Construindo História é motivo de satisfação e aprendizado na UBS Flamengo

Criado em agosto de 2018, o projeto tem como objetivo realizar atividades coletivas e promover a interação entre os usuários

Saúde - 19/10/2018, 12:12:34 - Foto: Lucas Santos

Maria Aparecida, 60 anos, descobriu um câncer de garganta no ano 2000. Debilitada passou por tratamento durante dez anos. Entre consultas e relatórios, ela recebeu os primeiros atendimentos, na UBS Flamengo. Aposentada e sob os cuidados da família e dos médicos, foi diagnosticada com depressão. Mas, foi uma habilidade em especial que trouxe bons resultados em sua recuperação, o dom para o artesanato.

“Eu fazia cesta de pão, vasos de balão, fazia várias coisas… tapetes. Deus ajudou que com o tempo eu fui melhorando. Mas, o posto (UBS Flamengo) sempre me ajudou e ajudou os meus filhos. Tem 30 anos que eu frequento lá”, explicou Maria Aparecida.

Atualmente, curada do câncer, ela faz acompanhamento psicológico na unidade e participa do projeto, ‘Construindo História’. “O projeto é muito bom, eu preciso. A família, as atividades e as amizades ajudam a aliviar a ansiedade. Agora estou aprendendo a fazer fuxico”, concluiu Maria Aparecida com um sorriso tímido no rosto.

Nessa quinta-feira (18), na Unidade Básica de Saúde Flamengo, Maria participou do III encontro do grupo de artesanato, ‘Construindo História’.  No encontro, as usuárias que são da comunidade, deram continuidade a produção e confecção dos trabalhos manuais e confraternizaram com um lanche comunitário.

Criado em agosto de 2018, o projeto tem como objetivo realizar atividades coletivas e promover a interação entre os usuários. Idealizado pela gerente da Unidade Básica de Saúde Flamengo, Glenda Timóteo, com o auxílio de profissionais da saúde, o projeto proporciona uma roda de conversa e da autonomia aos usuários que conduzem as atividades trocando experiências e desenvolvendo novos projetos.

O ‘Construindo Histórias’ que iniciou as atividades com um pequeno grupo, hoje somam 12 participantes que, reúnem-se nas manhãs de quinta-feira, para trocar experiências diversificadas de forma que cada um possa contribuir com a troca constante de informações e conhecimentos.

A divulgação do projeto é feita na unidade e nas redes sociais como, o Facebook. Por meio de rifas e doações de parceiros que, o projeto se sustenta. Todo o valor arrecadado é destinado para a compra do material necessário para a realização das atividades.

A gerente da UBS Flamengo, Glenda Timóteo, conta que só foi possível idealizar o projeto após a reforma dos fundos da unidade, que antes era inutilizado.  Ela ressaltou que o atual governo reformou a área, onde havia mato, agora é um espaço destinado para reuniões, alongamentos dos profissionais e abrigar o projeto.  Segundo Glenda, “a ideia é expandir o projeto, em novembro, para outra unidade que coordeno, a UBS Durval de Barros ”, destacou

Mudando vidas

A psicóloga Juliana Wehbe, uma das profissionais que atuam no projeto, explica que ele foi peça fundamental para identificar bons resultados e estímulos a partir do coletivo entre os pacientes. “Quando passa da consulta individual para o coletivo, eu acho que muda completamente o foco. O grupo passa a ser o mais importante e uma ajuda a outra. Eu sou apenas um instrumento. Para mim tem sido uma experiência rica e gratificante”, destaca Juliana.

Além de seguir uma linha terapêutica, todo aprendizado adquirido com os trabalhos manuais feitos como bordados, retalho, crochê, aplicações de pedrarias em tecido e a customização de tapetes podem gerar renda aos participantes, fora da unidade.

Ronilda do Carmo Silva, 51 anos, também destacou a importância do projeto. Ela sente muito orgulho das experiências que têm adquirido no projeto. “Trabalhos manuais ocupam a mente e melhora o conhecimento de cada um. Gosto muito do projeto e ele tem que continuar. É para todos, porque trabalha o emocional e a coordenação motora, principalmente ”, afirmou a usuária da UBS Flamengo.

UBS Flamengo

Para atender os usuários com qualidade, a unidade conta com o Núcleo de Apoio a Saúde da Família (NASF) e possui quadro clínico completo com profissionais na área da ginecologia, pediatria, psicologia, dentista, setor administrativo e agentes comunitários da Saúde.

Entre os serviços prestados destacam-se a coleta de sangue, serviços laboratoriais e ações realizadas todos os meses como o pré-natal, o planejamento familiar e o grupo de hipertensos e diabéticos.

Endereço: R. Monsenhor Messías, 456 – Flamengo, Contagem.
Contato: 3363-5252 / 3363-1480

Repórter Ágatha Dumont sob supervisão de Lucas Santos

Saúde - 19/10/2018, 12:12:34 - Foto: Lucas Santos
Tags:

Notícias relacionadas

Secretaria Municipal de Comunicação | Prefeitura de Contagem
Desenvolvido: Secretaria Municipal de Comunicação