Prêmio Efigênia Francisca condecora 12 personalidades femininas

As personalidades femininas foram homenageadas por se destacarem na sociedade de Contagem, de Belo Horizonte e outros municípios de Minas Gerais, por relevantes serviços prestados, em políticas de promoção de igualdade racial e enfrentamento e combate ao racismo

Direitos Humanos - 31/07/2018, 16:40:29 - Repórter: - Foto: Geraldo Tadeu

Com o objetivo de estimular a inclusão social das mulheres negras, 12 mulheres receberam o Prêmio Efigênia Francisca, em uma honraria pública concedida pelo Município de Contagem. O evento aconteceu no último sábado (28), na Comunidade dos Ciriacos, no Ressaca.

As 12 personalidades femininas foram condecoradas por se destacarem na sociedade de Contagem, de Belo Horizonte e outros municípios de Minas Gerais, por relevantes serviços prestados, em políticas de promoção de igualdade racial e enfrentamento e combate ao racismo.

O secretário de Direitos Humanos e Cidadania de Contagem, Marcelo Lino, parabenizou as premiadas e enfatizou o apoio da Prefeitura. “Este ano, até 2020, no que depender da Prefeitura, faremos a realização desse prêmio. Fortaleceremos para que os trabalhos com as comunidades, que têm essa luta da questão da identidade, da resistência da identidade negra, de afirmação da cultura das raízes, sejam cada vez mais consolidados no nosso município. Para que isso aconteça, precisamos estar unidos e focados”, disse.

O superintendente de Promoção da Igualdade Racial, da Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania, Jorge Antônio dos Santos, disse que “homenagear a Francisca é uma honra para o município, pois é homenagear tudo que representa em uma comunidade negra tradicional, que teve sua vida sofrida, mas resistiu preservando suas manifestações. Hoje para o município fazer essa homenagem, é uma honra, um orgulho e é uma forma de promoção da igualdade racial”.

Izabel Cristina Santiago, Rainha Perpétua da Irmandade Cririacos, se emociona ao falar da homenageada. “Nós, mulheres, principalmente da Irmandade Ciriacos, aprendemos com a Efigênia, qual o valor da vaidade, do amor, do carinho, do discernimento e, principalmente, do conhecimento.  Mesmo depois da sua partida, ela nunca foi esquecida. Temos que agradecer a Deus pela mulher negra Efigênia Francisca, pelo legado que ela deixou, e por tudo que ela fez por nós”, disse.

Uma das vencedoras do Prêmio, Maria Goreth Costa Heredia Luz, ganhadora na categoria Matriz Africana dedicou o prêmio a todas as pessoas que lutam contra o racismo, pelo preconceito e qualquer forma de discriminação. “Receber esse prêmio com o nome da Efigênia, pra mim é uma das minhas maiores honras que eu já tive ate hoje nessa minha luta de mulher negra, como rainha, como professora. E o primeiro maior prêmio da minha vida é também ter conhecido a Efigênia, no reinado dos Ciriacos”, disse.

Efigênia Francisca Martins Muniz

A homenageada nasceu em 20 de novembro de 1947 e faleceu dia 5 de março de 2006. Natural de Cristiano Otoni, veio para Contagem ainda bem criança. Morava próximo da comunidade dos Ciriacos, onde conheceu Antônio Ciriacos e com quem se casou e teve 8 filhos, 12 netos e 3 bisnetos, além de criar 6 filhos adotivos.

Liderança nata, organizava todas as festas de congados e atuava sempre na defesa das mulheres. Era conselheira, amiga e resolvia todas as questões de conflito da comunidade. Tinha o dom de levar a paz onde passava. Desempenhava um papel relevante na vida dos jovens e crianças, os quais orientava sempre sobre uso de drogas, sexualidade e importância de manter as tradições.

A grande Matriarca criou a guarda de congo feminina, sendo a primeira capitã e grande regente. Sempre atuou juntamente às mulheres da comunidade sobre a importância de se valorizar como mulher negra e elevar a sua autoestima, superando o racismo.

Confira as premiadas nas respectivas modalidades:
Efigênia Carlos Pimenta – Pessoa Idosa
Fabiana Francisca Martins de Castro – Congados
Giulliana de Aguiar Cantoni – Defesa de Direitos da Saúde da Mulher Negra
Giulliana de Souza – Atividades Culturais
Haren Jéssica Oliveira Cecílio – Juventude
Janaína Neres – Atuação na Área da Educação
Lorena Luiza Chagas Lemos – Políticas para as Mulheres
Luciana Patrícia Arruda – Cultura Hip Hop
Márcia Cristina Ramos de Souza – Defesa de Direitos e Combate à Violência Contra a Mulher
Maria Goreth Costa Heredia Luz – Matriz Africana
Sandra Maria da Silva Andrade – Resistência Quilombola
Yone Gonzaga – Atuação na Área da Educação

Direitos Humanos - 31/07/2018, 16:40:29 - Repórter: - Foto: Geraldo Tadeu

Entrega do Prêmio Eugênia Francisca

Secretaria Municipal de Comunicação | Prefeitura de Contagem
Desenvolvido: Secretaria Municipal de Comunicação
Desenvolvedor: Maxwell Pereira