Vacinação contra Sarampo e Poliomielite é realizada nas escolas

Cerca de 50 unidades que atendem crianças de 0 a 4 anos foram contempladas

Na próxima sexta-feira (14), termina a Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite e o Sarampo. Ao longo da campanha, que começou no dia 6 de agosto, a Prefeitura de Contagem, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), promoveu diversas ações para possibilitar que os pais vacinem suas crianças de um a menos de cinco anos, faixa etária que é o público-alvo da campanha, para protegê-las de doenças evitáveis com vacinas. E para intensificar esses esforços, a Prefeitura está levando a campanha de vacinação também a escolas municipais que possuem crianças com idade até cinco anos.

Cerca de 50 instituições municipais de educação infantil de Contagem, entre Unidades Municipais de Educação Infantil (Umei), creches conveniadas e anexos de Educação Infantil vêm intensificando o acesso à vacinação contra o Sarampo e a Poliomielite junto a alunos integrantes do público-alvo da campanha cujos pais autorizaram previamente a aplicação dessas vacinas.

Ao todo, mais de seis mil crianças com idades entre um e menos de cinco anos tiveram e/ou ainda terão a oportunidade de se imunizar contra essas doenças na própria escola que frequentam.

Para que essa ação fosse possível, a SMS atuou em conjunto com a Secretaria Municipal de Educação (Seduc). “Foram necessárias articulações inter-secretarias e discussões entre os distritos sanitários e as escolas participantes, para que fossem feitos os ajustes necessários para a realização das ações nas escolas”, ressalta a gestora da Atenção Básica da SMS, Fernanda Carvalho.

Kátia Maria Ribeiro é referência técnica do Programa Saúde na Escola, juntamente com a outra referência técnica do programa, Flávia Protti. Kátia explica que essa ação integra os esforços de prevenção e promoção da saúde também no âmbito escolar. “Abrir a escola para vacinação é uma ação que envolve mudança de comportamento tanto das escolas quanto da comunidade. A criança e o adolescente estão na escola. Aproveitamos o contato com os pais para verificar a situação do cartão de vacinação, fazemos esse trabalho há nove anos. Por meio de ações como essas, buscamos conscientizar os pais quanto à importância da atualização do cartão de vacinação para a prevenção de doenças e melhorar o rendimento educacional e o desenvolvimento do indivíduo como um todo”, frisa a referência técnica. O Programa Saúde na Escola é uma política intersetorial da Saúde e da Educação de cunho nacional.

A campanha termina na próxima sexta-feira, 14 de setembro, mas todas as salas de vacinação do município seguirão disponibilizando as vacinas contra o Sarampo e a Poliomielite, independentemente da campanha. “A eficácia e a segurança das vacinas vêm sendo reiteradamente confirmadas por estudos e evidências científicas. O sarampo e a pólio são doenças evitáveis que, nos casos graves, podem até matar ou deixar sequelas permanentes”, reforça a assessora na Central de Imunização da SMS Fernanda Elisa Ferreira de Almeida.

Reportagem: Carolina Brauer
Foto: Fábio Silva
Publicação: 13/09/2018

Notícias Relacionadas