Educação dá boas-vindas a novos dirigentes da rede pública municipal

Diretores e diretoras da gestão 2019-2021 se reúnem para discutir “liderança na gestão escolar”

Educação - 17/12/2018, 11:25:10 - Repórter: - Foto: Paulo Pereira

Foto: Paulo Pereira

A Secretaria Municipal de Educação (Seduc) realizou, na noite de quinta-feira (13/12), no auditório da Belgo Bekaert, um encontro com cerca de 120 diretores e diretoras eleitos para a gestão 2019-2021 da rede municipal de ensino de Contagem. Em um clima de boas-vindas, o encontro teve como foco preparar os dirigentes para assumirem seus cargos, no próximo ano, com uma postura de forte liderança.  

Para isso, a Seduc convidou a empresa Em Caminhar, de Juliana Tófani, pedagoga, especializada em educação infantil, e Ariane Rolim, psicóloga, psicopedagoga e especialista em psicologia médica e saúde mental. Profissionais com larga experiência em gestão escolar, elas ministraram duas palestras, cujos temas abordaram as relações interpessoais dentro das escolas. 

Ariane Rolim abriu sua apresentação com a música “A paz”, de Roupa Nova para disseminar a sensação de pertencimento entre os diretores. “O objetivo dessa palestra é transmitir a ideia de que o que nos une é muito maior do que o que nos separa. O desejo de querer que a educação realmente traga bons frutos para essa moçada de hoje tem de ser o maior objetivo comum. E o lugar que esses dirigentes ocupam é um lugar de liderança, de condução, de levantar a autoestima, porque eu só acredito em educação através do afeto. Então, essas relações precisam acontecer porque o lugar que eles ocupam exige isso”, explicou a especialista. 

Durante sua explanação, Ariane também utilizou da parábola de Rubem Alves ‘Ostras Felizes não produzem pérolas’, dizendo “a ostra produz a pérola a partir de uma inquietação, uma inflamação no corpo, então o que a gente faz com os nossos conflitos? A gente produz uma pérola, algo de positivo, de aprendizado, ou desestrutura a equipe e a escola deixa de cumprir o seu papel?”, questionou ela com o objetivo de levantar o debate entre os participantes. 

A pedagoga Juliana Tófani, que possui 24 anos de magistério na rede municipal de Belo Horizonte, sendo 19 como diretora, também provocou várias reflexões, como por exemplo “o diretor de escola é um líder? Ou é só uma pessoa para gerir financeira e administrativamente a escola?”. Na opinião da especialista “é claro que não. O cargo de diretor é muito maior do que isso e traz várias coisas juntas, a questão pedagógica, humana, política. Por isso, assumir um papel de liderança é tão importante”, afirma. 

Tófani elogiou muito a iniciativa da Prefeitura, uma vez que, para ela, o único caminho para se alcançar esses objetivos é a informação e a formação. Nesse sentido, a secretária Municipal de Educação, Sueli Maria Baliza Dias, que esteve presente ao evento, disse que essa é a primeira de várias medidas que a Secretaria quer promover para discutir as questões que perpassam a gestão nas escolas. “O gestor precisa se perceber parte desse processo, porque ele é um elo entre família, estudante e Município. E temos muito o que contribuir para com a atividade deles, haja vista várias experiências de sucesso que acumulamos ao longo dos anos, cumprindo este mesmo papel, que para muitos que vieram aqui hoje é a primeira vez”, justificou. 

A subsecretária de Educação, Dagmá Brandão Silva, complementou Sueli. “A gente tem como princípio que o trabalho da gestão é um trabalho definidor dos rumos da Educação no Município. Acabamos de passar por um pleito que transcorreu muito bem e hoje estamos acolhendo esses diretores, querendo demonstrar a eles a importância do trabalho que vão desempenhar”, ressaltou. 

E uma novidade. De acordo com a diretora de Ensino da Funec, Clarice Helena Pereira, esse não é um evento isolado. “A expectativa é grande no preparatório que o Município pretende desenvolver com esses diretores ao longo de todo o ano. E para isso, faremos encontros mensais, buscando torná-los cada vez mais ricos. Isso porque o Município tem consciência de que o maior desafio de um dirigente hoje pode estar em conseguir unir o administrativo ao pedagógico sem perder nenhum dos dois lados. Principalmente, porque o administrativo exige muito do diretor, sendo que o pedagógico é tão essencial quanto”, relatou. 

A proposta de um encontro mensal tem o apoio dos diretores. Sandra Mara de Oliveira Vicente, pedagoga, com 34 anos de experiência, vai assumir o cargo de diretora na Escola Municipal Glória Marques Diniz e defendeu que o diretor de escola tenha suporte para ser um líder. “O diretor trabalha com grupos e tem a missão de congregar valores da comunidade, dos estudantes e dos professores. Para isso, será necessário traçar projetos e ações coletivas de maneira que fortaleça quem está na ponta, ou seja, os estudantes”, destacou. 

Os processos de escolha pública de dirigentes escolares da Rede Municipal de Ensino de Contagem e da Fundação de Ensino de Contagem (Funec) encerraram dia 6 de dezembro. Das 114 escolas municipais, em apenas uma instituição houve segundo turno. Nas dez unidades da Funec, os diretores e vices foram eleitos em primeiro turno.  

Educação - 17/12/2018, 11:25:10 - Repórter: - Foto: Paulo Pereira
Tags:

Boas Vindas aos Novos Diretores

Notícias relacionadas

Secretaria Municipal de Comunicação | Prefeitura de Contagem
Desenvolvido: Secretaria Municipal de Comunicação