Consciência Negra é tema na tribuna livre na Câmara de Contagem

Direitos Humanos - 06/11/2019, 17:55:16 - Repórter: - Foto: Divulgação

Para abrir as atividades da Superintendência de Promoção de Igualdade Racial no Mês da Consciência Negra, o presidente do Conselho Municipal de Promoção de Igualdade Racial, João Carlos Pio de Souza, usou a tribuna livre, na Câmara de Contagem, durante a plenária da terça-feira (5). João discorreu sobre o Dia da Consciência Negra e a importância do povo e da cultura africana no Brasil. O secretário de Direitos Humanos e Cidadania de Contagem, Marcelo Lino, e o superintendente de Promoção de Igualdade Racial, Jorge Antonio dos Santos, também estavam presentes. Na ocasião também foi aberta, por meio do projeto Cultura na Câmara, a exposição fotográfica “Matrizes Africanas – propagando respeito e desconstruindo preconceitos”, que ficará no hall da sede do Legislativo durante todo o mês.

João Pio falou ao público presente que o município “é majoritariamente negro. Percentualmente, a população negra do município é maior do que o estado e, inclusive, maior do que a porcentagem em nível nacional. Aproximadamente 56% da população desse município, conforme IBGE, se declara preta e parda, portanto somos maioria”, disse. “Entendemos que a política de promoção racial – que contempla diversos grupos étnicos como população negra, ciganos, indígenas, as comunidades tradicionais de matriz africanas, os terreiros e demais grupos étnico raciais -, é uma política que é resultado exatamente da luta empreendida pelo movimento negro no Brasil nos últimos 30 anos”, destacou o presidente do conselho.

Ele também falou sobre racismo, empregabilidade, educação (cotas) e a importância da superintendência, entre outros temas. João citou os desafios e as dificuldades nas políticas públicas e, também, as vitórias do movimento ao longo dos anos. “Hoje temos um plano municipal de igualdade racial aprovado por essa Câmara, em 2016. Parabenizamos aos vereadores que assumiram o compromisso de aprová-lo”, frisou.

Para finalizar, João ressaltou que a consciência negra não é só em novembro, “ela tem que ser todo dia e de todos nós. O racismo é uma pauta a ser enfrentada por todos. É nesse sentido que o conselho municipal é fundamental para cumprir seu papel: que é o de controlar a política pública e dialogar constantemente com a sociedade e os gestores do nosso município. Convido a todos para participarem das atividades do Mês da Consciência Negra, cuja programação se encontra no site da Prefeitura”.

Cultura na Câmara

A exposição idealizada pelo Ilé Axé Omin D’Oxalufãn, na figura da Yalorixá Kátia Barbosa, estará no hall da Câmara Municipal de Contagem até o final do mês. Em cada fotografia, os visitantes podem ver o que há de comum nos povos matriz afro-brasileira presentes em nosso município, destacando valores como fraternidade, solidariedade, caridade, devoção ao sagrado, proteção, cuidado e respeito com nosso povo.

Direitos Humanos - 06/11/2019, 17:55:16 - Repórter: - Foto: Divulgação

Notícias relacionadas

Secretaria Municipal de Comunicação | Prefeitura de Contagem
Desenvolvido: Secretaria Municipal de Comunicação