Auditores da Controladoria recebem capacitação sobre auditoria de risco

A promoção do curso de três dias é da Prefeitura, por meio da Controladoria Geral, em parceria com o Instituto Brasileiro de Gestão e Pesquisa (IBGP)

Controladoria - 26/03/2019, 11:24:57 - Repórter: - Foto: Elias Ramos

Quem ministra a capacitação é o professor do Departamento de Ciências Contábeis da Universidade Federal do Espírito Santo, Eduardo José Zanoteli

Auditores da Controladoria Geral da Prefeitura estão recebendo capacitação com o objetivo de dominar os procedimentos de planejamento, execução, comunicação dos resultados e monitoramento da Auditoria em Gestão Baseada em Riscos com ênfase no Setor Público. A promoção do curso de três dias é da Prefeitura, por meio da Controladoria Geral, em parceria com o Instituto Brasileiro de Gestão e Pesquisa (IBGP), que já realizou várias capacitações desde 2018 e ainda executou a auditoria na Secretaria Municipal de Saúde e no Recursos Humanos, setor da Secretaria Municipal de Administração.

Quem ministra a capacitação é o professor do Departamento de Ciências Contábeis da Universidade Federal do Espírito Santo, Eduardo José Zanoteli, Doutor em Finanças que está utilizando como guia o “Roteiro de Auditoria de Gestão de Riscos” do Tribunal de Contas da União (TCU). Nos dias 21 e 22 foram ministradas as aulas teóricas e, no dia 29, próxima sexta-feira, será a vez da atividade prática com um estudo de caso.

De acordo com o professor Zanoteli, Contagem é um dos municípios pioneiros no Brasil em Auditoria de Gestão de Riscos e o Roteiro do TCU é um modelo que, inclusive, reuniu as melhores práticas de outros países no assunto. Segundo o Auditor Geral da Controladoria, André Virgílio da C. Hilário – o curso é um primeiro passo para este órgão criar um plano piloto com vistas a auditar vários outros órgãos da prefeitura.

O programa de capacitação envolveu os tópicos: contextualizando a Auditoria Baseada em Riscos no Setor Público; a metodologia; riscos na auditoria e a prática da auditoria baseada em riscos. Ao falar de metodologia, o professor ressaltou a aplicação de estudo de caso para a fixação do conteúdo, e que deve-se evitar modismos, e que nunca deve-se desconsiderar a gestão interna, o controle interno e a auditoria interna do próprio órgão evitando-se terceirizar este serviço.

No contexto da governança, o professor Eduardo, Doutor em Finanças, alertou que não se consegue eliminar todo o risco, mas aprender a trabalhar e a gerenciar o risco, eliminando aqueles possíveis de ter fim. Ele também destacou a importância da transparência no conceito de Assimetria Informacional, um modelo da área privada que foi copiado para a área pública e muito tem contribuído para a gestão pública aos olhos do contribuinte e do setor empresarial, e dos órgãos de controle.

“A Governança do setor público se baseia na melhoria contínua. E o auditor não deve ter a postura dura, de arrogância, mas a imagem daquele que vai apontar falhas e sugerir metodologia, programa e procedimentos de auditoria visando à melhoria na gestão e redução de riscos”, ressaltou Eduardo Zanoteli.

Controladoria - 26/03/2019, 11:24:57 - Repórter: - Foto: Elias Ramos
Tags:

Capacitação “Auditoria Baseada em Riscos no Setor Público”

Notícias relacionadas

Secretaria Municipal de Comunicação | Prefeitura de Contagem
Desenvolvido: Secretaria Municipal de Comunicação