Paciente de longa permanência recebe alta no Hospital Municipal de Contagem

Com a dedicação da equipe multiprofissional do hospital, paciente pôde voltar para casa depois de quase um ano

Saúde - 13/03/2019, 15:47:38 - Foto: Fábio Silva

Família de Maria de Fátima Pereira Lima agradeceu atendimento recebido no Hospital Municipal de Contagem

Perto de completar um ano de permanência no Hospital Municipal de Contagem (HMC) José Lucas Filho, Maria de Fátima Pereira Lima, de 63 anos, deixou a unidade na segunda-feira (4). Além de passar meses em tratamento clínico e atividades de reabilitação, a questão social provocou o prolongamento de sua estadia. Mas, graças à dedicação da equipe multidisciplinar, a saúde e o lar da contagense do bairro Funcionários foram retomados.

Maria de Fátima chegou ao HMC no dia 8 de abril de 2018, sentindo dores abdominais e bem desidratada. O diagnóstico inicial tratou de focos infecciosos. Devido à idade e ao sistema imunológico debilitado, a paciente passou por complicações no tratamento, ficou alguns dias no CTI e retornou para a enfermaria da Clínica Médica, local em que passou todo o tempo. Período suficiente para a senhora questionar, no dia da alta, se a cama iria junto com ela para casa, conforme relatou a equipe da enfermaria, contente com o retorno da paciente para casa.

Segundo a coordenadora da Clínica Médica e Cirúrgica do Hospital, Claretice Fabiane G. Sousa, todos os profissionais ficaram bem próximos da paciente devido ao tempo de sua estadia. Porém, ela explica que o longo período de internação é um fator de risco para o idoso podendo ocasionar novas infecções hospitalares. Além disso, a extensa ocupação do leito impacta na possibilidade de atendimento a outras pessoas.

Foram 11 meses residindo no Hospital Municipal de Contagem. Profissionais de várias especialidades se esforçaram para Maria de Fátima recuperar a saúde e durante a corrida do leito identificaram dificuldades familiares e sociais. Paralelamente ao tratamento clínico, a equipe de serviço social entrou em ação para auxiliar paciente e família no que fosse possível para que, diante da alta hospitalar, a senhora pudesse retomar a vida. Foram necessárias assistências sociais da rede municipal para custear passagens para as visitas e adequar a residência da Maria de Fátima. Também ocorreram encontros e contato constante com os familiares.

No longo período de internação, a contagense foi reabilitada da cirurgia de gastrostomia, procedimentos cirúrgicos para a fixação de uma sonda alimentar e de uma traqueostomia, que é uma abertura na traqueia e colocação de uma cânula para a passagem de ar. Com a alta, a equipe multiprofissional ficou orgulhosa do trabalho. Nos últimos dias no HMC, a senhora precisava de apoio para alimentar-se e cuidados com a higiene pessoal.

O filho Luciano Pereira Lima, de 41 anos, está agradecido com todo o apoio do Hospital e diz que a mãe está feliz e mais atenta depois que voltou para casa. “Sempre que podia visitava minha mãe lá e nunca faltou enfermeira, fisioterapeuta ou outro profissional perto dela”, contou.

Para Luíza Maria Miguel Souza B. Duarte, profissional de Serviço Social do Hospital, o trabalho da instituição foi cumprido, as assistências clínica e social trabalharam juntas para que o quadro de saúde de Maria de Fátima melhorasse e ela tivesse o amparo social devido.

Saúde - 13/03/2019, 15:47:38 - Foto: Fábio Silva
Tags:

Notícias relacionadas

Secretaria Municipal de Comunicação | Prefeitura de Contagem
Desenvolvido: Secretaria Municipal de Comunicação