Em 2021, Argentina seguiu como principal importador de produtos de Contagem

Desenvolvimento Econômico - 18/11/2021, 22:52:40 - Repórter:

Entre os meses de janeiro e setembro deste ano, a Argentina, nossa vizinha sul-americana, foi o país que mais importou produtos produzidos em Contagem: 9,9% ao todo. Ela vem seguida bem de perto pela Holanda, que importou 9,8%. Em terceiro lugar vem os Estados Unidos, com 9,3%. Do ponto de vista das importações feitas pelo município, a China é o país que mais vendas fez para a cidade, com um total de 23%; em segundo lugar, os Estados Unidos, com 18%; a Alemanha, por sua vez, com 8,6%. Os dados são do Observatório Socioeconômico de Contagem, da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico.

Na cesta de produtos de exportações do município, a venda de carnes bovinas congeladas representaram 16% do total. Embora o setor agropecuário em Contagem seja ínfimo, a cidade, por sua localização geográfica privilegiada, atende ao interesse logístico estratégico para a instalação de grandes frigoríficos.

Em segundo lugar na cesta dos produtos mais comprados em Contagem por outros países, 10% ficou por conta de maquinários da construção civil, como buldozzers e angledozers (trator de esteira), niveladoras, raspo-transportadoras (scrapers), pás mecânicas, escavadoras, carregadoras, cilindros compressores e autopropulsores, dentre outros.

Óleos de petróleo ou minerais betuminosos representaram 9,4% das exportações da cidade. Aparelhos ortopédicos, próteses, aparelhos auditivos – entre outros dispositivos – somaram 8,3%.

Embora a exportação de produtos oriundos do refinamento de petróleo seja elevada, essa mesma espécie de mercadoria é a que mais se importa: 7,3% do total. Da mesma forma, apesar de vender porções consideráveis de aparelhos médicos, os itens dessa mesma natureza vêm em segundo lugar, no total de compras internacionais feitas pelo município, 6%.

No balanço comercial do período, em transações correntes Contagem acumulou mais de R$825,77 milhões. Foram exportados mais de R$250 milhões; importações, porém, superaram os R$575 milhões, o que dá um déficit de R$324,55 milhões.

O volume de exportações do município representou 0,9% na soma de todo o estado de Minas Gerais. No ranking geral, Contagem é a 21ª cidade que mais exporta produtos. Nacionalmente, representa 0,1 % das exportações e ocupa a 150º posição de cidades exportadoras.

Em importações, Contagem participa com 6,3% de todas as compras internacionais feitas pelo Estado e é quarta cidade que mais importa. Nacionalmente, faz 0,4% de todas as exportações, mas é o 62º que mais importa, num total de 5570 municípios.

O secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, René Vilela, explicou que Contagem, historicamente, é uma cidade importadora. “Isso não quer dizer que seja ruim, na medida que parte dessas exportações são insumos de produtos que são consumidos pelo mercado interno. Trata-se apenas de uma característica”.

Mais detalhes sobre a balança comercial de Contagem você pode conferir clicando aqui.

Desenvolvimento Econômico - 18/11/2021, 22:52:40 - Repórter:

Notícias relacionadas

Secretaria Municipal de Comunicação | Prefeitura de Contagem
Desenvolvido: Secretaria Municipal de Comunicação