Seu filho está doente? Saiba para onde encaminhá-lo

Unidades Básicas de Saúde (UBS’s) estão aptas a atender os casos não urgentes

Saúde - 11/04/2018, 16:39:26 - Repórter: - Foto: Adelcio R. Barbosa

Desde agosto de 2017, quando inaugurado, até janeiro deste ano, 20.073 crianças receberam atendimento no Pronto-Atendimento do Centro Materno

Cerca de 90% dos casos acolhidos do Pronto-Atendimento Infantil (PA), da Maternidade de Contagem, não são de urgência. Esse número é preocupante por desvirtuar a principal função do PA, que é atender casos de urgência e emergência. Em outras palavras, o PA Infantil exerce para os “baixinhos”, o papel de uma Unidade de Pronto-Atendimento (UPA).

O Pronto-Atendimento Infantil da Maternidade de Contagem, inaugurado pelo prefeito Alex de Freitas, atende crianças entre zero e 13 anos, em casos de urgência e emergência, em ambiente adequado e preparado para esse público. O objetivo é atender crianças com dificuldades respiratórias, crise convulsiva, pneumonia, trauma e casos encaminhados pelas UPA´s.

Muitos pais e mães levam os filhos ao PA ao invés de encaminhar para uma Unidade Básica de Saúde (UBS) explica a diretora técnica do Centro Materno-Infantil, Cristiane de Souza Carvalho. Ela relata que devido a chegada do outono/inverno aumenta o número de casos de doenças respiratórias. Porém, nem todos os casos deveriam ser encaminhados ao PA.

Cristiane destaca que muitas crianças chegam com gripe, resfriado, vômitos, diarréia ‘leves’. “Nesses casos o recomendado é que se encaminhe a uma Unidade Básica de Saúde”. Ela ressalta que na UBS tem equipes do Programa Saúde da Família (PSF) treinada e capacitada para acolher as crianças. “Em muitos casos, não há necessidade de sair do bairro para que o filho receba o atendimento adequado”, completa Cristiane.

Além do atendimento capacitado, os pais e mães evitariam o descolamento até a maternidade e o tempo gasto no atendimento. Seguindo a tendência mundial, o atendimento no PA funciona por meio do Protocolo de Manchester, ou seja, o uso de pulseiras para triagem de pacientes, com o objetivo de melhor controle no atendimento.

Os pais chegam ao atendimento e devido à situação do filho, recebem uma pulseira verde ou azul, significando que não é urgência. “Se o caso não é grave, os pais poderão esperar por algum tempo o atendimento. Por isso insistimos que levem os filhos a Unidade Básica de Saúde, pois, além de receberem atendimento adequado, será em menos tempo”, concluiu a diretora técnica do Centro Materno.

Pronto-Atendimento Infantil

Desde agosto de 2017, quando inaugurado, até janeiro deste ano, 20.073 crianças receberam atendimento. Em média, 112 crianças foram atendidas por dia (78 no período diurno e 34 no noturno).

A moradora do bairro Bernardo Monteiro, Luciana Teodoro, mãe do pequeno Gabriel Henrique, 2 anos, destaca o acolhimento do Pronto-Atendimento Infantil. “Sempre que venho aqui, meu filho é sempre muito bem atendido”, ressalta Luciana.

Saúde - 11/04/2018, 16:39:26 - Repórter: - Foto: Adelcio R. Barbosa
Tags:

Secretaria Municipal de Comunicação | Prefeitura de Contagem
Desenvolvido: Secretaria Municipal de Comunicação
Desenvolvedor: Maxwell Pereira