Projeto reúne jovens para discutir aspectos do cotidiano masculino e modelos de identificação

Defesa Social - 23/11/2021, 16:02:40 - Repórter: - Foto: Grupo Centro Social Criança Feliz

Com o propósito de fomentar ações preventivas da violência e discussões sobre gênero, a Prefeitura de Contagem, por meio da Secretaria Municipal de Defesa Social – SMDS e da Superintendência de Prevenção às Violências e Promoção de Territórios Seguros, firmou parceria com o curso de Psicologia da Faculdade Universus Veritas de Belo Horizonte – Univeritas.

Dentro dessa perspectiva, foi implementado o Projeto de Extensão “Bora lá, men!” com o objetivo de realizar encontros de conversação com adolescentes, jovens e adultos que se identificam enquanto homens. Trata-se de um projeto que busca tematizar os aspectos da masculinidade, relacionando-a com os distintos discursos sobre gênero em nossa sociedade. 

Até o momento, foram realizados cinco encontros de conversação com garotos da região do Industrial, no Centro Social Viver Feliz. Os encontros, desenvolvidos com o apoio da Administração Regional Industrial e da instituição Viver Feliz, foram marcados por discussões sobre relacionamentos familiares e modelos de identificação, misoginia e violência, bem como sobre variadas maneiras de ser e de fazer-se homem.  

“A promoção de intervenções e ações preventivas da violência está em nosso escopo de trabalho, e exigem articulação com diferentes políticas públicas e setores sociais”, explica a superintendente da SMDS, Fabiana Carvalho. Para ela, o sucesso dos encontros realizados na região Industrial “revela a força deste esforço coletivo e mostra o quanto as questões sobre masculino e feminino precisam estar no escopo das políticas públicas, assim como a mobilização dos adolescentes e jovens”.  

Compartilhando da mesma opinião, o coordenador do Projeto de Extensão da Univeritas e psicólogo, professor Hugo Bento, destaca que as ações realizadas apontam a importância de fomentar espaços onde meninos possam conversar sobre aspectos do cotidiano masculino, relativizando e questionando-os para que deixem de ser tratados como se fossem naturais, como a ideia de que o homem é violento e é agressivo, por exemplo.  

“O lugar social das mulheres e os códigos de virilidade impostos sobre os homens são coisas que exigem atenção das políticas sociais, das instituições de ensino, da universidade, do terceiro setor, enfim, de todos aqueles que anseiam por um mundo menos violento e que apostam nas forças das conversas”, ressalta o professor.  

Para um dos envolvidos no projeto, o aluno extensionista da Univeritas, Wagner de Almeida, a sua participação no Projeto de Extensão “Bora lá, men! tem contribuído para a sua formação enquanto futuro psicólogo e, principalmente, para o desenvolvimento de uma consciência cidadã, que se importa com os efeitos do machismo em nossa cultura”, avalia.  

Além das conversações realizadas no Centro Social Viver Feliz, o “Bora lá, men!” tem fomentado conversações em duas unidades de acolhimento institucional da cidade de Contagem e a Univeritas pretende realizar um congresso nacional sobre o assunto no próximo mês, transmitido por meio da internet. 

Defesa Social - 23/11/2021, 16:02:40 - Repórter: - Foto: Grupo Centro Social Criança Feliz

Notícias relacionadas

Secretaria Municipal de Comunicação | Prefeitura de Contagem
Desenvolvido: Secretaria Municipal de Comunicação