Empresas com documentação irregular são interditadas no Jardim Marrocos, onde houve deslizamento de terra durante o temporal

Elas têm cinco dias para apresentar a defesa à Secretaria Municipal de Meio Ambiente

Meio Ambiente - 28/01/2020, 18:20:41 - Repórter: - Foto: Túlio Andrade

A construção de um imóvel residencial também foi interrompida no Jardim Marrocos

Em uma operação da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad), três empresas tiveram as atividades embargadas no bairro Jardim Marrocos, regional Sede, onde uma pessoa morreu em decorrência de deslizamento de terra durante o temporal dos último dias. A ação contou com o apoio do Grupo de Policiamento Ambiental (GPA) da Guarda Municipal.

Eric Machado, superintendente de Controle Ambiental da Semad e coordenador da ação, explica que as empresas fiscalizadas têm pendências na documentação. “Fizemos uma avaliação geral em três empresas que estão sem documentação ou alguma ligação direta com o desabamento. Os autos foram lavrados e elas têm no máximo cinco dias para apresentar defesa. Constatamos também uma instabilidade geológica no terreno ocasionada por um aterro que não foi feito de acordo com as regras estabelecidas”, completa.

Além das três empresas, também foi interrompida a construção de uma residência que está no início, e se localiza no trajeto de carreamento de material, o que configura situação de risco.

Se a defesa não for apresentada ou considerada insuficiente, o processo segue o curso e ao final pode geral multa e encaminhamento ao Ministério Público. A Semad, em conjunto com o GPA, fará o monitoramento permanente do local para assegurar que a situação não se repita.

Meio Ambiente - 28/01/2020, 18:20:41 - Repórter: - Foto: Túlio Andrade
Tags:

Notícias relacionadas

Secretaria Municipal de Comunicação | Prefeitura de Contagem
Desenvolvido: Secretaria Municipal de Comunicação