Aproveite para fazer gratuitamente o teste rápido de Infecções Sexualmente Transmissíveis

Mutirão fará os exames nesta sexta-feira (30 de novembro), das 8h às 16h, no Centro de Testagem e Aconselhamento do CCE Iria Diniz

Notícia Principal - 29/11/2018, 18:33:15 - Repórter: - Foto: Divulgação

Estandarte comemorativo foi bordado por um dos primeiros pacientes do CTA de Contagem

No próximo sábado (1º de dezembro), é comemorado o Dia Mundial de Luta contra a Aids. Para marcar a data, o Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA) do Programa IST/AIDS e Hepatites Virais de Contagem vai promover nesta sexta-feira (30), das 8h às 16h, um mutirão para testes rápidos de Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST)/HIV. O CTA/SAE funciona no Centro de Consultas Especializadas (CCE) Iria Diniz.

O coordenador do Programa IST/AIDS e Hepatites Virais de Contagem, Paulo Henrique Belmiro, explica como será o mutirão. “A ação é voltada para todas as pessoas que quiserem fazer o teste rápido de HIV, Sífilis e Hepatites B e C. Não é necessário fazer nenhum agendamento prévio, nem jejum, basta o interessado comparecer ao local e apresentar um documento oficial com foto. É feito um pequeno furo no dedo e o resultado sai em poucos minutos”.

De acordo com o Programa IST/AIDS e Hepatites Virais de Contagem há 1.511 adultos em tratamento no Serviço de Atendimento Especializado (SAE). Entre eles está um dos primeiros portadores do vírus que iniciaram tratamento com coquetéis em Contagem, em agosto de 2000, que prefere não se identificar.

Para comemorar os muitos anos de lutas e superações e contribuir espontaneamente para a celebração do dia de luta contra a doença, esse paciente bordou um estandarte em comemoração ao mutirão que ocorrerá na sexta. No bordado, junto a uma linda mulher negra, ele se mostra grato à equipe que o atende no Programa.

“Agradeço a Jesus, à minha família, aos médicos do SAE e do CCE Iria Diniz e principalmente à psicóloga”, disse. Ele aprendeu a bordar em uma iniciativa do CTA/SAE. “Os psicólogos me ajudaram muito. Sou homossexual e contraí o HIV. Nas primeiras vezes que entrei no consultório da psicóloga, vi outras pessoas com HIV fazendo coisas normais, como comendo juntos em uma mesa, vi que eu poderia ter uma vida normal. Resolvi ser honesto comigo mesmo e quis me tratar. Minha saúde está em dia, mesmo que eu tenha minhas limitações”.

Notícia Principal - 29/11/2018, 18:33:15 - Repórter: - Foto: Divulgação
Tags:

Secretaria Municipal de Comunicação | Prefeitura de Contagem
Desenvolvido: Secretaria Municipal de Comunicação
Desenvolvedor: Maxwell Pereira