Obras do Corredor Ressaca estão a todo vapor

Os benefícios das intervenções nas avenidas Babita Camargos e João Gomes Cardoso já são percebidos pela população

Notícia Principal - 22/05/2020, 15:53:11 - Repórter: - Foto: Divulgação

Obras causam transtornos. Seja pintando a parede de casa ou revitalizando uma via, os incômodos surgirão, porém, com a conclusão, vê-se os benefícios. É o caso das obras do Sistema Integrado de Mobilidade de Contagem (SIM) que vai reestruturar o sistema de transporte coletivo, a infraestrutura urbana e viária do município.

Os canteiros de obras estão se transformando em edificações e vias novas que trazem mais segurança e comodidade para os usuários. Iniciadas em outubro, as intervenções de criação do Corredor Ressaca já são sentidas por quem transita da regional de mesmo nome até o Industrial.

Com nove quilômetros de extensão, o corredor integra as regionais Ressaca e Nacional à Cidade Industrial. A conexão das regiões é feita pelas avenidas Severino Ballesteros Rodrigues, João Gomes Cardoso, Teleférico, Pio XII e Babita Camargos. Diretamente, 121 bairros serão beneficiados e mais de 230 mil pessoas serão atendidas pelas intervenções de mobilidade, mas o impacto será sentido em toda cidade.

Em toda sua extensão, as vias do Corredor Ressaca serão revitalizadas com nova massa asfáltica, readequação dos canteiros centrais e intervenções nos meios-fios e calçadas, que serão adaptados com piso tátil e rampas de acessibilidade, essenciais para pessoas com mobilidade reduzida.

Executadas pela Autarquia Municipal de Trânsito e Transportes (Transcon), as obras estão orçadas em R$ 37 milhões, financiados pelo Programa de Aceleração e Crescimento (PAC), e devem ser concluídas no primeiro semestre de 2021.

O presidente da Transcon, Leonardo Reis, explicou que as diversas frentes de trabalho no Corredor Ressaca são parte das intervenções do SIM que são executadas na cidade. “O Corredor Ressaca é um dos três corredores de transporte que vão garantir mais conforto, qualidade e fluidez no trânsito e transporte de Contagem. As obras estão a todo vapor, seja nas avenidas, na construção e entrega dos terminais e também nas intervenções viárias ocorridas nos bairros. Tudo isso é o grande conjunto de obras do SIM, que vai integrar todas as regiões da cidade”, afirmou.

Avenida Babita Camargos

As obras da avenida Babita Camargos, na Cidade Industrial, são as mais avançadas do Corredor Ressaca, com previsão de entrega para junho. Ao longo de toda a sua extensão, a via passou por intervenções de revitalização do pavimento, com asfalto e sinalização nova.

A adequação dos meios-fios e calçadas, com a implantação de piso tátil para pessoas com deficiência visual, já é notada em quase toda a extensão da avenida. Concluído o trecho entre a Trincheira do Itaú e avenida Teleférico, as obras da avenida Babita Camargos serão finalizadas.

Avenida João Gomes Cardoso

Uma das avenidas mais importantes da Regional Ressaca, a avenida João Gomes Cardoso está mais larga. Com a redução de cinco metros no canteiro central, a via ganhou mais uma faixa de tráfego em cada sentido.

Passa também por intervenções de revitalização do asfalto, adequação das calçadas e meios-fios e implantação de piso tátil no canteiro central, que ficará mais seguro para motoristas e pedestres. Segundo a Transcon, as obras da avenida devem ser concluídas ainda esse ano.

Terminal Ressaca

Em fase estrutural, as obras do Terminal Ressaca devem ser concluídas ainda esse ano. As intervenções do canal do Córrego São João e Ribeirão Cabral estão finalizadas. Um dos dois prédios administrativos do complexo já foi erguido e está em fase de acabamento. A estrutura metálica de sustentação do teto também está quase pronta. Concluída a terraplanagem da área, a construção do segundo prédio administrativo e plataformas de integração terão início.

Cerca de 400 mil passageiros vão circular mensalmente pelo local, o que faz dele o maior terminal de integração do SIM. Serão duas plataformas, sendo uma municipal e outra metropolitana, com estruturas cobertas, acessíveis e elevadas, com alturas compatíveis com as portas de embarque e desembarque dos ônibus.

Para melhor atendimento e comodidade, o projeto do terminal também prevê uma área de estacionamento. As vagas serão para uso de funcionários e público geral, com vagas exclusivas para idosos e pessoas com deficiência. Os investimentos são de R$ 15,6 milhões, financiados pelo PAC.

A plataforma municipal será ponto de parada para sete linhas alimentadoras, cinco linhas interterminais e duas linhas troncais, com um total de 14 linhas do transporte coletivo municipal atendidas. O acesso será pela avenida Severino Ballesteros Rodrigues, nos dois sentidos de tráfego. Para os pedestres, haverá também um acesso exclusivo pelo Parque Linear do Sarandi.

Os Terminais Ressaca e Petrolândia formam o Corredor Leste-Oeste, que conectará as regiões homônimas dos terminais e também beneficiará a regional Nacional. O Terminal Petrolândia está pronto e aguarda o fim da pandemia do novo coronavírus para ser inaugurado.

Notícia Principal - 22/05/2020, 15:53:11 - Repórter: - Foto: Divulgação

Notícias relacionadas