Posts com a Tag ‘Química’

Estudantes elevam o nome da Funec em congresso nacional

Alunos do curso de química vão apresentar em Gramado-RS estudo sobre efeitos do refrigerante no organismo.

Os estudantes Mateus Queiroz e Gabriel Nascimento, do curso de química da Fundação de Ensino de Contagem (Funec), unidade Centec, apontaram mitos e verdades sobre os refrigerantes à base de cola. O estudo foi fundamentado em práticas que provam a diminuição de cálcio no organismo de pessoas que consomem a bebida. O resultado será apresentado por eles no 57º Congresso Brasileiro de Química, de 23 a 27 de outubro, em Gramado-RS.

“É maravilhoso ver todo o esforço do projeto ganhar notoriedade. Estamos empenhados em levar o nome da Funec para agregar valor ao nosso currículo”, destaca Gabriel. O projeto ganhou o nome de “A relação entre o consumo regular de ácido fosfórico em refrigerantes à base de cola”.

“Nós estamos felizes e gratos por nossos professores, coordenadores e a direção da Funec estarem nos dando todo o suporte para a execução desse projeto”, enfatiza Mateus Mateus. Com o objetivo de promover a interação entre instituições de ensino, setor industrial, profissionais e estudantes de química, o congresso pretende desenvolver de forma multidisciplinar o progresso científico com debates e apresentações de trabalhos de diversas instituições do país.

Reportagem: Leonardo Melo
Foto: Newton de Castro Resende

Estudantes aprendem conceitos de metrologia

Palestra serviu como aula técnica e conscientização para o consumo.

Profissionais do Instituto de Metrologia e Qualidade do Estado de Minas Gerais (Ipem-MG) realizaram uma palestra para os estudantes dos cursos de Química e Farmácia da Funec Centec. A ação foi para mostrar como o órgão atua nas medições de produtos comerciais e que envolvam saúde e segurança.

Durante o encontro, aproximadamente 200 alunos conheceram sobre o funcionamento da calibração de pesos e medidas. “A metodologia aplicada pelos profissionais faz com que os estudantes aprendam, na prática, sobre a importância do controle e medição”, explicou a professora, Adriana Vasconcelos.

Um dos destaques da palestra foi os problemas que a ausência de aferição podem causar. As vidrarias para laboratórios também entraram em debate. Balões de fundo chato, volumétricos, provetas e balanças são equipamentos indispensáveis no processo de medição. A estudante de química, Camila dos Santos, não tirou os olhos dos palestrantes. “Desde que comecei o curso fiquei fascinada pela disciplina de medição de vidraria”, enfatizou.

Segundo o administrador do Ipem-MG, Max Falcão, a palestra, além de orientar os estudantes sobre o trabalho prático, visa promover o conhecimento agentes consumidores. “Por onde passamos levamos o conceito de metrologia de forma técnica e também conscientizamos sobre a relação entre vendedor e cliente”, finalizou Falcão.

Reportagem e fotos: Leonardo Melo

Estudantes da Funec Centec visitam fábricas em Betim e na Capital

Estudantes de química conheceram os processos de fabricação de bebidas.

Os estudantes do curso de química da Fundação de Ensino de Contagem (Funec), unidade Centec, fizeram duas visitas técnicas ao Vale Verde Alambique e Parque Ecológico e à fábrica da cervejaria Krug Bier. O objetivo foi conhecer os processos químicos e físicos existentes na produção.

Aproximadamente 30 alunos, do 3º ano, aprenderam sobre o controle de qualidade e os meios sustentáveis na fabricação de cachaça e cerveja. Segundo o professor Emerson Bechler, que ministra as disciplinas de Química Orgânica e Processos Industrias, a visita serviu como conhecimento pedagógico. ” A excursão teve cunho técnico e é uma grande oportunidade dos alunos entrarem em contato com os processos de produção. Outro ponto marcante é a geração de grandes perspectivas de trabalho para os técnicos em química”, afirma Bechler.

Até o final do ano o Centec pretende fazer outras excursões para embasar o ensinamento teórico e incentivar o trabalho em equipe dos estudantes.

Reportagem: Leonardo Melo
Foto: Divulgação

Alunos do Centec aliam teoria e prática durante excursão

Estudantes visitaram as cidades de Mariana e Ouro Preto e conheceram mina de ouro e museu que trata a mineralogia.

Os alunos do curso de química da Fundação de Ensino de Contagem (Funec), da unidade Centec, participaram de uma excursão para as cidades de Mariana e Ouro Preto. A ideia da viagem foi aplicar o que os alunos viram em sala de aula em atividades voltadas para o estudo da mineralogia.

Cheios de expectativas, os 27 estudantes fizeram a primeira parada no distrito de Passagem de Mariana, na cidade de Mariana, para conhecer a Mina da Passagem, onde houve extração de minerais entre 1827 até 1985. Atualmente, o local é ponto turístico para aqueles que querem conhecer um pouco da história do nosso estado no período da exploração do ouro. A mina possui 11km de extensão, sendo que 8km estão alagados, o que atrai adeptos do mergulho em caverna, esporte que vivencia o ambiente natural ou degradado pelo homem.

Os alunos puderam conhecer um pouco da história mineira e da mineração e extração de rochas, aproveitando o tempo para fazer atividades voltadas ao curso. A estudante Luana Nascimento destacou que conhecer a mina foi importante para saber sobre o processo de retirada do ouro. “Saber sobre o ciclo do ouro e fazer experimentos naquele ambiente me proporcionou ter o conhecimento de como a extração é importante desde que haja um estudo certo para tal ação”, enfatiza.

O aprendizado sobre aquele ambiente, aliado à descontração proporcionada pelo momento de descida na mina, foi de grande importância especialmente no que diz respeito ao conhecimento adquirido sobre a mineralogia. “Os alunos vieram com a proposta de fazer experimentos e conhecer sobre os minerais existentes no ambiente. Sair da sala de aula e conhecer o que estão aprendendo é fundamental. Quando voltarmos ao Centec vamos analisar amostras colhidas aqui hoje “, explica Valéria Costa, professora de química.

 

Ouro Preto

Após a visita à mina o entusiasmo e animação para ir até Ouro Preto tomaram conta do ônibus de viagem. Na cidade das obras de Antônio Francisco Lisboa, mais conhecido como Aleijadinho, os alunos aproveitaram para tirar fotos e conhecer mais da história. “Estarmos nessas duas cidades é bom para trabalharmos atividades extracurriculares. Eu acredito no trabalho fora de sala de aula como método de ensino”, afirma José Antônio, vice-diretor do Centec.

Em Ouro Preto, os estudantes foram ao Museu de Ciência e Técnica da Escola de Minas da UFOP. Lá, os estudantes puderam conhecer de perto o 3º museu com mais pedras preciosas do mundo. Fundado em 1876, o espaço possui mais de 30 mil peças vindas de todas as partes do planeta, expostas em setores que apresentam as mais completas coleções de mineralogia. “Estamos tendo a oportunidade de conhecer um museu que vai englobar nas matérias do nosso curso”, finaliza Yasmin de Carvalho, estudante.

Todas as atividades feitas nas duas cidades serão avaliadas em laboratórios e em sala de aula na Funec.

Reportagem e fotos: Leonardo Melo