Posts com a Tag ‘Umei’

Profissionais da educação concluem Formação Continuada em Educação das Relações Étnico-Racial

A proposta da formação foi trabalhar as relações étnico-raciais na educação infantil a partir de análises e compreensão da construção histórica e social do racismo.

A Prefeitura de Contagem, por meio da Secretaria Municipal de Educação (Seduc), encerrou, na última semana, o processo de Formação Continuada em Educação das Relações Étnico-Racial, para profissionais da educação infantil. A capacitação foi realizada ao longo do ano em quatro módulos, com ampla participação dos servidores das Unidades de Educação Infantil (Umeis) e da rede conveniada. O quarto módulo e último encontro da formação foi integrado à programação do Mês da Consciência Negra, promovido pela Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania, por meio da Superintendência de Políticas para Promoção da Igualdade Racial de Contagem.

“Durante as abordagens dos cursos, tanto do ensino fundamental quanto da Educação Infantil, procuramos trazer o processo reflexivo sobre o histórico da construção do racismo no Brasil, o por quê trabalhar a educação das relações étnicas-raciais e como trabalhar essa educação”, explicou a diretora de Direitos Humanos e Cidadania da Seduc, Rosângela da Silva. A diretora informou também que, ao longo do ano, a Seduc priorizou esse tema dentro dos assuntos abordados pela Rede de Formação, entendendo que o mês de novembro é um momento de coroação dessas práticas para uma educação anti-racistas”.

A proposta da formação foi trabalhar as relações étnico-raciais na educação infantil a partir de análises e compreensão da construção histórica e social do racismo. Além da compreensão dos processos históricos estruturantes do racismo, a formação buscou refletir sobre estratégias para superação do racismo a partir da legislação vigente, e para a implementação de ações voltadas à educação das relações étnico-raciais.

Durante o curso, na parte da manhã, os profissionais da educação presenciaram as experiências compartilhadas pelos gestores da Umei Mira Pereira, e na parte da tarde, da Umei Beija-Flor. Alessandra Aparecida, professora da Umei Beija-Flor, foi uma das professoras que compartilhou sobre o trabalho desenvolvido com as crianças de 5 anos. Ao longo do ano, ela fez inúmeras atividades com base no livro “Pretinho, meu boneco querido”, da autora Maria Cristina Furtado. No encontro com outros educadores, ela mostrou um livro digital em que os estudantes recontaram o livro físico, entre outros materiais. “É fantástico esse trabalho com os estudantes, pois as crianças estão em uma fase de descoberta e percepção, até mesmo que o outro é diferente. Tem sido um aprendizado para mim e para eles também”, disse. Sobre a formação, ela disse ser importante e necessário, pois é uma forma de ampliar o conhecimento dos professores, além de refletirem sobre suas praticas em sala de aula.

A proposta da formação foi trabalhar as relações étnico-raciais na educação infantil a partir de análises e compreensão da construção histórica e social do racismo. Além da compreensão dos processos históricos estruturantes do racismo, a formação buscou refletir sobre estratégias para superação do racismo a partir da legislação vigente, e para a implementação de ações voltadas à educação das relações étnico-raciais.

Reportagem: Raquel Lopes
Foto: Divulgação
Publicação: 26/11/2019

Prefeitura atende reivindicações históricas dos trabalhadores da Educação

Projeto de Lei será enviado à Câmara contemplando conquistas na carreira dos servidores.

Os avanços na Educação em Contagem não param. O governo municipal atenderá uma série de reivindicações dos educadores, acordadas na Comissão Permanente de Negociação Coletiva (Copenc) e aprovadas em assembleia pela categoria. As propostas contemplam conquistas históricas na carreira, além de conceder 5% de recomposição de perdas salariais, retroativo ao mês de junho de 2019. A previsão é de que o projeto de Lei seja enviado pelo Executivo à Câmara Municipal nos próximos quinze dias.

Segundo a secretária municipal de Educação, Sueli Baliza, a valorização da Educação se configura nas reivindicações históricas dos trabalhadores atendidas. “Essa é uma conquista da categoria que será possível após o esforço do governo. Todas as propostas tiveram grande incentivo do prefeito Alex de Freitas, e foram muito estudadas num trabalho em conjunto com as secretarias de Administração e Fazenda. Toda essa política de valorização reflete na qualidade do ensino ofertado, pois além das conquistas de lutas históricas pelos professores, a prefeitura tem investido na revitalização e reforma das escolas, bem como no kit escolar, uniformes, merenda, e muitas outras ações para dar mais dignidade aos trabalhadores e também aos estudantes”, destacou.

De acordo com o secretário municipal de Administração, Luiz André de Araújo Vasconcelos, as medidas foram possíveis devido ao retorno dos repasses feitos pelo governo do estado em relação as verbas do Fundeb. “Isso permitiu que o município voltasse com a política de valorização dos servidores da Educação que ficou paralisada em razão da retenção dos recursos municipais até janeiro deste ano. Neste momento de contenção de gastos essa é a principal bandeira do governo, fico muito feliz em ter conduzido essa negociação e conseguido atingir os objetivos, ressaltando que esse é um compromisso do prefeito”, disse.

Confira as reivindicações que serão atendidas:

· 5% de recomposição de perdas salariais, retroativo ao mês de junho de 2019;

· Alteração do índice do padrão da carreira de 2% para 2,15%;

· Redução da jornada semanal de trabalho do Quadro Administrativo, de 30h para 25h sem redução de salário e sem perdas de direitos;

· Realização de Concurso Público para a área da Educação com previsão de publicação do edital para o mês de setembro;

· Mais um secretário para as Unidades Municipais de Educação Infantil (Umeis);

· Garantia de 1.5 de professores para cada turma;

· Pagamento dos dias de paralisação cortados (30/05, 14/06 e 18/06);

· Merenda para os trabalhadores da Educação a partir da renovação do contrato de prestação de serviço;

· Garantia de nove liberações sindicais para atuação na Subsede Contagem do SindUte. A legislação municipal previa três liberações e, a cada gestão, a diretoria do SindUte dependia da negociação com o Governo Municipal que estivesse no momento. A partir de agora, as liberações pertencem à organização dos trabalhadores em Educação, cabendo aos mesmos o seu encaminhamento.

Reportagem: Vanessa Trotta
Arte: Renata Coura
Publicação: 13/08/2019

Educação realiza Seminário de Abertura do 2º Semestre do Ano Letivo

Motivação e boas práticas pedagógicas deram o tom do evento que reuniu mais de 200 dirigentes da Rede de Ensino.

Motivação e boas práticas pedagógicas marcaram o Seminário de Abertura do 2º Semestre Letivo da Secretaria Municipal de Educação (Seduc) e da Fundação de Ensino de Contagem (Funec). Realizado nesta terça-feira (30/7), no auditório do Sest Senat, o evento reuniu mais de 200 dirigentes de toda a Rede de Ensino de Contagem.

A abertura cultural do evento ficou por conta dos músicos Rodrigues Júnior, que é servidor da Seduc, violinista e cantor, do saxofonista Adriano Rodrigues e do baterista Breno dos Santos. As apresentações do trio deram o bom tom em consonância com os temas abordados.

Ao dar as boas-vindas, a secretária municipal de Educação e presidente da Funec, Sueli Baliza, destacou que a melhor palavra para o momento era gratidão. “Somos muito gratos por estarmos aqui e podermos apresentar temas tão inspiradores. Estamos ultrapassando as nossas dificuldades e abraçando os nossos alunos, porque educação se faz com amor, dedicação, generosidade. É isso que a Educação quer de nós, então se nós realmente não abrirmos o nosso coração para as pessoas, pros nossos estudantes e para todos aqueles que procuram a educação como uma ponte para as suas vidas as coisas não acontecem. Hoje não estamos falando simplesmente de inclusão, mas sim de acolhimento. É essencial fazer com que tenhamos uma rede acolhedora que abra as suas portas para a transformação humana”. disse.

O primeiro momento do seminário foi a apresentação de boas práticas pedagógicas por três diretores contemplando os segmentos da Educação Infantil, do Ensino Fundamental e do Ensino Médio. A diretora da Unidade Municipal de Educação Infantil (Umei) Sapucaias, Carla Maria Ferreira, fez uma explanação sobre a gestão democrática na escola. “É sempre um desafio ser gestora, mas temos consciência daquilo que propomos e somos todos profissionais. Sempre procuro trazer a comunidade para dentro da escola e quero que todos se sintam bem e as crianças sejam felizes, afinal Educação é amor”, disse.

A diretora da Escola Municipal Sônia Braga da Cruz Ribeiro Silva, Janete Romão, destacou a importância da gestão em parceria com os equipamentos públicos e comunidade escolar. “A direção da escola não trabalha sozinha. Precisamos construir parcerias sólidas que envolvam a comunidade em nossa proposta de trabalho. Nossa missão é árdua e precisamos incluir de verdade, então unidos fazemos a diferença”, afirmou.

Já o diretor da unidade da Funec Nova Contagem, Roberto Afonso Nascimento, apresentou o projeto desenvolvido na escola “Pensadores Fora do Eixo”. Pelo projeto, alunos e professores se reúnem toda terça-feira na biblioteca para compartilharem textos, poemas e ilustrações de autoria própria. Em junho, eles foram contemplados pela Lei Municipal de Incentivo à Cultura, para a publicação de um livro com o material produzido pelos alunos, entre eles textos que contam a história e o cotidiano de Nova Contagem. “Fico muito emocionado ao falar deste projeto, pois vejo o quanto a literatura transformou a vida desses jovens. E hoje também contamos com o apoio de ex-alunos como voluntários. É muito gratificante ver o fruto desse trabalho. O livro será publicado em novembro”, disse.

Educação que transforma

O segundo momento do seminário contou com a palestra do professor especialista em Direito e tabelião, Sebastião Mendes de Oliveira. Impossível foi não se emocionar com a história de superação de “Tiãozinho”, como é conhecido. Ele nasceu sem os dois braços e enfrentou inúmeras dificuldades para conseguir entrar na escola, na cidade em que morava no Norte de Minas. Sua mãe foi a principal responsável por lutar para que ele fosse aceito numa instituição e vencer a barreira do preconceito devido à sua condição física.

Somente aos nove anos, ele começou a frequentar a escola, mas autodidata por natureza, já sabia ler e também aprendeu a escrever com os pés. Daí não parou mais. Conseguiu se formar em Direito, fez várias especializações e hoje leva uma vida de profissional de sucesso em Glaucilândia, onde é tabelião no cartório montado ao lado de sua casa. Ele faz palestras motivacionais e também prioriza o tempo com sua esposa e seus dois filhos.

“A educação me transformou e vocês, educadores, transformam as pessoas. Quantas pessoas conseguiram superar as dificuldades graças à dedicação de vocês. Foi assim comigo. Educação de fato transforma e o nosso principal desafio é a inclusão social. Todas as pessoas têm direito a tudo e tudo deve ser acessível a todos. Não basta ter o direito é preciso também ter o acesso. Vim mostrar a realidade do que é ser excluído. Nós, deficientes, queremos apenas participar, sermos reconhecidos como ser humano. Tudo é possível. Você é mais do que julga ser, sua força é infinita e sua alma é absoluta. Muito obrigado por vocês existirem”, afirmou.

Avanços

Sueli Baliza também destacou os principais avanços conquistados na Educação. Ela apresentou aos diretores algumas propostas acordadas na Comissão Permanente de Negociação Coletiva (Copenc) que serão levadas pelo SindUte aos professores. As propostas foram aplaudidas pelos diretores, pois contemplam conquistas históricas para a categoria.

Reportagem: Vanessa Trotta
Fotos: Geraldo Tadeu
Publicação: 30/07/2019

Mais 80 agentes de saúde e de endemias são capacitados sobre prevenção à febre maculosa

O grupo de teatro Agente em Cena levou informações aos alunos da Umei Estrela Dalva.

Dando continuidade às ações de prevenção e combate à febre maculosa, a Prefeitura de Contagem, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, promoveu nesta semana a capacitação de mais de 80 agentes de saúde e agentes de endemias que atuam na regional Nacional, onde há cerca de um mês foi registrado surto da doença. A capacitação foi no salão paroquial da igreja Nossa Senhora da Conceição, no bairro Carajás.

“Os agentes estão diretamente em contato com a população, por isso é tão importante eles estarem totalmente capacitados. Passaremos informações epidemiológicas a respeito da febre maculosa, entre outras, para que eles possam no dia a dia informar a população e sanar as dúvidas que surgirem”, destacou o médico veterinário Matheus Araujo, responsável pela capacitação dos agentes.

O agente de saúde Isaac Adiel dos Reis destacou a importância da capacitação para que possa prestar um serviço de excelência à população. “Quanto mais os agentes de saúde e endemias estiverem capacitados, melhor será o atendimento. Sempre surgem perguntas de vários tipos em relação ao carrapato”, disse.

O treinamento foi iniciado com os agentes que trabalham no Nacional, mas Matheus Araujo ressalta que a partir das próximas semanas será estendido a todo o município.

Teatro

Por meio do grupo de teatro Agente em Cena, o Município tem levado informações sobre a bactéria causadora da febre maculosa à população da regional Nacional. O grupo tem percorrido as escolas com uma peça educativa.

O grupo é formado por servidores do setor de Zoonoses de Contagem. Nesta semana, os agentes apresentaram a peça “Cuidados no campo – Febre Maculosa” aos estudantes do Umei Estrela Dalva. A criançada aprendeu sobre os riscos da doença e quais cuidados que devem ser tomados para evitar a proliferação do carrapato-estrela.

“O teatro é um complemento do trabalho dos agentes, que vão às casas fazer a vistoria, mas que às vezes não encontram o morador ou são impedidos de entrar. Com a peça conseguimos passar as informações aos estudantes, que são multiplicadores de informação”, destacou a agente de saúde Luiza de Marilac Rocha Faria.

Até o momento foram notificados 102 casos de febre maculosa em Contagem. Seis foram confirmados.

Reportagem: Nelson Augusto
Foto: Fábio Silva
Publicação: 12/07/2019

As crianças da Umei Cândida Ferreira também já receberam os kits escolares

Mais conforto e comodidade na Umei Ipê Amarelo Dona Geertudre Keet

Estudantes ganharam um espaço para apresentações artísticas

A secretária municipal de Educação, Sueli Baliza, e o subsecretário de Gestão e Operações, Sérgio Mendes, conheceram as melhorias estruturais realizadas na Unidade Municipal de Educação Infantil (Umei) Ipê Amarelo Dona Geertudre Keet, na Regional Vargem das Flores.

As crianças e os educadores ganharam mais comodidade, conforto e segurança com as melhorias feitas em todo o espaço. Além dos serviços de pintura, grades foram instaladas em todas as janelas. Ainda foi construído um palco para apresentações artísticas. A Umei ganhou um novo parquinho e o que também deixou as crianças felizes é que agora elas poderão se divertir no espaço no período de chuva. O playground foi coberto.

Durante a visita os estudantes prepararam uma apresentação cultural. A Umei Ipê Amarelo Dona Geertudre Keet atende atualmente 195 crianças, com idade de 3 a 5 anos.

Reportagem: Nelson Augusto
Foto: Geraldo Tadeu
Publicação: 11/12/2018

Crianças da Umei Vila da Paz promovem Mostra Cultural

Evento foi aberto à comunidade, que se encantou com os trabalhos

Quem esteve na Unidade Municipal de educação Infantil (Umei) Vila da Paz durante a semana pôde fazer uma viagem lúdica ao fundo do mar. É que as crianças promoveram uma mostra cultural e utilizaram o oceano como o tema. Os trabalhos foram desenvolvidos ao longo do ano. São desenhos, maquetes, bonecos e personagens. A maioria feita com material reciclável.

Os trabalhos foram produzidos por 80 crianças que têm 1 e 2 anos. A exposição é uma forma de aproximar a escola dos pais e da comunidade e registrar a evolução dos pequenos. Além da exposição ocorreram apresentações culturais de dança e teatro.

No LINK você tem acesso a mais fotos.

Reportagem: Júlio César Santos
Fotos: Adelcio Ramos Barbosa
Publicação: 06/12/2018

Mostra Cultural da Umei Vila da Paz reúne pais e comunidade escolar. O tema de 2018 foi o Fundo do Mar

Umei Icaivera é revitalizada com nova pintura

A Umei aguardava uma revitalização para estimular o aprendizado e fazer com que o ambiente se tornasse mais confortável e agradável para alunos e servidores

A Unidade Municipal de Educação Infantil (Umei) Icaivera atende 210 crianças, com a faixa etária entre de 2 e 5 anos, em Nova Contagem. Construída há 10 anos, a Umei aguardava uma revitalização para estimular o aprendizado e fazer com que o ambiente se tornasse mais confortável e agradável para alunos e servidores.

A Prefeitura de Contagem está executando desde novembro do ano passado serviços de pinturas nas unidades escolares da rede municipal. Segundo o engenheiro Thiago Leite, a pintura da Umei Icaivera, assim como todas as unidades, seguiu as diretrizes do memorial descritivo elaborado para o projeto de pintura escolares do município.

De acordo com a diretora da Umei Icaivera, Érica Beltrão, a forma com que o modelo de pintura foi escolhido contribuiu ainda mais para o engajamento da comunidade com o âmbito escolar. “A nossa Umei estava precisando ser revitalizada, pois desde a inauguração ainda não havia sido feita nenhuma intervenção”, ressalta.

A diretora conta ainda sobre a votação para a escolha do modelo de pintura. “O que nos deixou ainda mais contentes com essa conquista foi a forma com que escolhemos a pintura. Fizemos uma votação com as crianças e elas criaram uma expectativa positiva para ver o resultado. Nos sentimos valorizados porque a atual gestão teve o cuidado de não fazer a pintura de forma impositiva, nos deu o direito de escolha. As cores alegres e um ambiente adequado estimulam os alunos, os funcionários e também a comunidade local que é bastante participativa e nos ajuda a cuidar da escola”, conclui.

Reportagem: Nayara Vianna
Foto: Elias Ramos
Publicação: 13/11/2018

Revitalização da Umei Sagrado Coração de Jesus é concluída

Revitalização traz mais conforto aos estudantes e educadores

Mais uma revitalização em uma escola da rede municipal foi concluída pela Prefeitura de Contagem. A Unidade Municipal de Educação Infantil (Umei) Sagrado Coração de Jesus que atende 98 crianças de 3 anos, na regional Riacho, recebeu serviços de pintura em todos os ambientes.

O engenheiro da Semobs, Thiago Leite, destaca detalhes da pintura dessa unidade escolar. “Foram feitas intervenções de pintura de forma geral: nas paredes em acabamento acrílico e barrados em acabamento esmalte, além das portas, janelas, guarda-corpos, corrimãos, muros, passeios, tetos e pisos do pátio”, aponta.

Todas as unidades escolares revitalizadas seguiram as diretrizes do memorial descritivo elaborado para o projeto de pintura escolares do município. Entre quatro modelos de pintura sugeridos no memorial, a diretoria em conjunto com a comunidade escolheu por votação o novo modelo da escola.

A diretora Umei Sagrado Coração de Jesus, Múcia Andrade dos Santos, ficou encantada com a pintura e conta que os pais dos estudantes ficaram satisfeitos. “A restauração contribui para o bem-estar de alunos e colaboradores e principalmente para melhorar a qualidade do ensino oferecido. A característica alegre e colorida da pintura feita remete uma sensação de carinho e aconchego, os pais ficaram maravilhados. Quero agradecer à equipe que se empenhou para revitalizar a escola, mesmo o trabalho sendo feito durante o período das aulas tivemos um excelente convívio”, afirma.

A professora Maria Aparecida Negreiros destaca ainda que a pintura interfere diretamente no aprendizado das crianças. “As cores e os símbolos usados incentivam a criatividade e a memórias dos alunos. O ambiente agradável estimula alunos e professores, estamos felizes com o resultado e com a conquista dessa melhoria”.

Reportagem: Nayara Vianna
Foto: Elias Ramos
Publicação: 08/11/2018