Resgate da confiança e qualidade dos serviços são apontados como resultados da intervenção na maternidade municipal  

Notícia Principal - 05/10/2021, 18:30:31 - Repórter: - Foto: Luci Sallum / PMC

No próximo dia 7 de novembro o contrato com o Instituto de Gestão Humanizado – IGH,  que sofreu intervenção em junho deste ano, será encerrado. Após a retomada da gestão do Complexo Hospitalar pela Prefeitura de Contagem, o Executivo tem vistoriado os equipamentos que estavam sob a gestão do IGH para conferir de perto as mudanças implementadas. 

Nesta terça-feira (5/10), foi a vez de finalizar a vistoria no terceiro andar, do Centro Materno Infantil – CMI, onde funcionam o Centro de Terapia Intensiva e a Enfermaria Pediátrica, com 40 e 34 leitos, respectivamente. Na quarta-feira passada  (29/9)  foram vistoriados os demais andares da unidade.  

Em ambos os setores visitados nesta manhã pela prefeita Marília Campos, a boa qualidade dos serviços foram destacados pelas usuárias, geralmente, mães, que acompanham a evolução de seus bebês prematuros que necessitam de cuidados específicos. “Eu não tenho nada a reclamar. Sempre tive vontade de ganhar meu bebê aqui. Os profissionais me trataram super bem, a mim e ao meu filho”, conta a confeiteira Grazielle Rodrigues Souza, 26 anos, moradora da cidade de Esmeraldas, enquanto acompanha o filho de um mês e dez dias, Arthur Henrique Souza Silva, que completou 40 dias internado na incubadora da Unidade de Cuidados Intensivos – UCI  e tem previsão de alta para esta quarta-feira (6/10). 

Outra mãe que está satisfeita com o atendimento recebido na UCI é a tatuadora Fernanda Natielly, 23 anos, moradora do bairro Amazonas, e agora mãe de Sara Carolina, que nasceu com 500 gramas em uma gestação de 26 semanas. “Ela  está aqui há 114 dias e já está pesando 2,800 quilos. Eu só tenho a agradecer pelo atendimento, pelo profissionalismo e pelo engajamento que senti da equipe que está cuidando da  minha família”. 

Este engajamento e entusiasmo não é sentido apenas por parte de quem precisa do serviço e recebe atendimento, mas também por quem o realiza. “Após a intervenção, o clima aqui é outro. Enquanto profissional, eu sinto a melhora do empenho da equipe. Estávamos nos sentindo à deriva e quando veio a intervenção foi um ponto de virada. Os medicamentos e insumos deixaram de faltar, equipamentos quebrados foram consertados ou substituídos e os salários atrasados passaram a ser pagos em dia”, elenca as melhorias, a enfermeira Luciane Fernanda, 26 anos, funcionária contratada pelo Instituto de Gestão Humanização – IGH, que sofreu intervenção em junho deste ano, e atua na UCI. 

Segundo ela, nos últimos dias os funcionários estão recebendo avisos-prévios diante do fim do contrato que termina no próximo dia 7 de novembro. “Ao receber o aviso-prévio começamos a acreditar que de fato algo de bom vai acontecer. Afinal, todos estavam aqui sem ânimo”, conta ela que pretende se manter no trabalho. 

Durante as conversas com os profissionais contratados, a prefeita tranquilizou os funcionários lembrando que todos terão seus contratos rescindidos e seus direitos respeitados com os devidos pagamentos, sendo, inclusive, convidados a permanecer em seus postos de trabalho. “O objetivo da nossa gestão é o diálogo e a construção conjunta de uma saída para os desafios que temos a enfrentar”. 

Aos servidores concursados, a prefeita ressaltou que serão corrigidas as distorções no que diz respeito aos benefícios que são oferecidos atualmente no serviço terceirizado”. 

Acompanharam a vistoria a diretora-geral do CMI, Cristiane Rosalina Oliveira, e o diretor técnico, o médico ginecologista e obstetra, Wilton Braga Júnior.

Banco de Leite

A prefeita Marília Campos também visitou o posto de coleta de leite materno que fica localizado também no quarto andar. Atualmente, são coletados na unidade 12 litros de leite materno por mês. Além disso, a coleta domiciliar também é realizada pelo posto. Apesar de ter os equipamentos doados pelo Rotary Club, ainda falta a finalização do espaço físico para o processamento de pasteurização do alimento. “Este é um projeto importante para Contagem, para o CMI e vamos agilizar a sua melhoria”, comentou ela sobre o serviço que atende a 350 mães por mês em média. 

Notícia Principal - 05/10/2021, 18:30:31 - Repórter: - Foto: Luci Sallum / PMC

Notícias relacionadas

Secretaria Municipal de Comunicação | Prefeitura de Contagem
Desenvolvido: Secretaria Municipal de Comunicação