Consciência social, direitos e deveres são temas em roda de conversa no Educarte – Estação do Saber

Cerca de 20 estudantes que frequentam o espaço no bairro Bela Vista participaram do bate-papo sobre diversos temas

Direitos Humanos - 04/06/2019, 11:18:17 - Repórter: - Foto: Divulgação

Para o superintendente Marco Diniz, a roda de conversa foi muito boa e dinâmica, e os alunos puderam tirar suas dúvidas

A Superintendência de Direitos Humanos, da Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania, promoveu uma roda de conversa para cerca de 20 estudantes que frequentam o Educarte – Estação do Saber, no bairro Bela Vista. A equipe da Superintendência conversou com os jovens sobre diversos temas como a consciência social, direitos e deveres, Estatuto da Criança e do Adolescente, preconceito e discriminação racial e étnica.

De acordo com o superintendente Marco Diniz, muitos jovens têm dificuldades em entender quais são os direitos a exercer e seus deveres a cumprir. “A importância do Educarte para Contagem é que são equipamentos extremamente eficazes e necessários na concretização do ensino, são um auxiliador da escola regular que complementa as atividades na formação social desses jovens, agregando também na consciência social”, explica.

Sobre os temas compartilhados com estudantes, Marco Diniz afirma que é necessário discuti-los com os jovens em formação: “Falamos sobre as idas às escolas e sobre a responsabilidade dos pais quanto a isso e a participação e necessidade desses pais no convívio e desempenho escolar do filho, além de falar sobre drogas, sobre viver em sociedade, o bullying na escola, a questão do Conselho Tutelar, os órgãos e varas de proteção da criança e adolescente, entre outros”.

De acordo com o superintendente, também foi falado sobre o judiciário de Contagem, que está apto a receber esse tipo de denúncia em caso de violação dos direitos humanos. “Recebemos um feedback muito bom da roda de conversa, pois foi um bate-papo dinâmico, em que os alunos tiraram suas dúvidas. E o recado que deixei para cada um foi: às vezes, a sociedade não é carinhosa com o jovem, então que cada um tire o máximo que puder do conhecimento passado pela escola, pois isso ninguém tira”, destaca Marco Diniz.

Direitos Humanos - 04/06/2019, 11:18:17 - Repórter: - Foto: Divulgação
Tags:

Notícias relacionadas

Secretaria Municipal de Comunicação | Prefeitura de Contagem
Desenvolvido: Secretaria Municipal de Comunicação