Educação realiza Seminário de Abertura do 2º Semestre do Ano Letivo

Motivação e boas práticas pedagógicas deram o tom do evento que reuniu mais de 200 dirigentes da Rede de Ensino.

Motivação e boas práticas pedagógicas marcaram o Seminário de Abertura do 2º Semestre Letivo da Secretaria Municipal de Educação (Seduc) e da Fundação de Ensino de Contagem (Funec). Realizado nesta terça-feira (30/7), no auditório do Sest Senat, o evento reuniu mais de 200 dirigentes de toda a Rede de Ensino de Contagem.

A abertura cultural do evento ficou por conta dos músicos Rodrigues Júnior, que é servidor da Seduc, violinista e cantor, do saxofonista Adriano Rodrigues e do baterista Breno dos Santos. As apresentações do trio deram o bom tom em consonância com os temas abordados.

Ao dar as boas-vindas, a secretária municipal de Educação e presidente da Funec, Sueli Baliza, destacou que a melhor palavra para o momento era gratidão. “Somos muito gratos por estarmos aqui e podermos apresentar temas tão inspiradores. Estamos ultrapassando as nossas dificuldades e abraçando os nossos alunos, porque educação se faz com amor, dedicação, generosidade. É isso que a Educação quer de nós, então se nós realmente não abrirmos o nosso coração para as pessoas, pros nossos estudantes e para todos aqueles que procuram a educação como uma ponte para as suas vidas as coisas não acontecem. Hoje não estamos falando simplesmente de inclusão, mas sim de acolhimento. É essencial fazer com que tenhamos uma rede acolhedora que abra as suas portas para a transformação humana”. disse.

O primeiro momento do seminário foi a apresentação de boas práticas pedagógicas por três diretores contemplando os segmentos da Educação Infantil, do Ensino Fundamental e do Ensino Médio. A diretora da Unidade Municipal de Educação Infantil (Umei) Sapucaias, Carla Maria Ferreira, fez uma explanação sobre a gestão democrática na escola. “É sempre um desafio ser gestora, mas temos consciência daquilo que propomos e somos todos profissionais. Sempre procuro trazer a comunidade para dentro da escola e quero que todos se sintam bem e as crianças sejam felizes, afinal Educação é amor”, disse.

A diretora da Escola Municipal Sônia Braga da Cruz Ribeiro Silva, Janete Romão, destacou a importância da gestão em parceria com os equipamentos públicos e comunidade escolar. “A direção da escola não trabalha sozinha. Precisamos construir parcerias sólidas que envolvam a comunidade em nossa proposta de trabalho. Nossa missão é árdua e precisamos incluir de verdade, então unidos fazemos a diferença”, afirmou.

Já o diretor da unidade da Funec Nova Contagem, Roberto Afonso Nascimento, apresentou o projeto desenvolvido na escola “Pensadores Fora do Eixo”. Pelo projeto, alunos e professores se reúnem toda terça-feira na biblioteca para compartilharem textos, poemas e ilustrações de autoria própria. Em junho, eles foram contemplados pela Lei Municipal de Incentivo à Cultura, para a publicação de um livro com o material produzido pelos alunos, entre eles textos que contam a história e o cotidiano de Nova Contagem. “Fico muito emocionado ao falar deste projeto, pois vejo o quanto a literatura transformou a vida desses jovens. E hoje também contamos com o apoio de ex-alunos como voluntários. É muito gratificante ver o fruto desse trabalho. O livro será publicado em novembro”, disse.

Educação que transforma

O segundo momento do seminário contou com a palestra do professor especialista em Direito e tabelião, Sebastião Mendes de Oliveira. Impossível foi não se emocionar com a história de superação de “Tiãozinho”, como é conhecido. Ele nasceu sem os dois braços e enfrentou inúmeras dificuldades para conseguir entrar na escola, na cidade em que morava no Norte de Minas. Sua mãe foi a principal responsável por lutar para que ele fosse aceito numa instituição e vencer a barreira do preconceito devido à sua condição física.

Somente aos nove anos, ele começou a frequentar a escola, mas autodidata por natureza, já sabia ler e também aprendeu a escrever com os pés. Daí não parou mais. Conseguiu se formar em Direito, fez várias especializações e hoje leva uma vida de profissional de sucesso em Glaucilândia, onde é tabelião no cartório montado ao lado de sua casa. Ele faz palestras motivacionais e também prioriza o tempo com sua esposa e seus dois filhos.

“A educação me transformou e vocês, educadores, transformam as pessoas. Quantas pessoas conseguiram superar as dificuldades graças à dedicação de vocês. Foi assim comigo. Educação de fato transforma e o nosso principal desafio é a inclusão social. Todas as pessoas têm direito a tudo e tudo deve ser acessível a todos. Não basta ter o direito é preciso também ter o acesso. Vim mostrar a realidade do que é ser excluído. Nós, deficientes, queremos apenas participar, sermos reconhecidos como ser humano. Tudo é possível. Você é mais do que julga ser, sua força é infinita e sua alma é absoluta. Muito obrigado por vocês existirem”, afirmou.

Avanços

Sueli Baliza também destacou os principais avanços conquistados na Educação. Ela apresentou aos diretores algumas propostas acordadas na Comissão Permanente de Negociação Coletiva (Copenc) que serão levadas pelo SindUte aos professores. As propostas foram aplaudidas pelos diretores, pois contemplam conquistas históricas para a categoria.

Reportagem: Vanessa Trotta
Fotos: Geraldo Tadeu
Publicação: 30/07/2019

Notícias Relacionadas