Atenção Domiciliar de Contagem é modelo para Aracaju (SE)

Profissionais de Saúde da capital sergipana estiveram em Contagem para ver de perto o funcionamento do SAD

Saúde - 29/03/2019, 14:07:53 - Repórter: - Foto: Fábio Silva

Ana Paula Santos Leite (à esquerda) e Camille Aragão de Arruda, da Secretaria de Saúde de Aracaju, assistem à apresentação do Serviço de Atenção Domiciliar de Contagem

O Serviço de Atenção Domiciliar (SAD) da Secretaria Municipal de Saúde está servindo de exemplo para a Secretaria de Saúde de Aracaju (SE). A assessora de planejamento, Camille Aragão de Arruda, e a RT da Rede de Urgência e Emergência de Aracaju, Ana Paula Santos Leite, estiveram na quinta-feira (28) e sexta-feira (29) no município para acompanhar de perto o trabalho desenvolvido pelas equipes do SAD de Contagem.

O município de Aracaju foi habilitado pelo Ministério da Saúde com 6 EMADs (Equipe Multidisciplinar de Atenção Domiciliar) e duas EMAPs (Equipe Multiprofissional de Apoio (EMAP), e a coordenação nacional do Ministério apresentou Contagem como modelo para a implantação do programa de Atenção Domiciliar. As duas cidades têm número de habitantes semelhante: 650 mil na capital de Sergipe e 720 mil em nosso município.

“Viemos conhecer a experiência do serviço de perto, as dificuldades de implantação, os avanços que o SAD conseguiu, para que a gente possa utilizar como conhecimento para a implantação em Aracaju. Uma vivência mesmo com gestão municipal, uma troca de experiências para implantação do serviço no nosso município”, conta Camille de Arruda.

As representantes da Secretaria de Saúde de Aracaju acompanham visita de uma equipe da EMAD Pediátrica no bairro Jardim Laguna

Após assistirem a uma apresentação do programa executado em Contagem, feita pelo diretor do Departamento de Atenção Domiciliar da SMS, Erivelton Cordeiro Carvalho, e outros profissionais da equipe, e acompanharem visitas a domicílios das EMADs, as representantes da Secretaria de Saúde de Aracaju deixaram Contagem com muitas informações e boas experiências.

“O SAD é uma coisa nova que estamos iniciando em Aracaju, e Contagem foi a nossa referência, indicada pelo Ministério da Saúde”, afirma a enfermeira Ana Paula Leite. “A experiência foi encantadora. O processo funciona muito bem, a atenção dos profissionais com os pacientes é fantástica. O perfil que Contagem colocou para a Atenção Domiciliar é de extrema importância para desospitalizar pacientes. Foi muito proveitosa a nossa visita”.

“É uma honra ser indicado pelo Ministério da Saúde como um serviço de referência e poder ajudar a outros municípios nessa construção de estratégias na Atenção Domiciliar. É um marco importante na história do SUS em Contagem”, avalia o diretor Erivelton Carvalho.

Contagem é um dos oito pólos do país a integrar o projeto Complexidade do Cuidado na Atenção Domiciliar, uma parceria do Ministério da Saúde com o Hospital Alemão Oswaldo Cruz. “Em setembro, vamos receber 32 gestores de todo o país para conhecer nosso serviço e usá-lo como multiplicador”, conta Erivelton Carvalho.

A subsecretária de Assistência em Saúde, Kênia Silveira Carvalho, recepcionou as profissionais de Aracaju e colocou a Secretaria à disposição: “Vocês são sempre muito bem-vindas. Ficamos felizes por ter nosso trabalho reconhecido. Estamos aqui para nos dar as mãos e vocês também têm algo para nos transmitir”.

Atenção Domiciliar

O SAD Contagem beneficia pacientes em condições clínicas de se submeter a tratamento relacionado à clínica médica, pediatria, ortopedia e cuidados paliativos no próprio domicílio. Esses pacientes são encaminhados pelas Unidades Básicas de Saúde (UBS), pelas Unidades de Pronto Atendimento (UPA), pelo Hospital Municipal de Contagem ou por hospitais da Região Metropolitana de Belo Horizonte.

Os benefícios da desospitalização estão relacionados à diminuição do risco de contrair infecções hospitalares e à realização dos cuidados no conforto do lar, possibilitando que familiares e/ou cuidadores não precisem se deslocar até uma unidade de saúde para prestar esse auxílio. Há também os benefícios psicológicos, pois a desospitalização contribui para evitar sentimentos como estresse e depressão, frequentes no ambiente hospitalar. Por fim, há também o benefício coletivo: aumentar o giro das vagas em pronto-socorros e UPAs, liberando leitos para pessoas que necessitam de cuidados em urgência e emergência.

O Serviço de Atenção Domiciliar foi implantado em Contagem em 2012. Em janeiro deste ano, o serviço foi ampliado: agora são sete EMADs (compostas por médicos, enfermeiros, fisioterapeutas, assistentes sociais e técnicos em enfermagem) e três EMAPs (formadas por psicólogos, fisioterapeutas, terapeutas ocupacionais, nutricionistas, fonoaudiólogos e dentistas). Ao todo, são 114 profissionais, com capacidade máxima de atendimento a 340 pacientes por mês.

Saúde - 29/03/2019, 14:07:53 - Repórter: - Foto: Fábio Silva
Tags:

Notícias relacionadas

Secretaria Municipal de Comunicação | Prefeitura de Contagem
Desenvolvido: Secretaria Municipal de Comunicação