Prefeitura incorpora sopa nutritiva às cestas básicas distribuídas às famílias carentes

VitaSopa agrada beneficiários, é saudável, tem baixo percentual calórico e reduz o desperdício de alimentos

Desenvolvimento Social - 18/07/2018, 14:41:22 - Repórter: - Foto: Ricardo Lima

Foto: Ricardo Lima

Em Contagem, as cestas básicas entregues às famílias mais vulneráveis à fome e à instabilidade financeira ganharam um incremento de valor nutricional. Uma parceria firmada, em junho deste ano, entre a Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social, e o Instituto CeasaMinas possibilitou a incorporação da VitaSopa às cestas concedidas às família em situação de insegurança alimentar no município.

Dessa forma, além dos produtos básicos como arroz, feijão, farinhas, fubá, óleo, sal e açúcar, as cestas básicas passaram a conter a VitaSopa, um alimento produzido a partir da desidratação de vegetais como: cenoura, beterraba, batata, moranga e mandioca, complementada com a adição de macarrão e proteína de soja.

De acordo com a secretária municipal de Desenvolvimento Social, Luzia Ferreira, a ideia de introduzi-la à cesta surgiu a partir da necessidade de enriquecer a refeição que é levada a mesa de diversas crianças e famílias de Contagem. “A cestas básicas que concedemos contêm alimentos essenciais ao organismo, no entanto, detectamos que havia uma carência de vitaminas e minerais. Por esse motivo,  há algum tempo estávamos em busca de um alimento novo que elevasse o teor nutricional das cestas. Foi aí que encontramos a VitaSopa”, explicou a secretária municipal.

Para incorporar a VitaSopa, a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social de Contagem também teve o cuidado de submetê-la à apreciação da nutricionista do setor de Segurança Alimentar, Luana Santos Galvão, que confirmou os benefícios de consumi-la no dia-a-dia. “É um ótimo complemento, pois apresenta percentual calórico baixo e, por outro lado, elevado valor nutricional’, destacou.

O fato dos ingredientes que a compõem serem desidratados, segundo a nutricionista, é outro ponto positivo da sopa. “Com isso, ela tem um tempo de prateleira maior, dura mais que as verduras compradas. Um 1 pacote, por exemplo, rende até 40 refeições. Sem dúvida, é uma alternativa saudável e, ao mesmo tempo, prática, que pode evitar a carência nutricional e até mesmo o adoecimento dos nossos beneficiários”, avaliou Galvão.

Quem também aprovou a VitaSopa foram as famílias atendidas. A dona de casa, Priscila Cristina Gomes, é uma das 950 beneficiárias contempladas com as cestas básicas. Enquadrada nos critérios para a concessão do benefício, Priscila busca, mensalmente, os mantimentos no Centro de Referência da Assistência Social (Cras) Parque São João, localizado na comunidade onde mora.

Desempregada, ela possui três filhos, de 9, 6 e 3 anos de idade. “Recebo a cesta há mais de seis meses e, agora está melhor porque vem com a sopa. Gostei muito da novidade. Meus filhos rejeitam alguns legumes, como cenoura e beterraba. Na sopa, eles comem sem perceber e adoram”, contou.

Evita o desperdício

Além de servir como uma refeição balanceada para famílias em situação de insegurança alimentar, a VitaSopa é parte de um projeto de redução de desperdício desenvolvido pelo Instituto Ceasa Minas. Com parcerias estreitadas diretamente com produtores, cooperativas e beneficiadoras, os alimentos que seriam descartados, por perderem o valor comercial, são reaproveitados. Ainda que não estejam dentro dos padrões estéticos para consumo, eles continuam mantendo  preservadas 100% das características sanitárias e nutricionais.

Quem pode receber a cesta básica e a VitaSopa?

Em Contagem, a Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social, concede 950 cestas básicas mensalmente. Elas são distribuídas por meio dos Centros de Referência da Assistência Social (Cras) e dos Centros de Referência Especializado da Assistência Social (Creas), além de equipamentos ligados à  Segurança Alimentar, para famílias em situação de insegurança alimentar.

Para receber o benefício, as famílias precisam passar por uma entrevista, na qual são avaliados aspectos socioeconômicos. Há dois tipos de cestas: as emergenciais e as inclusivas.

A cesta emergencial é aquela distribuída à família que apresenta dificuldades circunstanciais identificadas pelo técnico que realiza o atendimento. Já a cesta inclusiva é concedida mensal à família no período de acompanhamento pelo técnico

Desenvolvimento Social - 18/07/2018, 14:41:22 - Repórter: - Foto: Ricardo Lima

Novo produto na cesta básica – Sopa desidratada

Notícias relacionadas

Secretaria Municipal de Comunicação | Prefeitura de Contagem
Desenvolvido: Secretaria Municipal de Comunicação