II Fórum de Cidades Digitais reúne gestores da Grande BH em busca de tecnologia e inovação

Participantes trocaram experiências sobre as ferramentas que proporcionam maior eficiência na prestação dos serviços públicos

Notícia Principal - 05/04/2019, 11:56:24 - Repórter: - Foto: Paulo Pereira

Representantes de mais de 20 municípios participaram do evento em Contagem

Contagem sediou nesta quinta-feira (4) o II Fórum de Cidades Digitais da Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH), promovido pela Rede Cidade Digital (RCD) em parceria com a Prefeitura. Gestores da RMBH puderam trocar experiências e aprofundar sobre as ferramentas que proporcionam maior eficiência na prestação dos serviços públicos, além de debater sobre a importância de buscar que as cidades se tornem digitais e inteligentes para o desenvolvimento econômico e social.

A secretária Municipal de Planejamento, Orçamento e Gestão, Marilena Chaves, deu as boas-vindas aos representantes dos mais de 20 municípios presentes no evento. “Quero dizer da minha alegria, de depois de 40 anos de profissão, sempre na área econômica, de ver o passo importante que a humanidade está dando nessa questão da digitalização. Houve muito mais do que uma ação de governo, mas do próprio mercado, na entrada de empresas brasileiras de grande e pequeno portes, o que democratiza o acesso e a oferta desses importantes instrumentos para a melhoria das nossas administrações.”, disse.

O subsecretário de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação de Minas Gerais, Victor Becho, apresentou no Fórum o planejamento estadual para fomentar o setor. “O desenvolvimento econômico, diante do cenário atual de Minas Gerais, é 100% baseado em tecnologia, inovação e empreendedorismo. Precisamos vencer os desafios para criar condições de novos empreendedores trabalharem aliados ao ramo da pesquisa e das empresas que já estão no mercado. Temos capacidade para isso. Precisamos digitalizar cada vez mais as nossas cidades principalmente no entorno da região metropolitana”, reforçou.

De acordo com a gerente de Comunicação da Rede Cidade Digital, Sharlene Sarti, o Fórum, que já foi realizado em mais de mil municípios brasileiros, foi estratégico em Contagem para atingir também pequenos municípios da RMBH, com a realidade diferente das grandes metrópoles. “O objetivo é facilitar e estimular esses municípios menos populosos a fecharem negócios de acordo com a sua própria realidade econômica”, afirmou.

Troca de experiências

A Rede de Cidades Digitais é um movimento tanto de agentes públicos no plano nacional quanto de profissionais que atuam na área de Tecnologias de Informação e Comunicação. No II Fórum, o primeiro objetivo foi trocar experiências entre as cidades da RMBH que já avançaram nesse setor, sendo Contagem uma delas, além de conhecer as ofertas no mercado de tecnologias que são adequadas ao setor público.

De acordo com Marilena Chaves, muitas vezes o senso comum leva a um raciocínio muito simples a respeito de investimentos em tecnologia, de que é uma coisa sofisticada, e que deveriam direcionar recursos para o social, saúde, etc. “Isso é um engano, porque a tecnologia permite até otimizar os recursos que se destinam à assistência social, à manutenção da cidade, na medida que as tecnologias permitem racionalizar o sistema e o uso adequado delas próprias permitem a articulação das diversas políticas, cobranças e monitoramentos. Nós estaríamos então, otimizando recurso público e até fazendo mais com menos. Tecnologia não é nada sofisticado, é uma necessidade, o mundo foi por essa via”, afirmou.

O Fórum estimula negócios entre as cidades, destaca a gerente de Comunicação da Rede Cidade Digital, Sharlene Sarti

O Fórum estimula negócios entre as cidades, destaca a gerente de Comunicação da Rede Cidade Digital, Sharlene Sarti

Ainda segundo a secretária de Planejamento, Contagem está avançando bem. “Temos dois programas, um é o de Modernização da Administração Tributária e da Gestão dos Setores Sociais Básicos (PMAT), em convênio com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), e o outro é o Eficiência Municipal com o Banco do Brasil, que vai nos possibilitar recursos para isso”, explicou.

Projeto Inovador

Contagem, Bom Jesus do Amparo, Caeté, Confins, Igarapé e Pedro Leopoldo receberam no Fórum o título de Projeto Inovador da RMBH por gestões que reconhecem a importância do investimento em tecnologia no setor público.

O prefeito de Igarapé, Carlos Alberto da Silva, recebeu o título pelo projeto de monitoramento por câmeras de segurança na cidade, o Olho Vivo. “Saímos enriquecidos do evento ao poder trocar experiências e muito satisfeitos por termos o reconhecimento do investimento feito na gestão da cidade”, disse.

O II Fórum de Cidades Digitais da Região Metropolitana de Belo Horizonte teve o patrocínio ouro da Inovadora, GOVBR, 1DOC, Transitabile, Online Soluções e InnovaCity; bronze da PlayTable, além do apoio de mídia do Canal Gerência Pública e do Hotel Ibis Betim.

Notícia Principal - 05/04/2019, 11:56:24 - Repórter: - Foto: Paulo Pereira
Tags:

Contagem Sedia o 2º Fórum de “Cidades Digitais”

Notícias relacionadas

Secretaria Municipal de Comunicação | Prefeitura de Contagem
Desenvolvido: Secretaria Municipal de Comunicação