Posts com a Tag ‘Seduc’

Escola integral entra em etapa de fundação e preparação da estrutura

Formato da obra prevê agilidade no processo de construção.

A primeira escola em Tempo Integral de Contagem é construída no bairro Arvoredo, na Regional Ressaca. O processo de fundação começou nesta semana e as peças pré-moldadas, que serão usadas na estrutura, já estão sendo fabricadas.

O trabalho é feito por etapas. A terraplanagem já foi feita e agora uma equipe é responsável por perfurar o terreno e preparar o solo para receber as vigas. Enquanto isso, um grupo de operários trabalha na produção dos pilares de sustentação do prédio. As peças de concreto são fabricadas em uma empresa.

O gerente industrial, Márcio Rogério, é responsável por acompanhar o processo de fabricação dos pilares. Segundo ele uma das principais vantagens de fazer uma obra pré-moldada é a agilidade no processo de construção. “A fundação ocorre ao mesmo tempo em que as peças estão sendo fabricadas, enquanto a construção convencional é necessária a preparação do terreno e fundação e somente após esse processo que é iniciada a construção da estrutura”, destacou Márcio.

A primeira escola integral de Contagem tem todo o conceito sustentável. A forma que é construída diminui o desperdício de material. Toda a iluminação será com lâmpadas de LED, haverá sistema de reutilização de água pluvial, aquecimento solar e coleta seletiva.

No espaço, de 6.777,78 m², serão construídas 36 salas de aula, uma ampla biblioteca de dois andares, centro de línguas estrangeiras, laboratórios profissionais, piscina aquecida, ginásio poliesportivo.

A escola vai atender 600 estudantes em tempo integral, do 1º ao 9º ano. A proposta da Secretaria Municipal de Educação é que a instituição também atenda 2.000 estudantes matriculados em outras instituições municipais de ensino da região. “Queremos preparar nossos estudantes para o mundo, que está em constante evolução. Iremos proporcionar conhecimento por meio de diversos recursos, seja em sala de aula ou nos laboratórios”, ressaltou o secretário de Educação, Joaquim Antônio Gonçalves.

A obra está orçada em R$ 18 milhões, que serão somados a outros R$ 5 milhões em obras já efetuadas. A previsão é que o prédio seja entregue no segundo semestre de 2018.

Reportagem: Nelson Augusto e Júlio César Santos
Fotos: Geraldo Tadeu

Seduc promove workshop sobre inclusão nas escolas

Cerca de 200 profissionais estiveram presentes na PUC Contagem.

O setor de Inclusão, da Secretaria Municipal de Educação (Seduc), promoveu na última sexta-feira (24), workshop voltado para estudos de casos de alunos atendidos nas Salas de Recursos Multifuncionais e no Atendimento Educacional Especializado (AEE). O encontro aconteceu no auditório da Pontifícia Universidade Católica (PUC) Contagem.

O evento visou aprofundar a discussão no que diz respeito à inclusão escolar e as demais esferas da sociedade. Foram apresentados exemplos de casos com alunos de algumas escolas do município, o que serviu para ilustrar a real intenção da Seduc em estar à disposição para tudo que diz respeito aos alunos com deficiência. “O encontro serviu para mostrar quanto é importante as políticas sociais. Penso que devemos trabalhar forte para incluir as nossas crianças, jovens e adultos nas escolas contagenses”, destacou o chefe de gabinete do prefeito, Sérgio Mendes.

A condução do curso foi feita pelas professoras do AEE. Cerca de 200 estagiários, cuidadores, pedagogos, intérpretes e instrutores que trabalham com estudantes da inclusão da rede municipal de ensino estiveram presentes. “Eventos assim mostram a diversidade e a forma como devemos levar a informação para dentro e fora das escolas. O contato com as famílias é primordial para o desenvolvimento e progresso do aluno”, explicou a instrutora de Língua Brasileira de Sinais (LIBRAS), Danubia Mendes.

Atualmente, Contagem, conta com 1.300 estudantes com deficiência. Eles são assistidos por meio dos AEE, que ocorre nas salas de recursos multifuncionais e no AEE Móvel, que são promovidos nos Centros de Educação Infantil (Cemeis). Os professores se deslocam até as unidades de ensino destinadas às crianças para fazer o atendimento específico. São elaborados planos de trabalho para atender às necessidades de cada estudante, objetivando o ensino e fortalecendo a aprendizagem e a autonomia dos mesmos.
A prefeitura também disponibiliza auxiliares de apoio que ajudam na alimentação, locomoção, higienização e comunicação. “A preocupação da Seduc é oferecer atividades nas perspectivas de cuidar e desenvolver ações com as professoras de AEE e toda equipe. Vamos fazer um trabalho qualificado nos trabalhos de inclusão ao ensino”, finalizou a secretária adjunta de Educação, Cláudia Caldeira Soares.

Reportagem e fotos: Leonardo Melo

Professor estimula alunos por meio da leitura e da poesia

Para comemorar o dia do poeta, a Seduc conversou com o educador Jorge Venâncio que já teve três livros publicados.

Contagem comemora nesta semana o Dia do Poeta. E para não passar em branco, a Secretaria Municipal de Educação (Seduc), conversou com o professor de português e também poeta, Jorge Venâncio. Jorge é um professor irreverente e muito querido pelos estudantes dos 5º e 8º anos, da Escola Municipal Vasco Pinto da Fonseca.

Para instigar a poesia entre os seus alunos, Venâncio lê o clássico Navio Negreiro, de Castro Alves. História que conta sobre a situação dos africanos, separados de suas famílias, na vinda ao Brasil. Ele acredita que o texto estimule os alunos nas aulas de poesia.

Ele também faz rodas de poesia com os seus estudantes. Os temas são os mais variados, mas o que ele destaca como principal são as mensagens dedicadas as mães. O objetivo é aguçar a criatividade e sensibilidade no ato de passar o sentimento para o papel. Para Jorge, escrever para as mães é uma homenagem rotineira que deve ser seguida por seus alunos. “A poesia é necessária para o estudante. É por meio dela que declamamos, ouvimos e discutimos. Eu acredito que ela contribuirá para o desenvolvimento da sensibilidade musical, rítmica e auditiva das crianças e dos adolescentes”, finaliza Jorge Venâncio.

Atualmente o poeta tem três livros publicados: O Verso Esperado; Noturnas Distâncias e O Luxo do Lixo. Ganhou também dois prêmios de concurso de poesia no Estado de Minas Gerais.

Reportagem: Nayara Macedo (sob a supervisão de Leonardo Melo)
Foto: Divulgação

Pedagogos capacitados para as novas regras de avaliação

Ano letivo passa a ser dividido em bimestres no ensino fundamental

O grupo de formação da Secretaria Municipal de Educação se reuniu com os pedagogos que atuam no ensino fundamental da rede pública de Contagem para traçar as mudanças na aplicação de notas e planejamento de ciclos. A proposta é dividir o ano letivo em bimestres e aplicar conceitos em forma de notas numéricas.

Anteriormente, o ano letivo era dividido em trimestres e os estudantes eram avaliados por meio de letras (conceitos). A nova medida visa monitorar de forma mais frequente o aprendizado. “O intuito é conseguirmos alcançar notas cada vez maiores e melhorarmos a aprendizagem dos alunos”, destaca Simone Carneiro, formadora pedagógica.

Os pedagogos também receberam informações sobre o diário escolar, que deixa de ser utilizado apenas para o registro de presença e se torna um documento para inserção das avaliações sobre o rendimento do aluno em sala de aula. Além disso, toda a rede deve ter o currículo escolar alinhado.

Segundo a formadora pedagógica Lucimara Silva, a intenção é que todas as escolas municipais trabalhem, simultaneamente, com a mesma grade. “Vai gerar mais organização. O estudante que muda de escola encontra um currículo completamente diferente, o que atrapalha a continuidade de aprendizado”, comentou.

Os debates fazem parte do projeto de formação continuada de educadores da rede municipal de ensino. Ao todo, serão oito módulos. Os profissionais da educação já estão colocando em prática o aprimoramento do trabalho com os alunos. “Essa troca de experiência é fundamental. Servidores e estudantes só têm a ganhar”, enfatizou a pedagoga Arlete Gomes.

Reportagem: Leonardo Melo
Fotos: Newton de Castro Resende