Com várias vantagens para os pacientes, Complexo Hospitalar de Contagem terá cirurgias por videolaparoscopia

Notícia Principal - 23/09/2021, 17:42:00 - Repórter: - Foto: Daniel Rosa/HMC

Desde a última semana, o paciente que precisa ser submetido a procedimento cirúrgicos no Hospital Municipal de Contagem conta com um novo apoio. É a videolaparoscopia, um procedimento feito com pequenas incisões para a introdução de pinças e de uma câmera. Como as incisões são pequenas, o paciente se beneficia de uma recuperação mais rápida, com dores de menor intensidade e o risco de infecção é menor, levando o paciente também a recuperação mais rápida e com cicatrizes reduzidas.

Segundo o coordenador da Cirurgia Geral no Hospital Municipal, o cirurgião Bartolomeu Moreira Barroso, no Hospital Municipal há um consenso universal acerca dos benefícios da laparoscopia, tanto no tratamento do paciente que demanda uma cirurgia de urgência, quanto no tratamento do paciente de cirurgia eletiva. “Quando a gente fala em laparoscopia pensa-se no cálculo biliar, doença que atinge acima de dez por cento da população ocidental. Por isso, a gente acaba esquecendo que a laparoscopia é de grande benefício na urgência, tanto para um paciente idoso, quanto para pacientes do sexo feminino. Beneficia, ainda, aquele paciente com dúvida diagnóstica, casos nas quais a tomografia, o ultrassom e o exame médico não foram decisivos. Por isso, costumo dizer que a laparoscopia é o divisor de águas”, assegura o médico.

Barroso assegura que com a videolaparoscopia o diagnóstico e o tratamento serão minimamente invasivos, além de ser mais econômico. “Demanda menor internação, menor índice de infecção, menos dor para o paciente”. O médico ainda aponta como benefícios custos menores para o hospital. “Gasta-se menos medicamento e menos material”. Outra vantagem é o retorno mais rápido do paciente ao mercado de trabalho. “Sem a videolaparoscopia o paciente ficaria até trinta dias afastado de suas atividades habituais”, alerta. O médico aponta também que há ganhos no tratamento do paciente idoso, uma vez que, praticamente, elimina a possibilidade do uso de CTI. “Tratamentos mais invasivos demandam vaga de CTI. Por isso, a laparoscopia é um arsenal imprescindível no dia a dia cirúrgico”.

Procedimento – Antes da cirurgia videolaparoscópica o paciente é submetido a anestesia geral. São feitas pequenas incisões no abdômen. Na sequência são inseridas pinças para a operação. O abdômen é insuflado com gás carbônico e nele é introduzida uma microcâmera ótica, que possibilita a visualização das áreas que serão manuseadas.

Para fazer a cirurgia por vídeo é necessário passar por todo processo pré-operatório, como avaliação de risco cirúrgico e outros exames pedidos pelos médicos.

A diretora-geral do Hospital Municipal de Contagem, Olivia Bonfim, comemora mais esse avanço conquistado com a intervenção decretada pela Prefeitura no Complexo Hospitalar de Contagem.  “Há três meses não tínhamos o básico. Se faltava esparadrapo, faltava antibiótico e também material de limpeza. As instalações estavam precárias e o salário dos médicos atrasado há meses. Sem pagar as contas, o Complexo Hospitalar de Contagem não tinha crédito no mercado. Não havia como comprar, repor ou consertar dezenas de equipamentos que estavam sucateados e não funcionavam por falta de peças. Depois da intervenção decretada pela Prefeitura, o cenário é outro. Estamos muito confiantes e o usuário satisfeito”.

 

Notícia Principal - 23/09/2021, 17:42:00 - Repórter: - Foto: Daniel Rosa/HMC

Notícias relacionadas

Secretaria Municipal de Comunicação | Prefeitura de Contagem
Desenvolvido: Secretaria Municipal de Comunicação