Programa Melhor em Casa: uma possibilidade para continuidade do tratamento em casa

Metodologia pode acelerar a recuperação dos pacientes

Notícia Principal - 09/10/2019, 10:53:51 - Foto: Bruna Alves

Cuidar bem do paciente faz parte da rotina dos profissionais do Complexo Hospitalar de Contagem (CHC) e faz parte, também, ter um olhar sensível para possibilidade de realizar o tratamento na residência, junto da família. O método tem sido possível por meio da construção do Protocolo de Desospitalização e do desenvolvimento das oficinas de sensibilização, realizadas desde agosto, no Hospital Municipal de Contagem e no Centro Materno Infantil.

As oficinas têm o objetivo de apresentar à equipe assistencial quais os critérios para que o paciente possa ter seu tratamento realizado em casa e o que é preciso para isso.  “Pacientes que se encontrem clinicamente estáveis, em condições de internação prolongada ou com uma possível recuperação mais lenta podem ser assistidos por uma equipe multidisciplinar, de forma segura e humanizada, em seus lares”, explica o enfermeiro do Núcleo de Desospitalização, Joanilson Guimarães. Ele acrescenta que a assistência domiciliar pode diminuir os potenciais riscos de uma infecção hospitalar. Além do convívio familiar e conforto do lar serem importantes fatores de melhoria e recuperação da saúde.

A desospitalização já é uma prática no CHC, variando entre 20 a 30 altas hospitalares mensais. São pacientes em uso de antibióticos, com necessidade de uso do oxigênio em casa, tratamento de feridas, reabilitação, dentre outros. O tratamento especializado em casa é feito pelo Serviço de Atenção Domiciliar (SAD), da Secretaria de Saúde de Contagem.

Antes de serem liberados, parentes ou o responsáveis pelo cuidado do paciente em casa são orientados e treinados, ainda na unidade de saúde, sobre os cuidados que devem ter no dia a dia, durante o  acompanhamento domiciliar: banhos, troca de curativos, administração de medicamentos e de dietas, entre outros.

Eduardo Domingos dos Santos, 61 anos, que está prestes a receber alta do HMC e continuar o tratamento em casa, ficou muito feliz com esta oportunidade. Após 26 dias internados devido uma queda causada pelo descontrole da diabetes, ele está com saudades do lar e das pessoas de sua convivência. “Apesar de gostar da estrutura que tenho aqui, em casa será muito mais tranquilo e confortável,” comentou.

A irmã do Eduardo, Maria Celeste dos Santos Sudário, 63 anos, também aprovou a ideia. Para ela, a rotina de cuidados não terá impedimento e os acompanhamentos especializados na própria residência dão tranquilidade para que o bem-estar e saúde do irmão sejam garantidos.

Contagem é referência nacional para em assistência domiciliar, sendo o único município a desenvolver cuidados com assistência neonatal. Inclusive, profissionais de diversas partes do Brasil estão vindo conhecer o SAD Contagem, o Programa Melhor em Casa e as boas práticas assistenciais realizadas no município.

Notícia Principal - 09/10/2019, 10:53:51 - Foto: Bruna Alves

Notícias relacionadas

Secretaria Municipal de Comunicação | Prefeitura de Contagem
Desenvolvido: Secretaria Municipal de Comunicação