Estatísticas apontam que Contagem é uma cidade mais segura

Diversas pesquisas, com diferentes fontes de dados, mostram a queda de índices ligados à violência no município. Forte presença da Polícia Militar, da Guarda Civil de Contagem e de demais forças de segurança é um dos fatores responsáveis pela melhoria desses indicadores

Defesa Social - 03/12/2019, 17:31:36 - Repórter: e - Foto: Ricardo Lima

Foto: Ricardo Lima

Maria Ramos, 78 anos, moradora do Parque São João, passou, na segunda-feira (25/11) à tarde, pela Praça da Glória, quando saiu de mais uma reunião na Paróquia Nossa Senhora da Glória, que fica localizada bem rente à praça. Ela se sente segura em transitar por ali e também no bairro onde reside, o Parque São João, na regional Eldorado. “Senti uma melhora na segurança, porque estava um negócio de roubo nas lojas. Nós temos um bar que já foi arrombado duas vezes, e agora isso não acontece mais”. A opinião de Maria Ramos é a mesma de Ana Lúcia Fernandes, 60 anos, que mora e trabalha na Praça da Glória há cerca de quatro anos. Para ela, a segurança no local melhorou. “Na padaria onde trabalho, há mais de dois anos não vejo nenhum roubo, e também não vejo nem menino correndo com celular pela praça. Tem os guardas, que passam muito por aqui, e tem uma base de segurança. Eu acho que a segurança melhorou, sim”, diz.

A sensação de melhoria na segurança percebida por Maria Ramos e Ana Lúcia Fernandes é confirmada por estatísticas e números, como os dados divulgados pelo Portal Minas em Números, do governo de Minas, que foram analisados e trabalhados pelo Observatório Socioeconômico de Contagem. O Observatório é um centro de conhecimento e difusão de informações socioeconômicas do município viabilizado pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico da Prefeitura Municipal de Contagem (Sedecon).

De janeiro a setembro dos anos de 2017, 2018 e 2019, a cidade de Contagem registrou queda de 49% nas ocorrências de roubos, 48% nos crimes violentos, 11% nos furtos de carros e 32% nos registros de homicídios. A taxa é obtida pela razão entre o número de crimes violentos registrados e o tamanho da população. Crimes violentos abrangem: homicídio (tentado e consumado), estupro (tentado e consumado), extorsão diante de sequestro consumado, sequestro e cárcere privado consumado, roubo consumado e estupro de vulnerável (tentado e consumado). Não é contabilizado o número de vítimas, e sim de ocorrências, que podem ou não ser registradas pela população.

O comandante do 18º Batalhão de Polícia Militar de Minas Gerais (PMMG), Tenente-Coronel Maurício José de Oliveira, salienta que a expressiva redução dos índices de criminalidade em todo o estado de Minas Gerais, bem como na cidade de Contagem, é resultado do profícuo trabalho desenvolvido pela PMMG, que não tem medido esforços para cumprir com todas as metas estipuladas pelo governo do estado. “A PMMG tem se destacado enquanto órgão da Segurança Pública, entregando ao estado resultados satisfatórios de redução dos índices criminais, dentre os quais destaco o Índice de Crimes Violentos, que engloba os tipos penais de homicídio, roubo, estupro, estupro de vulnerável, extorsão mediante sequestro, sequestro e cárcere privado. Em Contagem, após a instalação das Bases de Segurança Comunitária (BSC) da PMMG, em pontos estratégicos da cidade baseados na análise da estatística criminal, pontuamos os resultados preventivos conquistados, em especial em relação aos crimes contra o patrimônio. As bases funcionam diariamente, das 14h às 0h, horário no qual ocorriam grande parte dos crimes de furto e roubo. A presença policial complementada pela atuação tática de motos policiais possibilitou melhoria na sensação de segurança e na redução criminal. Na área norte de Contagem, cuja responsabilidade pelo policiamento compete ao 18° BPM, no ano de 2019, destacamos a redução de 33% dos crimes violentos e 31% dos homicídios (comparado com o mesmo período do ano anterior) e a prisão de, aproximadamente, 500 pessoas”, ressalta o comandante do 18º Batalhão da PMMG.

Outra pesquisa, divulgada em abril deste ano, com estatísticas produzidas pelo Observatório de Segurança Pública Cidadã – Registro de Eventos de Defesa Social (Reds) e cuja fonte dos dados é a Secretaria de Estado de Defesa Social (Seds), aponta, por exemplo, que a taxa de homicídios foi reduzida em 53,2% em abril de 2019, na comparação com o mesmo período de 2018. Em relação aos roubos consumados, a redução foi de 26,5% no mesmo período. O secretário Municipal de Defesa Social, Décio Camargos, ressalta que não era registrada queda tão acentuada dos índices de criminalidade em Contagem há mais de dez anos. “A atuação conjunta entre as forças de segurança fez com que esses índices melhorassem”, afirmou o secretário à época. “A Guarda Civil de Contagem (GCC) é uma referência nacional, uma instituição séria que não para de crescer e que contribuiu muito para a diminuição da criminalidade da cidade, no trabalho conjunto com os outros órgãos de segurança pública, como a Polícia Militar de Minas Gerais (PMMG) e a Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG)”, ressalta o secretário de Defesa Social.

Atuação cada vez mais presente da Guarda Civil de Contagem

Alguns fatores contribuíram para a melhoria da segurança no município e para a redução dos números em relação a outros períodos. O aumento do efetivo e capacidade de atuação da Guarda Civil de Contagem (GCC) é um deles. Desde o início de 2017, a Prefeitura de Contagem vem investindo na GCC, que dispõe atualmente de um efetivo de cerca de 420 servidores, dos quais 54 foram incorporados em julho de 2018. Os agentes atuam nas escolas, equipamentos de saúde, praças, repartições públicas e nos principais corredores comerciais da cidade. Há também o Policiamento Comunitário Escolar, que percorre mais de 130 escolas ao mês. Há ainda o Grupamento de Rondas Ostensivas Municipais (Romu), criado em 2018, que atua em situações de maior complexidade. Também merecem destaque as aquisições de munições e armamentos e investimentos em capacitações e qualificações feitos pela Guarda Civil de Contagem (GCC), que fizeram com que, hoje, 100% do efetivo da instituição esteja capacitado para porte de armas de fogo. Por fim, cabe ressaltar que, hoje, a cidade também conta com o apoio de quatro Bases Móveis da GCC, que reforçam o patrulhamento nas vias pública para coibir a criminalidade e dar mais segurança à população.

“A Guarda Civil de Contagem (GCC) é referência no país. No campo da segurança pública de hoje, a GCC é uma das instituições que está cumprindo, praticamente, a totalidade da Lei Federal nº 13.022/2014, que institui normas gerais para as guardas municipais. Muitas guardas, por motivos diversos, como falta de investimentos, enfrentam muitas dificuldades. Mas, aqui em Contagem, temos avançado”, afirma o comandante da corporação, Levi Sampaio. Esse trabalho é realizado em parceria com a Polícia Militar de Minas Gerais (PMMG), que desde setembro de 2018 atua com 20 Bases de Segurança Comunitária em toda a cidade. Paralelamente, a Administração Municipal vem melhorando a iluminação na cidade, com instalação de lâmpadas de LED em diversos locais.

A própria GCC tem estatísticas que corroboram essas pesquisas, por meio do comparativo de boletins de ocorrência entre o primeiro e o segundo semestres deste ano (no segundo semestre, até novembro de 2019), principalmente no que diz respeito a ações preventivas da violência e dos crimes: a autuação da infração de trânsito que aplica o Artigo 269 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB) saltou de 2 para 20, um amento de 0,59%; as averiguações de pessoas ou veículos em atitude suspeita aumentaram de 10 para 45, um aumento de 1,33%. Mais: do início do ano até aqui, a GCC realizou 81 apresentações da banda de música da corporação, 3.112 operações Presença, 5 operações Proteja seu Bairro, 16 palestras preventivas, 33 ações de Primeiros Socorros, 3.715 ações de Vista Tranquilizadora e, ainda, atuou na localização/recuperação de 44 veículos.

Segundo a economista Alessandra Angelini, do Observatório Socioeconômico de Contagem, a melhora na segurança pública também causa efeito positivo na economia. “A falta de segurança afasta investimentos, afugenta os consumidores e aumenta as despesas improdutivas na economia. Portanto, todos ganham com a cidade mais segura”, ressalta a especialista.

Para o secretário Municipal de Desenvolvimento Econômico, Sant Clair Terres, a intenção da Administração Municipal é buscar, por meio de suas secretarias, parcerias com o Governo do Estado e iniciativa privada para criar ações que possam gerar ainda mais segurança para a população e redução de todos os tipos de ocorrências. “Com a garantia de mais investimentos públicos na área da segurança, os empresários, por exemplo, podem reduzir os gastos em segurança privada, gerando assim mais recursos para a produtividade”, afirma o secretário.

Conheça o site do Observatório Socioeconômico de Contagem

Acesse contagem.mg.gov.br/observatorio e consulte os indicadores de segurança, educação, saúde e mercado de trabalho de Contagem, entre outros. O principal objetivo do Observatório é organizar informações, fazer estudos e análises capazes de subsidiar as esferas pública e privada, bem como a sociedade em geral, promovendo a transferência do conhecimento com a produção de informações para a tomada de decisões que, por sua vez, contribuirão para a atração de investimentos e redução das desigualdades locais.

Defesa Social - 03/12/2019, 17:31:36 - Repórter: e - Foto: Ricardo Lima

Melhoria nos índices de criminalidade em Contagem – Base móvel da Guarda Civil municipal

Notícias relacionadas

Secretaria Municipal de Comunicação | Prefeitura de Contagem
Desenvolvido: Secretaria Municipal de Comunicação