Participantes do Programa Vida Saudável disputam torneio recreativo no Sesc Contagem

Idosos dos núcleos Columbia e Cepa participam de jogos de vôlei e boliche, com unidade do Sesc Santa Luzia

Direitos Humanos - 03/06/2019, 11:39:08 - Repórter: - Foto: Raquel Lopes

As equipes foram montadas de forma mista, com idosos dos três grupos para participarem dos jogos adaptados

O Sesc Contagem promoveu um torneio recreativo, na manhã da quinta-feira (30), com cerca de 100 pessoas. A instituição convidou os participantes dos núcleos Columbia, do Novo Riacho, e Cepa, do Bela Vista, do Programa Vida Saudável, além do Sesc Unidade Santa Luzia. As equipes foram montadas de forma mista, com idosos dos três grupos para participarem dos jogos adaptados, como vôlei e boliche.

A coordenadora das atividades da Unidade Sesc Contagem, Fernanda Osório Faria, explica que o festival de jogos adaptados faz parte das atividades do grupo. “Desta vez, convidamos dois núcleos do Programa Vida Saudável, e também o Sesc Santa Luzia. Temos como objetivo incentivar a qualidade de vida, fazendo esse torneio com o viés da socialização. Por meio desses jogos, podemos incentivar o envelhecimento saudável e a atividade física”, acredita.

A coordenadora-geral do Programa Vida Saudável, Érica Carmo, fala da importância desse tipo de projeto: “Eventos em parceria como este, além do incentivo às práticas de esporte e lazer saudáveis, contribuem para o enriquecimento das relações sociais e compartilhamento de experiências exitosas no que se referem à execução de políticas públicas de forma participativa. Esses momentos também contribuem para o fortalecimento dos vínculos comunitários, necessários para a boa execução de qualquer política pública ou projeto social”.

“Esse é um dos eventos que fizemos para os idosos do núcleo ao longo do ano. Esse tipo de evento não só favorece a qualidade de vida dos participantes, como dos familiares em geral, uma vez que melhora a memória, o reflexo, o condicionamento físico, e isso faz com que os relacionamentos familiares melhorem também, pois eles começam a ter um melhor entendimento e autonomia. Com a atividade física e a socialização, a saúde é um dos principais beneficiados, e isso faz com que diminua a procura nos hospitais”, afirma a educadora física Rosana Hipólito, que atua como agente social do núcleo Columbia.

Luciana Gomes, 64 anos, do núcleo Columbia, participou do jogo de vôlei. “Sempre que tem esses eventos, eu participo. É muito bom para a saúde, além de conhecermos várias pessoas. Depois que entrei para o Programa, mudou muita coisa na minha vida. Antes, eu ficava muito sozinha em casa, e agora eu saio, distraio e ainda melhora a minha saúde. Antes, eu sentia muita dor no joelho e agora estou bem melhor, tanto física quanto psicologicamente”, disse.

Direitos Humanos - 03/06/2019, 11:39:08 - Repórter: - Foto: Raquel Lopes
Tags:

Notícias relacionadas

Secretaria Municipal de Comunicação | Prefeitura de Contagem
Desenvolvido: Secretaria Municipal de Comunicação