Troca de cartas incentiva escrita e leitura na escola

Alunos da escola Maria Olintha trocarão correspondências com estudantes de Papagaios.

O escritor mineiro Bartolomeu Campos de Queirós é conhecido por seu vasto arquivo literário produzido. Dentre as obras destaca-se o clássico famigerado “Correspondência”, história que remete à hipótese de que uma carta é destina ao mesmo tempo a todos e a ninguém em particular, isto é, ela foi enviada e, para quem se interessar, é um convite à leitura.

Foi trabalhando os clássicos do autor que a Escola Municipal Professora Maria Olintha, situada na regional Eldorado, levou para dentro das salas o projeto literário que leva o nome do escritor. A ideia veio para incentivar a produção e a troca de cartas com estudantes da cidade de Papagaios, localizada no Centro-oeste mineiro. A escolha do local é pelo fato de lá ser o berço de Bartolomeu.

Criado pela servidora da área de inclusão da Secretaria Municipal de Educação (Seduc), Maria da Conceição de Oliveira, a proposta contribuiu para incentivar o hábito da escrita e da leitura, rodando por algumas escolas de Contagem tem levantado um bom número de escritores. “Eu adoro os livros do Bartolomeu, sou conhecedora das suas obras. No final de 2011 pensei num projeto em que pudesse envolver caligrafia e leitura”, explica Conceição.

Pensando em como trabalhar o projeto a direção da escola, com o apoio dos professores, decidiu usar o livro “Correspondência”, para assim comprar e aplicar a ideia. Os alunos começaram então o processo de criação de selos, papéis de carta e envelopes personalizados com a caricatura do escritor. Foi colocado também um tema para a troca de mensagens, o que deixou os jovens mais animados. “Hoje vivemos numa era digital e voltar a criar cartas me deixou feliz. Eu percebi também que estou lendo e escrevendo melhor com a aula prática”, destaca a estudante, Eliza de Souza.

Para a diretora Adriana Aparecida Palmeiras a escola tem colhido os frutos ao aplicar didáticas como essas. Ela também reitera que é objetivo do novo governo de Contagem aumentar o número do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) com atividades voltadas ao português nas escolas de Contagem. “Vamos ler e vamos escrever. É com essa filosofia que queremos levar o melhor da literatura e produção textual aos alunos das nossas escolas”, finaliza.

Os alunos que produziram as cartas terão a oportunidade de apresentar o conteúdo no dia 25 de agosto, data comemorativa em menção a Bartolomeu. Em setembro haverá uma excursão para a cidade do autor para uma troca de experiências.

Reportagem: Leonardo Melo
Fotos: Newton de Castro Resende

Notícias Relacionadas