito no potencial de cada um deles”, finaliza.

Reportagem: Leonardo Melo
Foto: Elias Ramos
Publicação: 18/06/2019

Notícias Relacionadas