Vacinação contra Poliomielite e Sarampo será realizada nas escolas

Campanha foi prorrogada até dia 14 de setembro

A Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite e o Sarampo foi prorrogada até o dia 14 de setembro. Em Contagem, 51 salas estão realizando a imunização. A orientação da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) é de que todas as crianças entre um ano e cinco anos incompletos sejam encaminhadas aos postos de saúde para tomar as vacinas, que protegem contra o sarampo e a paralisia infantil.

Para aumentar a cobertura vacinal, a Secretaria Municipal de Saúde em parceria com a Secretaria Municipal de Educação, também vai disponibilizar as vacinas contra a Poliomielite e o Sarampo em 44 escolas e unidades municipais de atendimento de Educação Infantil e 26 creches conveniadas. A vacinação nas escolas começa nesta quinta-feira (6). Para que as crianças sejam vacinadas nas próprias escolas, os familiares deverão preencher um formulário de autorização de imunização que serão enviados pelas escolas. 

O sarampo e a poliomielite são doenças contagiosas que podem ser prevenidas pelas vacinas. Em casos graves, ambas podem matar. Segundo o Ministério da Saúde (MS), o último caso de poliomielite no Brasil ocorreu em 1989. A poliomielite foi responsável por danos irreparáveis em milhares de crianças no mundo, e ações de prevenção e controle, em especial a vacinação, contribuíram para que em 1994 o Brasil recebesse da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) a certificação de área livre de circulação do poliovírus selvagem do seu território, juntamente com os demais países das Américas. Contudo, a doença permanece endêmica no Afeganistão, Nigéria e Paquistão.

Já em relação ao Sarampo, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), casos têm sido reportados em várias partes do mundo, apesar dos esforços empreendidos desde o início do programa de eliminação da doença.

Reportagem: Carolina Brauer
Publicação: 05/09/2018

Notícias Relacionadas