Conjuntos “Nossa Senhora da Conceição – Minha Casa Minha Vida” estão quase prontos

Previsão de entrega das chaves para 352 famílias é no segundo semestre

Desenvolvimento Urbano - 30/05/2019, 16:53:15 - Repórter: - Foto: Paulo Pereira

Fase final da obra é de pintura de gradis e corrimãos, limpeza, paisagismo e finalização de cômodos para o lixo e de passeios

As obras dos dois conjuntos habitacionais “Nossa Senhora da Conceição” (Minha Casa Minha Vida – faixa 1), no bairro Europa, na regional Sede, estão quase concluídas, e a entrega das chaves para 352 famílias está prevista para o segundo semestre. A informação foi repassada em vista técnica às construções, realizada na quinta-feira (30) por representantes da Caixa Econômica Federal e da Prefeitura. Cerca de 1.400 pessoas vão residir nos dois conjuntos habitacionais, em apartamentos de 40 metros quadrados.

A fase final da obra é basicamente de pintura de gradis e corrimãos, limpeza dos apartamentos, paisagismo e finalização de cômodos para os resíduos sólidos (lixo domiciliar) e de passeios externos.

As obras foram iniciadas em setembro de 2018 e estão dentro do prazo previsto de entrega, seguindo o cronograma acordado pela Construtora Infracon em contrato firmado com o então Ministério das Cidades, Prefeitura de Contagem e Caixa Econômica Federal. A construtora tem empreendimentos em vários estados do país, sendo este o primeiro dentro do programa federal em Minas Gerais.

Os recursos do Minha Casa Minha Vida são oriundos do Fundo de Arrendamento Social que subsidia parte da prestação em função da renda das famílias da faixa 1, isto é, até R$ 1,8 mil. No caso dos conjuntos Nossa Senhora da Conceição, haverá prestações mensais a serem cumpridas em contrato assinado pelo titular da família com a Caixa Econômica, nos valores de R$ 80,00 e de R$ 270,00, conforme definições em portaria que rege o programa do Ministério das Cidades. O período de financiamento é de 10 anos.

Segundo o secretário de Desenvolvimento Urbano e Habitação, Ivayr Soalheiro, ambos os conjuntos estão dentro do que há de melhor em todo o país no rol das habitações direcionadas à faixa 1 de renda familiar, não deixando nada a desejar a apartamentos de dois quartos da iniciativa privada. “Como se trata de programa de interesse social, a Prefeitura estará sempre atenta e executando projetos para as famílias inseridas no CadÚnico. Além de qualidade na construção verificada pelos técnicos da Caixa e da Prefeitura, os imóveis dos conjuntos estão localizados na parte central da cidade, já servida de ônibus, escolas, supermercados e unidades de Saúde”, destacou Soalheiro.

Qualidade salta aos olhos

A qualidade dos apartamentos difere para melhor de conjuntos voltados para a mesma faixa de renda e construídos em outros estados. Segundo o engenheiro civil responsável pelas obras, Alessandro Jorge Salvino, a escolha pelo sistema de parede de concreto permite uma permeabilidade melhor da pintura, tanto na parte interna como externa dos prédios. O conjunto A conta com 11 prédios e tem 212 apartamentos, e o conjunto B tem 7 prédios com 140 apartamentos. Os prédios são de quatro ou cinco pavimentos, e os primeiros andares estão reservados para pessoas com pouca locomoção ou cadeirantes.

Os apartamentos de 40 metros quadrados têm azulejos até o teto no banheiro e cozinha, e as janelas apresentam esquadrias com venezianas, evitando-se o uso de cortinas. Na sala, há uma janela grande que proporciona luz natural e sol num ambiente bem dividido, com todas as portas medindo 80 cm e facilitando os acessos. Ambos os conjuntos contam com centro comunitário com banheiro, depósito, cozinha e área coberta, além de playground e jardins. Como o terreno era um antigo sítio, a construtora transplantou palmeiras e jabuticabeiras em Área de Preservação Permanente (APP) existente no local. Os conjuntos também terão a Academia da Cidade, que oferece equipamentos de exercícios físicos ao ar livre.

Pós – Morar

De acordo com o subsecretário de Habitação, Reinaldo Oliveira Batista, as famílias de ambos os conjuntos terão 30 dias para realizar a mudança após receber as chaves das moradias. A Prefeitura, por meio da equipe da Habitação, está concluindo a pasta de documentos de cada família e vai desenvolver o Programa Pós-Morar até setembro, com reuniões diversas em que serão organizados os condomínios, dadas as orientações e tomadas as definições em assembleias sobre eleição de síndico e informadas as normas e obrigações do bem viver em coletividade.

“Através de equipe de assistentes sociais da Subsecretária Municipal de Habitação, vamos realizar um trabalho social junto às famílias como capacitações voltadas a aumento da renda familiar e convívio em condomínios e as questões que implicam matrícula e transferência de escolas”, disse Reinaldo Batista. Segundo ele, as famílias são oriundas do programa Bolsa Moradia (que vieram de áreas de risco) ou estavam no cadastro da demanda habitacional da Prefeitura e que preenchiam os critérios exigidos pelo programa Minha Casa Minha Vida.

As inscrições das famílias que serão beneficiadas pelo “Minha Casa Minha Vida – Contagem”, bem como dos demais programas habitacionais em execução no município, são feitas pelo link:  http://minhacasaminhavida.contagem.mg.gov.br.

Desenvolvimento Urbano - 30/05/2019, 16:53:15 - Repórter: - Foto: Paulo Pereira
Tags:

Prefeitura e Caixa Econômica visitam obra do Minha casa Minha vida

Notícias relacionadas

Secretaria Municipal de Comunicação | Prefeitura de Contagem
Desenvolvido: Secretaria Municipal de Comunicação