Reunião com lideranças do Parque São João levanta demandas da comunidade

No encontro também foi discutido a programação do evento do dia 2/11. Projeto “Transformar Contagem” é um dos parceiros envolvidos nos preparativos da iniciativa, que envolve a participação ativa da comunidade

Gabinete do Prefeito - 08/10/2019, 17:35:11 - Repórter: - Foto: Paulo Pereira

Uma reunião ocorrida na noite da segunda-feira (8/10), na Escola Municipal Professor Domingos Diniz, no bairro Parque São João, regional Eldorado, envolveu diversas lideranças, representantes de entidades e do poder público para debater a realização de um grande evento a ser realizado no bairro, no dia 2 de novembro, das 9h às 15h, na avenida das Nascentes. Esta foi a terceira vez que a comunidade se reuniu para tratar sobre o assunto.

Entre as atividades a serem ofertadas no dia 2/11, haverá tendas com serviços de saúde, orientações jurídicas, barraquinhas diversas, corte de cabelo, pula-pula para crianças e apresentações de dança, música e teatro. A divulgação do evento será feita por meio de faixas e de carros de som, e, também, através de convites feitos pelos próprios moradores do bairro. São esperadas milhares de pessoas no dia do evento.

Aproximadamente 30 pessoas participaram da terceira reunião para tratar sobre o evento do dia 2/11, entre conselheiros de saúde, membros da associação do bairro, de igrejas e de Organizações Não-Governamentais (ONG), coordenadores de projetos sociais, de entidades internacionais e, ainda, uma representante da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG). Entre os movimentos representados e que serão parceiros na ação estava o “Transformar Contagem”, plataforma digital que busca conectar pessoas em torno de uma corrente do bem, criando elos e gerando engajamento entre quem pode ajudar e quem precisa de ajuda.

A ideia das reuniões é a de recolher junto a lideranças e representantes de entidades diversas demandas do Parque São João e, também, identificar alguns talentos que lá residem, para que possam difundir conhecimento e contribuir para o desenvolvimento da comunidade. Não se trata de promover “apenas” um dia de oferta de serviços e entretenimentos, mas de interagir, dialogar e trazer a comunidade para o cerne das preparações para o evento.

O pastor Alexandre Regadas, uma das lideranças religiosas envolvidas na organização do evento do dia 2/11, explica como se deu o processo de construção da ideia. “Nós, da Igreja Batista Central, no Eldorado, já fazemos movimentos sociais em muitas regiões da cidade. Temos 12 mil pessoas que fazem parte da comunidade da nossa igreja e, por isso, temos condições de mobilizar milhares de pessoas para esses eventos. Mas queríamos envolver também pessoas de fora da igreja e, assim, procuramos a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social, para começarmos as mobilizações. Ao longo das reuniões aqui no Parque São João, temos buscado mapear o que as pessoas daqui sabem fazer e o que poderia ser ofertado à comunidade, de forma a melhorar a comunidade e a sociedade, como um todo. Um exemplo é o conhecimento sobre os trabalhos realizados por eletricistas: a demanda para a aprendizagem desse ofício pode ser levantada e um curso pode ser ofertado por algum eletricista daqui da região no dia 2/11. É a própria comunidade construindo o movimento. Nessa caminhada, várias entidades vêm se juntando a nós. E a gente espera que essa ideia de a comunidade gerar conhecimento persista para além do evento do dia 2/11. Quem sabe a pessoa que ofertou algum curso pode seguir oferecendo-o, inclusive auferindo alguma renda com essa oferta?”, instiga o pastor.

A decana moradora do bairro Maria José, do Centro Municipal de Agricultura Urbana de Contagem, também conhecida como “Maria José dos casamentos”, reside no Parque São João há mais de quatro décadas. Ela é uma das entusiastas do evento. “Tenho 46 anos de Parque São João e posso afirmar que esta é a melhor fase que o bairro está vivendo”, testemunha.

A primeira-dama do município e coordenadora do projeto “Transformar Contagem”, Luciana de Freitas, também esteve presente à reunião. Ela reforça que a participação do “Transformar Contagem” como uma das entidades envolvidas no evento do dia 2/11 reflete o espírito do projeto, um movimento em favor do sentimento de solidariedade entre diferentes setores e camadas sociais. “O Transformar Contagem é um dos parceiros nesta ação que será promovida no dia 2 de novembro. Esse trabalho envolve diversas entidades, lideranças e parcerias, para que o trabalho seja construído por todos, inclusive com a comunidade, em uma relação cidadã. Estou muito otimista e acredito que toda grande caminhada começa com um pequeno passo. Queremos que o processo de construção do evento no Parque São João possa se tornar um exemplo a ser replicado em outras regiões da cidade. Vamos visitar regiões que possuem reivindicações históricas para desenvolvermos trabalhos em parceria com a população”, afirmou Luciana de Freitas. O lançamento do Transformar Contagem ocorreu no dia 30 de abril deste ano e, de lá para cá, o aplicativo já contabilizou cerca de cinco mil horas de trabalhos voluntários.

Gabinete do Prefeito - 08/10/2019, 17:35:11 - Repórter: - Foto: Paulo Pereira

Notícias relacionadas

Secretaria Municipal de Comunicação | Prefeitura de Contagem
Desenvolvido: Secretaria Municipal de Comunicação