Projeto Resgate, em parceria com a prefeitura, transforma sonho em realidade

Ao todo, 50 jovens com idades entre 15 e 16 anos tiveram seu dia de princesa e ganharam uma festa requintada e com direito a pompas e rituais que devem fazer parte de um verdadeiro baile de debutantes. Prefeitura de Contagem foi a principal parceira do projeto

Gabinete do Prefeito - 08/10/2019, 16:36:08 - Repórter: - Foto: Elias Ramos e Cássio Matias

Como em um verdadeiro conto de fadas, o sonho de uma rainha sonhadora chamada Sara Ani, que vive em uma terra chamada Contagem, concretizou-se mais uma vez. Após 16 anos da realização do primeiro baile de debutantes promovido por Sara Ani, idealizadora do Projeto Resgate, mais uma festa de 15 anos foi oferecida a dezenas de adolescentes, para que tivessem o seu dia de princesa e também realizassem seu sonho de ter o tradicional evento de apresentação à sociedade contagense, por meio do baile.

A festa ocorreu na sexta-feira (4), no suntuoso e elegante salão de eventos do Actuall Convention Hotel, localizado na rodovia Fernão Dias, no bairro Jardim Riacho. Cinquenta jovens com idades entre 15 e 16 foram agraciadas com o baile, após frequentarem por seis meses oficinas e palestras semanais com temas variados, envolvendo educação, saúde, maquiagem, comportamento, ética e boas maneiras em casa, na escola e no trabalho. Essas 50 adolescentes são oriundas de 32 diferentes bairros da cidade, contemplando todas as oito regionais administrativas do município. Cerca de 1.200 pessoas, entre debutantes e seus convidados, voluntários e autoridades, estiveram presentes à festa.

Se for contabilizada a ajuda obtida pelo Projeto Resgate durante a formação ofertada ao longo de seis meses às meninas-mulheres, mais a realização da festa, o projeto contou com o esforço de cem voluntários. Entre as pessoas, entidades e empresas que contribuíram para que tudo saísse como planejado no baile, destaque para a Polícia Militar de Minas Gerais (PMMG), o Actuall Hotel, a empresa O Boticário e a Prefeitura Municipal de Contagem, principal parceira do evento.

A festa de 15 anos é um rito de passagem feminino para marcar a passagem simbólica da condição de menina à de mulher. No décimo quinto aniversário da jovem, o baile de debutante apresenta-a oficialmente à sociedade, e assim começa uma nova fase na sua vida.

O Projeto Resgate teve início no ano de 2003. Desde então, por volta de 800 adolescentes já passaram pela formação humanística ofertada semanalmente, durante seis meses, e pela festa de 15 anos, que é a culminação de um trabalho semestral que busca disseminar valores e formar jovens com capacidade de sonhar e de empreender esforços e mudanças de comportamento para realizar sonhos.

Sara Ani, a idealizadora e coordenadora do Projeto Resgate, também já desejou, um dia, ter uma festa de 15 anos, mas sua família não tinha condições de arcar com as despesas envolvidas e isso acabou deixando marcas tristes na história dela. No entanto, essa lembrança triste foi ressignificada e canalizada em iniciativas para a realização do sonho do baile de debutantes de outras jovens. “Quando adolescente, meu maior sonho era ter a tão sonhada festa de 15 anos, mas meus pais não tinham condições de fazer o baile para mim. Isso me marcou muito. Ao mesmo tempo, sempre fui preocupada com as questões sociais da cidade e me incomodava com a falta de incentivo, apoio e informações sobre o primeiro emprego, drogas, sexo. Então, em 2003, quando trabalhava na Escola Municipal Otacir Nunes dos Santos, uma situação levou-me a querer preparar uma festa de 15 anos para uma das alunas da escola, de quem já conhecia a trajetória de vida. Neste momento nasceu o Projeto Resgate. De lá para cá já se vão 16 anos de projeto. Ao longo desse tempo, deparei-me com muitas histórias tristes de abandono, falta de estrutura familiar, abusos sexuais, morais e todo tipo de violência. Por isso, minha preocupação não é só propiciar a realização do sonho da festa, mas, também, dar todo o apoio que eu não tive quando adolescente. Ouvir medos, angústias, saber sobre traumas e dificuldades dessas jovens, proporcionando o resgate de seus sonhos, é o que busco fazer. Damos suporte também às famílias, com cestas básicas, roupas e acompanhamento psicológico. Então, toda ajuda ao projeto é sempre bem-vinda, afinal, ninguém realiza nem uma festa como esta sozinho, e nem a formação humanística que damos ao longo de seis meses acontece sem voluntários. Eu queria agradecer especialmente não só ao prefeito Alex de Freitas, mas à pessoa Alex de Freitas, que desde a pré-candidatura já havia se comprometido a ser parceiro do projeto, e também à Luciana de Freitas, nossa primeira-dama e uma das madrinhas do Projeto Resgate”, afirma Sara Ani.

Muita expectativa e encontro de gerações nos últimos preparativos para a valsa

Nos bastidores do salão de eventos, minutos antes do início da cerimônia, algumas jovens ainda finalizavam os preparativos com cabelo e maquiagem. A rainha Sara Ani dava as últimas instruções para todas as princesas, atentas às informações. Uma equipe de dez pessoas, entre maquiadores e cabeleireiros, revezava-se nos preparativos das jovens. Entre os voluntários, Simone Barbosa, 33 anos, uma das pessoas responsáveis por dar forma aos penteados. Ela conta que foi voluntária pelo segundo ano consecutivo e que sua participação foi além dos preparativos com os cabelos: “O bolo fake foi todo decorado por mim”, diz.

Uma longa fila de princesas de vestidos coloridos longos, justos em cima e rodados embaixo, ia se formando aos poucos. Tecidos finos, como musselines, tules e cetins evidenciavam o garbo e a elegância da festa. Os cadetes da PMMG, devidamente paramentados com a túnica de gala, uniforme para ocasiões especiais, também aguardavam nos bastidores.

Ingrid Eduarda da Silva, 15 anos, uma das 50 debutantes, conta que nunca havia se vestido daquela forma – como uma princesa. “Sempre quis ter uma festa. Meus pais já mandaram mensagem aqui, emocionados. Hoje eu tô me sentido”, disse, instantes antes de adentrar ao salão.

Kennia Lougan, 32 anos, também fez parte do time das cabeleireiras voluntárias. Ela revela que integrou o primeiro time de debutantes do Projeto Resgate, no ano de 2003, quando tinha 15 anos, e que desde então não se afastou mais do projeto. “É maravilhoso, mesmo. Quando eu o conheci, me apaixonei. A gente se põe no lugar das pessoas e doa nosso trabalho em prol da realização de sonhos. Quando eu conheci a Sara ela trabalhava na minha escola, como oficial de conciliação. Eu tive a minha festa de 15 anos e desde então abracei o projeto, que mexe com os desejos da gente. Um dia eu também fui assim: uma adolescente que queria ter uma festa de 15 anos. Tudo isso é muito gratificante. Ver que o sonho da Sara tem se revalidado todo ano é sensacional. Eu espero que a minha filha, que hoje tem nove anos, também participe do projeto quando ela fizer 15 anos”, afirma Kennia.

Festa contou até com valsa dançada pelo prefeito de Contagem

A sequência da cerimônia constituiu-se da apresentação e do desfile das debutantes, por toda a extensão da formação de cadetes, em cúpula para a passagem das garotas; pela colação do anel, momento em que, após a entrada das meninas, os cadetes conduzem-nas para receber um anel dado pelo casal de padrinhos; e pela valsa propriamente dita, o mais aguardado momento da noite. Antes da dança, feita em par e no compasso 3/4, uma aparição surpreendeu a todos: um príncipe surgiu em um lindo cavalo branco e entregou uma rosa a cada jovem. E aí, sim, ao som de “O Danúbio Azul”, composta há mais de 150 por Johann Strauss, talvez a mais tradicional valsa tocada em festas de 15 anos, as adolescentes dançaram, primeiro, com os cadetes, depois, com os padrinhos, com os pais e até com as mães. Houve até juramento proferido pelas debutantes, com um texto que refletiu a formação humanística que receberam ao longo dos seis meses que antecederam a festa.

O prefeito de Contagem, Alex de Freitas, dançou com uma das jovens debutantes, após da aparição do príncipe e da entrega das rosas, e também disse algumas palavras aos presentes. Cumprimentando autoridades e famílias presentes, agradeceu ao time de colaboradores do evento, como a PMMG, em suas palavras, “uma das instituições mais respeitadas do país”. e reforçou a importância da realização do evento. “Este é um dos projetos mais lindo que já vi. Os momentos infelizes na vida acabando vindo, e é importante que tenhamos lembranças alegres, para que elas nos ajudem a passar pelas dificuldades. Vocês merecem o melhor da vida. Parabéns a todas”, disse o prefeito.

Gabinete do Prefeito - 08/10/2019, 16:36:08 - Repórter: - Foto: Elias Ramos e Cássio Matias

Festa Debutantes do Projeto Resgate

Notícias relacionadas

Secretaria Municipal de Comunicação | Prefeitura de Contagem
Desenvolvido: Secretaria Municipal de Comunicação