Escolas de Contagem realizam ações pela Consciência Negra

Atividades vão até o dia 30 de novembro

Durante o mês de novembro, a Secretaria Municipal de Educação realiza nas escolas diversas atividades voltadas para a momentos de reflexão pela Consciência Negra. As ações deste ano debatem “o feminino”.

A abertura foi realizada no auditório da Escola Municipal Heitor Villa-Lobos, no bairro Inconfidentes. A palestra a “Escrivivências de si na Educação de Jovens e Adultos – Histórias e Ancestralidades” foi ministrada pela Coordenadora de Extensão do curso de Pedagogia da Universidade do Estado de Minas Gerais, doutora Simone Araújo. A palestrante abordou a importância das narrativas escritas no processo de aprendizado de jovens, adultos e idosos. A partir do tema, o debate seguiu em torno das políticas afirmativas e da participação da população negra na história.

Simone ainda destacou o trabalho de personalidades negras, como as autoras Conceição Evaristo e Carolina Maria de Jesus, que trouxeram suas histórias de vida a partir das narrativas escritas e que contribuíram para o processo de empoderamento e de existência ao escrever e inscrever-se na história. “Muitas vezes as histórias se perdem ao serem tratadas apenas através da oralidade, base central das culturas com matrizes africanas ou são escritas pelo outro”, destacou Simone Araújo.

Durante o evento houve apresentação cultural de Soul Music com Mister Black e DJ A Coisa; resultado de uma parceria entre a Secretaria de Educação com a Secretaria Municipal de Cultura, Esporte e Juventude.

A abertura oficial contou com a participação da subsecretária de Ensino, Dagmá Brandão Silva, da superintendente de Educação Básica, Benta Maria de Oliveira Napoli, da diretora de Relações Étnico Raciais, Rosângela da Silva e da coordenadora da Educação de Jovens e Adultos – EJA, Guaraciaba Vaquíria Conceição do Carmo. “O mais importante é mostrar que Contagem está empenhada no desenvolvimento das questões de Relações Étnico Raciais. Para os estudantes negros é vital se reconhecer no contexto dos trabalhos da escola, pensando no protagonismo diferenciado da visão clássica da população negra enquanto escrava”, destacou Rosângela.

Clicando AQUI você terá acesso a toda a programação que vem sendo realizada nas escolas de Contagem.

Veja também as fotos da abertura do evento no LINK.

Reportagem: Júlio César Santos
Fotos: Geraldo Tadeu
Publicação: 20/11/2018

Notícias Relacionadas