Maternidade de Contagem promove primeiro “Mamaço” na Praça Iria Diniz

Na ocasião, mães e pais poderão aproveitar para vacinar seus filhos contra o sarampo e a poliomielite no posto volante instalado no CCE Iria Diniz

Saúde - 15/08/2018, 14:16:56 - Repórter: - Foto: Divulgação

A prefeitura de Contagem, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), promove no próximo sábado (18), das 9h às 12h, na praça Iria Diniz, uma ação de incentivo ao aleitamento materno para sensibilizar a população quanto à importância da amamentação.

Será o primeiro Mamaço do Centro Materno Infantil (CMI) Juventina Paula de Jesus, a Maternidade de Contagem, quando um grupo de mães se reunirá para amamentar seus bebês em público.

Para participar, basta que as mães compareçam à praça com seus bebês, para que sejam amamentados no seio materno. A iniciativa ocorre no contexto do “Agosto Dourado”, instituído pela a Lei nº 13.435/2017, que estabelece agosto como o Mês do Aleitamento Materno. São esperadas dezenas de mães e seus bebês.

Na mesma oportunidade, mães, pais ou responsáveis também poderão aproveitar para levar as crianças de um ano a menos de cinco anos para receber as vacinas contra sarampo e poliomielite no Centro de Consultas Especializadas (CCE) Iria Diniz: é que especialmente no próximo sábado (18), das 8h às 17h, Dia D da mobilização nacional da Campanha de vacinação contra a poliomielite e o sarampo, será possível levar as crianças para tomar as vacinas no CCE Iria Diniz.

A presidente do Comitê de Aleitamento Materno do CMI, Kátia Fonseca, estará presente ao Mamaço para uma roda de conversa sobre a importância da amamentação. “O aleitamento materno é a primeira vacina que o recém-nascido recebe na sua vida. Para o bebê, o leite materno é um alimento completo e que age como uma verdadeira vacina. O colostro é a primeira imunização após o nascimento, imuniza os bebês protegendo contra doenças. O bebê recebe os anticorpos maternos e é colonizado com as bactérias protetoras que a mãe tem em seu organismo”, adianta Kátia.

De acordo com o Ministério da Saúde (MS), o leite materno é capaz de reduzir em 13% a mortalidade por causas evitáveis em crianças menores de cinco anos, reduz o risco de desenvolvimento de hipertensão, colesterol alto, diabetes, sobrepeso e obesidade na vida adulta e protege a criança de doenças como diarreia, infecções respiratórias e alergias. E para a mulher, pesquisas indicam que o ato de amamentar atua diminuindo as chances de desenvolvimento dos cânceres de mama e de ovário.

O MS e a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomendam que os bebês sejam amamentados até os dois primeiros anos de vida ou mais, sendo o leite materno o único alimento recomendado nos seis primeiros meses de vida. Segundo a OMS e o Fundo das Nações Unidas para a infância (Unicef), cerca de seis milhões de crianças são salvas a cada ano com o aumento das taxas de amamentação exclusiva até o sexto mês de vida. “Amamentar logo após o nascimento, na primeira hora, é muito importante para a mãe e para o bebê porque essa atitude protege mais o bebê contra doenças e ajuda a mulher a ter leite mais rapidamente e nas contrações uterinas, diminuindo o risco de hemorragias. É um ato que salva vidas”, completa Kátia.

Saúde - 15/08/2018, 14:16:56 - Repórter: - Foto: Divulgação
Tags:

Notícias relacionadas

Secretaria Municipal de Comunicação | Prefeitura de Contagem
Desenvolvido: Secretaria Municipal de Comunicação