Abertura da exposição “O Escambau” reúne artistas do cenário nacional

Trabalhos do professor Olister Barbosa ficam na galeria da ALMG até o dia 13 de setembro

Cultura - 28/08/2019, 16:32:00 - Repórter: - Foto: Geraldo Tadeu

Servidor da rede municipal de educação, o professor e artista plástico Olister Barbosa apresenta seu acervo na Galeria de Arte do Espaço Político Cultural Gustavo Capanema (ALMG), durante os meses de agosto e setembro. A abertura aconteceu na noite de segunda-feira (26), e reuniu um grande número de artistas e admiradores das artes plásticas, que prestigiaram o evento.

A exposição traz uma série de obras que incorporam elementos estéticos indígenas a símbolos e signos da vida urbana, numa referência direta à prática do escambo, tão comum no Brasil Colonial. O nome da exposição, “O Escambau”, é uma provocação. Para Olister “a exposição resume uma infinidade de coisas, inclusive a sua indignação. O escambo sugerido é principalmente o de âmbito cultural: os grafismos indígenas são “absorvidos” por uma sociedade imaginária. As obras propõem que a estética ancestral tome lugares hoje ocupados por culturas que não são de nossa origem, fazendo uma crítica ao consumismo e à alienação dos dias atuais”, relata.

Vários artistas do cenário mineiro e nacional prestigiaram a exposição. Entre eles, representantes do Libertas Coletivo de Artes, do qual Olister faz parte, que reúne artistas de diversas áreas e segmentos em trabalhos e exposições coletivas pelo Brasil, e pelo mundo: Luis Pêgo, Salim Sá, Lucilene Bredoff, Liliane Coelho, Ivone Beoli, Maria Inês Ribeiro, Mara Ulhoa, Rafael Abreu, Hyvall, Fernando Perdigão, entre outros. Nina Chaves, Alexandre Júnior, Henrique Dias e Roberto Torres completam a lista de artistas presentes ao evento.

A exposição coletiva contou ainda com os trabalhos do artista Décio Moreno Gomes Leite (Demogolet), que apresenta o eixo conceitual da presença do minério de ferro como elemento de identificação da alma mineira e de formação das Minas Gerais. A mostra reúne telas com técnicas e estilos variados, elaboradas em diferentes momentos criativos do artista. Obras inspiradas no Classicismo, Impressionismo, Pontilhismo e Expressionismo, e até mesmo no pop art. A exposição de Demogolet também reúne esculturas feitas com chapas metálicas e ferramentas (enxadas, picaretas, pás, foices, etc), pintadas ou sem acabamento, com destaque para a série “Fósseis”, onde o artista aborda a temática da arqueologia. “A arte é algo que deve ser interpretada individualmente, e cada interpretação enriquece o conceito inicial do trabalho. Muitos dos meus trabalhos não seguem um planejamento ou cronologia, pois penso que cada trabalho deve ser feito nos momentos de maior inspiração. São como insights, as ideias chegam e eu as coloco em prática”, afirma o artista.

A exposição acontece na Galeria de Arte do Espaço Político Cultural Gustavo Capanema (ALMG), à rua Rodrigues Caldas,30, bairro Santo Agostinho, em Belo Horizonte. A visitação pública vai até o dia 13 de setembro, de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h.

Cultura - 28/08/2019, 16:32:00 - Repórter: - Foto: Geraldo Tadeu

Abertura da exposição “O Escambau” reúne artistas do cenário nacional

Notícias relacionadas

Secretaria Municipal de Comunicação | Prefeitura de Contagem
Desenvolvido: Secretaria Municipal de Comunicação