Prefeitura cria grupo de trabalho após acordo de cooperação com organização internacional de sustentabilidade

A primeira reunião do grupo de trabalho foi marcado por uma reunião de alinhamento na qual a Secretaria Municipal de Meio Ambiente (SEMAD) apresentou aos participantes o escopo do trabalho

Meio Ambiente - 24/01/2020, 11:33:56 - Repórter: - Foto: Divulgação

Reunião deu início ao grupo de trabalho montado após acordo da prefeitura com entidade internacional voltada ao desenvolvimento sustentável

Foi realizada nesta quarta-feira (22), a primeira reunião do grupo de trabalho no âmbito do acordo de cooperação assinado no fim do ano passado entre a Prefeitura de Contagem e a principal associação mundial de cidades e governos dedicados ao desenvolvimento sustentável denominada ICLEI – Local Governments for Sustainability (Governos Locais pela Sustentabilidade).

Em 2019, quando foi celebrado o acordo, deu-se a assinatura da Carta de Intenção referente ao Pacto Global de Prefeitos pelo Clima e a Energia (GCoM). Um compromisso firmado com a promessa de implementar políticas e empreender medidas para reduzir as emissões de gases de efeito estufa e preparar as cidades para os impactos das mudanças climáticas.

Para que o acordo possa ser colocado em prática, foi necessária a criação do grupo de trabalho composto por equipes técnicas de vários setores da Prefeitura de Contagem com a coordenação da Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad), que destacou a técnica Walkyria Castilho para repassar o objetivo do programa.

O início das atividades do grupo de trabalho foi marcado por uma reunião de alinhamento na qual a SEMAD apresentou aos participantes o escopo do trabalho. A metodologia a ser utilizada será o Protocolo Global para Inventários de Emissões de GEE na escala Comunidade (GPC). Os gases abordados por essa metodologia são: dióxido de carbono (CO2), metano (CH4), óxido nitroso (N2O), hidrofluorcarbonetos (HFCs), perfluorcarbonetos (PFCs), hexafluoreto de enxofre (SF6) e trifluoreto de nitrogênio (NF3).

“O primeiro passo é a elaboração de um inventário de emissões de gases de efeito estufa que consiste em uma etapa do processo de planejamento que revela o estado atual dos níveis de emissão e respectivas fontes para os diversos setores como: energia, processos industriais, resíduos sólidos e agricultura, florestas e outros usos de solo”, explicou Castilho.

Para acompanhar o perfil de emissões, analisar e interpretar os dados obtidos, a prefeitura contratou o software de gestão CLIMAS, desenvolvido pela empresa WayCarbon. É uma ferramenta para analisar emissões com maior nível de profundidade, personalização e rapidez, utilizando tecnologia de ponta.

O inventário de emissão de gases de efeito estufa” é um dos principais instrumentos para planejamento urbano, usado como ferramenta para a confecção de planos de ação com o intuito de enfrentar as mudanças climáticas globais e mitigar impactos gerados pelas atividades desenvolvidas no Município.

Meio Ambiente - 24/01/2020, 11:33:56 - Repórter: - Foto: Divulgação
Tags:

Notícias relacionadas

Secretaria Municipal de Comunicação | Prefeitura de Contagem
Desenvolvido: Secretaria Municipal de Comunicação