Posts com a Tag ‘Vacina’

Começa mais uma campanha nacional de multivacinação

Iniciativa é oportunidade de colocar cartão de vacina de crianças e adolescentes até 15 anos em dia.

Com o objetivo de estimular a atualização do cartão de vacinas, teve início mais uma Campanha Nacional de Multivacinação. O foco são crianças e adolescentes de até 15 anos. A vacinação é uma das medidas mais importantes de prevenção contra doenças. Manter as vacinas em dia é uma atitude importante não só durante a infância, mas em todas as fases da vida, inclusive na adolescência. 

Em Contagem, todas as vacinas disponíveis pelo Sistema Único de Saúde (SUS) para estes públicos serão oferecidas nas 46 salas de vacina do município. Elas estão espalhadas pelos oito distritos sanitários da cidade (clique aqui e veja os endereços). As salas funcionam de segunda a sexta-feira, das 8h às 16h30. A campanha vai até o dia 22 de setembro. Basta levar a carteirinha e documento para verificação de quais imunizantes serão necessários, uma vez que para cada faixa etária há uma vacina específica. Clique aqui e confira a relação entre faixa etária e vacinas necessárias.

Dia D acontece no próximo sábado

Para reforçar a campanha, no próximo sábado, dia 16, haverá o Dia D da Campanha de Multivacinação. Todas as 46 salas de vacina abrirão as portas, das 8h às 17h, para que pessoas com faixa etária de zero a 15 anos possam atualizar seus cartões de vacinação. Além disso, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) também irá disponibilizar mais cinco postos volantes, nos seguintes endereços:

– UBS Bela Vista: rua Dr. Aguiar Pessoa, nº 193, bairro Bela Vista
– UBS Estâncias Imperiais: rua Servidão Cinco, nº 100, bairro Estâncias Imperiais Solar do Madeira
– UBS Tupã: rua F, nº 63, bairro Tupã
– UBS São Joaquim: rua Tubi, nº 83, bairro São Joaquim
– UBS Arpoador: rua Mariana s/n, bairro Arpoador

Reportagem: Carolina Brauer
Arte: Renata Coura

Estudantes recebem vacinas nas escolas

Ação inovadora no município vai focar na cobertura vacinal de crianças e adolescentes.

Durante o mês de setembro, equipes da saúde vacinarão alunos de sete escolas públicas da Regional Industrial. Cerca de 2.100 crianças e adolescentes de 5 a 15 anos serão beneficiados. A ação inovadora é promovida pela Secretaria Municipal de Saúde, por meio do Distrito de Saúde da Região Industrial.

O projeto, que tem como objetivo focar na cobertura vacinal das crianças e adolescentes, começa nessa terça-feira (12). “A cobertura vacinal é baixa nessa faixa etária, entre os meninos e meninas em idade escolar”, ressalta a diretora do Distrito Industrial, Carolina Moreira Duarte.

As crianças e jovens receberão doses das vacinas contra a HPV, meningite C e Tri viral (rubéola, caxumba e sarampo). É necessário levar o cartão de vacina. A ação é uma estratégia para aproximar as equipes de saúde e as escolas. As equipes irão avaliar o cartão vacinal de todas as crianças e adolescentes, identificando e orientando quanto às vacinas em atraso, bem como as formas de proceder para atualizar as doses faltantes.

O distrito de saúde está programando ainda, uma vacinação em escolas particulares no mês de outubro.                    

              Escolas                                                          Quantitativo de alunos                          Programação de vacinas

E. M. Virgilio Melo Franco                                                        215                                                    12/09 (Manhã)
E. M. Professora Julia Kubitschek                                           460                                            12 e 13/09 (Manhã e tarde)
E. M. Pedro de Alcântara Junior                                              280                                                   12/09 (Manhã e tarde)
E. E. Dom Bosco                                                                         215                                                   13/09 (Manhã)
E. M. Vereador Jésu Milton dos Santos                                  330                                           14 e 15/09 (Manhã e tarde)
E. M. Machado de Assis                                                            200                                           14 e 15/09 (Manhã e tarde)
E. M. Dona Gabriela Leite                                                        400                                            21 e 22/09 (Manhã e tarde)  

Reportagem: Lucas Santos
Foto: Adelcio R. Barbosa

Saúde convoca beneficiários do programa Bolsa Família

Crianças, mulheres e gestantes devem se dirigir à UBS mais próxima para acompanhamento das condicionalidades do Ministério da Saúde.

Famílias contagenses, beneficiárias do programa Bolsa Família, devem procurar a Unidade Básica de Saúde (UBS) mais próxima de sua residência entre os dias 1º/9 e 2/10 para comprovar cuidados básicos de saúde, exigidos para a manutenção do benefício.

O responsável familiar deve levar seus filhos – de 0 a 7 anos – à unidade mais próxima para verificação de peso e altura, munidos dos cartões de vacinação. Conforme diretriz do Ministério da Saúde é necessário manter atualizado o calendário de imunização para evitar o bloqueio do auxílio. As mulheres beneficiadas, de 14 a 44 anos, também devem comparecer. Todos precisam levar o cartão do Bolsa Família.

Ao ingressar no Bolsa Família, a família assume compromissos junto ao governo federal ligados às áreas da Saúde e Educação. Segundo a diretora do programa Bolsa Família em Contagem, Laylla Ghanem, esses compromissos são condições que devem ser cumpridas para que o benefício não seja cancelado, bloqueado ou suspenso.

“É necessário que a família se comprometa a manter suas crianças e adolescentes em idade escolar frequentando a escola e a cumprir os cuidados básicos de saúde, como o calendário de vacinação para as crianças com até 7 anos, e a agenda pré-natal para as gestantes”, explica.

Em Contagem, mais de 22 mil famílias recebem o benefício. O acompanhamento dessas famílias permite ao poder público mapear algumas das principais situações de vulnerabilidade e risco social vivenciadas pelas famílias mais pobres. Assim, é possível construir diagnósticos sociais sobre indivíduos, famílias e territórios e executar ações de governo.

Reportagem: Carol Cunha
Arte: Renata Coura

Meta é vacinar 9 mil professores contra a gripe

A expectativa é de imunizar todos os educadores das redes pública e privada da cidade

Os professores da rede pública e particular de Contagem estão no quadro de prioridades da 19ª Campanha Nacional de Vacinação contra a influenza. A reivindicação foi feita pela categoria ao Ministério da Saúde. Os profissionais argumentam que por trabalhar com um vasto público tinham que fazer parte do chamado grupo de risco.

A imunização segue até 26 de maio e pretende atender os 9 mil professores que trabalham no município. A orientação da Secretaria Municipal de Saúde é que os profissionais de ensino procurem uma das 48 salas de vacinação da cidade. Basta levar documento de identidade e cartão de vacina. Também é preciso apresentar contracheque ou outro documento que comprove a profissão.

As salas funcionam de segunda à sexta-feira. Os horários variam de acordo com a unidade: as com Estratégia Saúde da Família funcionam das 8h30 às 16h30 e as que não contam com esse serviço das 7h30 às 18h30.

A Secretaria de Saúde promoverá uma ação especial de vacinação em 13 de maio, dia de mobilização nacional para a campanha, conhecido como o “Dia D”. Na oportunidade, todos que se enquadram nos critérios determinados pelo Ministério da Saúde vão receber a vacina. O evento será em um sábado e o objetivo é atender a todos do grupo de risco. “É importante que os profissionais da educação tomem a vacina para prevenir o adoecimento”, explica Fernanda Almeida, Diretora de Imunização do Município de Contagem.

Desde o início da campanha, em 17 de abril, mais de 10 mil doses da vacina contra a gripe foram aplicadas em Contagem. Na semana passada, 900 professores tomaram a vacina. “Nós professores trabalhamos muitas horas em salas de aula, o nosso público é vasto e diversificado. É de extrema importância termos conseguido acesso à vacina, até para evitar que nos ausentemos do nosso trabalho”, finaliza a professora Laura Lorena Lutkenhaus.

Reportagem: Leonardo Melo
Fotos: Newton de Castro Resende