Posts com a Tag ‘Funec’

Estudantes da Funec Centec visitam fábricas em Betim e na Capital

Estudantes de química conheceram os processos de fabricação de bebidas.

Os estudantes do curso de química da Fundação de Ensino de Contagem (Funec), unidade Centec, fizeram duas visitas técnicas ao Vale Verde Alambique e Parque Ecológico e à fábrica da cervejaria Krug Bier. O objetivo foi conhecer os processos químicos e físicos existentes na produção.

Aproximadamente 30 alunos, do 3º ano, aprenderam sobre o controle de qualidade e os meios sustentáveis na fabricação de cachaça e cerveja. Segundo o professor Emerson Bechler, que ministra as disciplinas de Química Orgânica e Processos Industrias, a visita serviu como conhecimento pedagógico. ” A excursão teve cunho técnico e é uma grande oportunidade dos alunos entrarem em contato com os processos de produção. Outro ponto marcante é a geração de grandes perspectivas de trabalho para os técnicos em química”, afirma Bechler.

Até o final do ano o Centec pretende fazer outras excursões para embasar o ensinamento teórico e incentivar o trabalho em equipe dos estudantes.

Reportagem: Leonardo Melo
Foto: Divulgação

Funec Nova Contagem é campeã da Gincana Estudantil

Evento contribui com o desenvolvimento educacional dos alunos.

Os alunos da Fundação de Ensino de Contagem (Funec), da Regional Nova Contagem, ganharam a gincana estudantil disputada na Praça da Glória, no último sábado (26). Cerca de 1000 alunos representaram nove unidades da Funec em uma disputa emocionante e acirrada no que diz respeito a criatividade e performance dos competidores.

Para o guarda civil, Agnelo Braga, o evento serviu para mostrar a força dos estudantes e da população que ocuparam a praça e puderam presenciar tamanha organização, alegria e aptidão dos alunos nas tarefas da gincana. “Trazer a sociedade para ocupar os locais públicos é de extrema importância. Nós precisamos dessa interação social para conhecermos os trabalhos feitos por eles e até mesmo para aprendermos um pouco”, destaca.

Durante o evento, os estudantes subiram no palco e fizeram tarefas já distribuídas no início do mês e que só seriam avaliadas no dia da gincana. Atividades de cunho cultural e humanitário foram apresentadas e a cada suspiro das equipes o calor das emoções tomava conta do espaço. Para o aluno da Funec Industrial, Rafael Carvalho, o evento serviu para cada jovem mostrar o seu potencial como estudante. “Eu me vesti de Carlos Drummond de Andrade para competir numa tarefa. Eu saio daqui satisfeito em poder levar um pouco da cultura para nossa população”, disse.

No final da tarde, foi divulgado o resultado final da competição e a Funec Nova Contagem, com 146.080 pontos, sagrou-se a campeã da edição 2017 da gincana estudantil. As unidades Cruzeiro do Sul e Industrial ficaram em segundo e terceiro lugar, respectivamente. Os prêmios para a vencedora são bolsas de estudos numa universidade privada da cidade e em cursos de inglês. Esses prêmios serão sorteados entre os alunos membros da equipe.

Na disputa pelo “Casal Funec 2017” a vitória ficou por conta dos adolescentes, Lorena e Henrique, da unidade Industrial. Ambos embelezaram o palco com interpretações voltadas à obra de William Shakespeare.

Os cursos de química, farmácia e análises clínicas, da Funec-Centec, fizeram um trabalho voltado para a comunidade. Haviam estandes com aferição de pressão arterial, processo de formulação de perfumes, produção de sabão ecológico e tipagem sanguínea.

Nos estandes de criação de perfume e sabão haviam amostras que foram presenteadas aos moradores locais. Já a Funec Inconfidentes mostrou um pouco das técnicas usadas na segurança do trabalho. “Quero agradecer aos nossos alunos e professores pelo evento de hoje. O que foi apresentado aqui serviu para mostrar a força da educação, e é somente por ela que mudaremos o nosso país”, finalizou Joaquim Antônio Gonçalves, secretário Municipal de Educação.

Reportagem: Leonardo Melo
Fotos: Newton de Castro Resende 

Funec promove gincana para estudantes e educadores

As atividades fazem parte das comemorações do mês do estudante.

A Fundação de Ensino de Contagem (FUNEC) vai promover a “Gincana do Dia do Estudante”, nesse sábado (26). O evento vai acontecer na Praça da Glória, no bairro Eldorado. A ação faz parte de uma série de atividades que visam homenagear os alunos da instituição.

Cerca de mil pessoas, entre estudantes e educadores da Funec, vão participar da festa. Eles terão que executar tarefas sobre temas humanitários, culturais e da própria história da cidade.

Além das atividades haverá prestação de serviço à comunidade. Os alunos do curso de Química irão ensinar a produzir sabão. Já os estudantes de Análises Clínicas realizarão exames de glicose capilar e grupo sanguíneo e os estudantes de Farmácia farão aferição a pressão.

Nos intervalos das tarefas haverá música. O som fica por conta do cantor Igor Miquéias. A abertura será às 8h e o encerramento às 14h. As três equipes vencedoras serão premiadas.

Reportagem: Leonardo Melo
Arte: Renata Coura

Cursos profissionalizantes dão oportunidades a jovens e adultos

Parcerias com governos federal e estadual possibilitam a execução de diversos projetos na cidade.

A Prefeitura de Contagem, por meio da Fundação de Ensino de Contagem (Funec) e das secretarias municipais de Educação e de Direitos Humanos e Cidadania, promove diversos cursos profissionalizantes na cidade e em alguns ainda há vagas abertas. Os cursos são voltados para alunos do ensino médio e para população em geral.

Na unidade Centec da Funec, por exemplo, ocorre o MedioTec – extensão do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec), do governo federal. O programa é conhecido por expandir e ofertar a formação técnica e profissional em tempo integral para estudantes do ensino médio.

O estudante que participarem do MedioTec terão certificação dupla, pois concluirá o nível médio e também o nível técnico. Para participar, o estudante precisa estar matriculado em escolas que vão até o nível médio. Desde 2013, a Funec tem o Pronatec em sua grade de trabalho e nesse ano não foi diferente na unidade Centec, que ofertou 60 vagas que foram divididas entre os cursos de análises clínicas e farmácia. Esses são os cursos de longa duração que vão de 800 a 1200 horas. O estudante que deseja fazer o curso, passa por uma avaliação e precisa estudar nos contraturnos do horário da tarde.

Para que a escola possa ter os projetos do Pronatec em suas dependências, é necessário que o Governo Federal libere uma verba por hora/aluno para a escola ofertar os cursos técnicos. Para isso, é preciso que a instituição também já tenha a estrutura física e corpo docente apropriado para exercer tal função. Dessa forma, o Centec ofertará cursos para a comunidade, utilizando a verba recebida. “A nossa estrutura consegue atender aos alunos que estão hoje no Centec. Trabalhamos para oferecer o melhor do ensino aos jovens que virão fazer conosco os cursos técnicos”, destaca Leandro Cunha, diretor-geral da educação na Funec.

Cefort

Também serão abertos cursos de curta duração chamados de Formação Inicial e Continuada (FIC). Esses cursos atenderão estudantes e pessoas que não possuem o ensino fundamental completo. Esses cursos têm carga horária entre 160 a 400 horas e vão acontecer no Centro de Formação do Trabalhador de Contagem (Cefort), no bairro Água Branca.

Os cursos ofertados são os de assistente administrativo, fotografia e cuidador de idosos. São 60 vagas disponíveis para cada um deles e as inscrições começarão no início de setembro no Cefort.

Para o secretário municipal de Educação, Joaquim Antônio Gonçalves, todas as iniciativas de ofertas de cursos profissionalizantes fortalece a orientação do governo municipal em levar o melhor do ensino aos estudantes. “Estamos trazendo a Funec de volta as suas origens na oferta de cursos técnicos profissionalizantes, buscando atrair novos investimentos e geração de novos empregos para a nossa cidade. Garantindo o bem-estar para as nossas pessoas e que cada um permaneça na cidade buscando alternativas de trabalho e melhorando a sua qualidade de vida”, afirma Joaquim.

Projeto Trampos em Nova Contagem

A Escola Municipal Ápio Cardoso, em Vargem das Flores, foi agraciada com Projeto Trampos. Criado pela Secretaria de Estado de Trabalho e Desenvolvimento Social (Sedese), por meio da Superintendência de Programas Especiais (SPE), o projeto veio do Programa Juventudes que visa o trabalho de inclusão e redução da vulnerabilidade em Minas Gerais.

Diante disso, foi feito uma licitação e o instituto Yara Tupynambá ganhou para assumir como formador dos cursos ofertados. O programa estabelece como seu objetivo geral contribuir para a emancipação, a autonomia e a inclusão social e produtiva de jovens em situação de risco social.

Na escola Ápio Cardoso tem trabalhado com adolescentes e adultos entre 15 e 29 anos. As turmas já estão cheias, com 132 alunos, e são esperadas mais 24 pessoas para a próxima semana, devido à grande procura.

Os cursos profissionalizantes de confeiteiro, organizador de eventos, desenvolvedor de aplicativos, analista de redes e assistente de produção cultural são ofertados e as aulas variam entre os turnos da manhã e tarde. “Eu acredito que projetos como esses ajudam o jovem a estar engajado no mercado técnico e prepará-lo para o empreendedorismo aqui na comunidade”, destaca Rúbia Souza, aluna de confeitaria.

Os estudantes concluirão o curso em outubro e há probabilidade da continuação do projeto no ano que vem. “Cursos técnicos nas escolas é importante na formação do estudante e também resgatar o empresário, gerar renda e dar oportunidades aos jovens e adultos” finalizou Maria Helena, diretora da Ápio Cardoso.

Comunidade dos Arturos

A comunidade dos Arturos também receberá cursos profissionalizantes administrados pela Funec em parceria com a Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania. Com a disponibilização de 100 vagas, os cursos serão voltados para o resgate da cultura local como dança, culinária, cabeleireiro e fotografia. Eles estão previstos para começar em outubro.

Reportagem: Leonardo Melo
Fotos: Newton de Castro Resende

Alunos do Centec aliam teoria e prática durante excursão

Estudantes visitaram as cidades de Mariana e Ouro Preto e conheceram mina de ouro e museu que trata a mineralogia.

Os alunos do curso de química da Fundação de Ensino de Contagem (Funec), da unidade Centec, participaram de uma excursão para as cidades de Mariana e Ouro Preto. A ideia da viagem foi aplicar o que os alunos viram em sala de aula em atividades voltadas para o estudo da mineralogia.

Cheios de expectativas, os 27 estudantes fizeram a primeira parada no distrito de Passagem de Mariana, na cidade de Mariana, para conhecer a Mina da Passagem, onde houve extração de minerais entre 1827 até 1985. Atualmente, o local é ponto turístico para aqueles que querem conhecer um pouco da história do nosso estado no período da exploração do ouro. A mina possui 11km de extensão, sendo que 8km estão alagados, o que atrai adeptos do mergulho em caverna, esporte que vivencia o ambiente natural ou degradado pelo homem.

Os alunos puderam conhecer um pouco da história mineira e da mineração e extração de rochas, aproveitando o tempo para fazer atividades voltadas ao curso. A estudante Luana Nascimento destacou que conhecer a mina foi importante para saber sobre o processo de retirada do ouro. “Saber sobre o ciclo do ouro e fazer experimentos naquele ambiente me proporcionou ter o conhecimento de como a extração é importante desde que haja um estudo certo para tal ação”, enfatiza.

O aprendizado sobre aquele ambiente, aliado à descontração proporcionada pelo momento de descida na mina, foi de grande importância especialmente no que diz respeito ao conhecimento adquirido sobre a mineralogia. “Os alunos vieram com a proposta de fazer experimentos e conhecer sobre os minerais existentes no ambiente. Sair da sala de aula e conhecer o que estão aprendendo é fundamental. Quando voltarmos ao Centec vamos analisar amostras colhidas aqui hoje “, explica Valéria Costa, professora de química.

 

Ouro Preto

Após a visita à mina o entusiasmo e animação para ir até Ouro Preto tomaram conta do ônibus de viagem. Na cidade das obras de Antônio Francisco Lisboa, mais conhecido como Aleijadinho, os alunos aproveitaram para tirar fotos e conhecer mais da história. “Estarmos nessas duas cidades é bom para trabalharmos atividades extracurriculares. Eu acredito no trabalho fora de sala de aula como método de ensino”, afirma José Antônio, vice-diretor do Centec.

Em Ouro Preto, os estudantes foram ao Museu de Ciência e Técnica da Escola de Minas da UFOP. Lá, os estudantes puderam conhecer de perto o 3º museu com mais pedras preciosas do mundo. Fundado em 1876, o espaço possui mais de 30 mil peças vindas de todas as partes do planeta, expostas em setores que apresentam as mais completas coleções de mineralogia. “Estamos tendo a oportunidade de conhecer um museu que vai englobar nas matérias do nosso curso”, finaliza Yasmin de Carvalho, estudante.

Todas as atividades feitas nas duas cidades serão avaliadas em laboratórios e em sala de aula na Funec.

Reportagem e fotos: Leonardo Melo

Estudantes da Funec-Centec são selecionados para apresentação de pesquisa em congresso nacional de saúde

Pesquisa foi escolhida entre quatro mil projetos.

Dois estudantes do curso de análises clínicas da Funec-Centec têm motivos de sobra para comemorar. A dupla foi selecionada para apresentar um projeto de pesquisa no maior congresso de patologia clínica do Brasil. Matheus Silva e Larissa Campos querem provar a não obrigatoriedade do jejum prolongado para dosagem de ácido úrico, colesterol total e suas frações nos laboratórios de análises clínicas.

A pesquisa foi desenvolvida nos laboratórios da Funec e coordenada pelo professor de análises clínicas Reinaldo Nogueira. A amostragem foi realizada com base em pacientes com o colesterol baixo, normal e alto. Foi concluído que o jejum de 12 horas seria necessário somente para pacientes que apresentam colesterol acima de 400 miligramas. “O Centec sempre engajou a nós alunos às pesquisas. Por sermos de escola pública somos incentivados a criar projetos que farão a diferença na vida das pessoas”, explica Larissa Campos, estudante.

A pesquisa chamou a atenção da Sociedade Brasileira de Patologia Clínica e Medicina Laboratorial. Dos 4 mil estudos inscritos na entidade, 300 foram selecionados para serem apresentados durante o 51º Congresso da Sociedade Brasileira Patologia Clínica e Medicina Laboratorial. Além da apresentação, os estudantes da Funec terão a oportunidade de conhecer o aparato tecnológico de um dos hospitais mais conceituados do Brasil, o Hospital Israelita Albert Einstein. “É uma experiência única poder participar de um evento tão grande e visitar laboratórios de grande porte. Vai ser de grande valia para o crescimento profissional, além de agregar ao currículo”, enfatiza o estudante Matheus Silva.

O 51º Congresso da Sociedade Brasileira Patologia Clínica e Medicina Laboratorial será realizado entre os dias 27 e 30 de agosto no Complexo do Anhembi em São Paulo. “Estamos animados em poder levar o nome da Funec-Centec para todo o Brasil. Trabalhamos com muita força de vontade e incentivamos os adolescentes na pesquisa e nas novas descobertas da ciência”, destaca Reinaldo Nogueira, orientador do projeto.

Reportagem: Leonardo Melo
Foto: Newton de Castro Resende

Estudantes da Funec-Riacho participam das Olimpíadas Brasileira de Informática

Testes despertam o conhecimento e interesse pela computação.

Os alunos da Fundação de Ensino de Contagem, unidade do bairro Riacho, participaram da XIX Olimpíada Brasileira de Informática. A competição é promovida pela Sociedade Brasileira de Computação e tem o objetivo é despertar nos estudantes o interesse pelas ciências de tecnologia.

Dez estudantes da Funec-Riacho participaram das competições. Os alunos foram assessorados professor e supervisor do curso Técnico em Informática da unidade, Paulo Henrique Rodrigues. “Além de proporcionar conhecimento, as olimpíadas despertam ainda mais o interesse pela ciência da computação”, destaca Paulo.

Os estudantes do 1º e 2º anos do ensino médio foram inscritos na modalidade iniciação. A proposta era resolver problemas de lógica e de computação. O professor explica que o teste é uma forma de aprimorar o potencial para a programação.

Os estudantes da Funec avançaram até o nível 2 da competição. Prova que é composta de tarefas com níveis de dificuldade avançados. Em todas as modalidades os alunos competiram individualmente.

Reportagem: Leonardo Melo
Foto: Divulgação

Alunos da Funec-Centec abordam filosofia e ética em formato de júri

Assuntos do cotidiano foram tratados no trabalho escolar, despertando o senso crítico dos estudantes.

Os estudantes da Fundação de Ensino de Contagem (Funec-Centec) apresentaram um trabalho voltado para a cidadania, com debates em forma de júri, no auditório da escola. A apresentação serviu para trabalhar a formação humana e o senso crítico na matéria de filosofia e ética.

Os mais de 200 adolescentes lotaram o auditório para assistir a interpretação dos colegas. A professora que leciona a disciplina, Neusa Aparecida de Resende, busca formas de deixar as aulas mais criativas. Por isso criou o “Júri Simulado”, trabalho que é a representação de um audiência. Os educandos, que estavam à frente do palco, vestiam roupas sociais para representar o corpo de jurados, os advogados, e promotores. Até a toga e o martelo, que são itens característicos da autoridade máxima, o juiz, esteve à disposição para o uso.

Temas como a “Liberdade Religiosa”, “Eutanásia”, “Maioridade Penal”, “Identidade de Gênero”, entre outros, foram abordados. No final de cada apresentação o público ia ao êxtase por se tratar de temas que fazem parte do cotidiano. “Eu adoro a aula prática. Quando discutimos conteúdo, procuramos levar de forma lúdica aos alunos da unidade. Amo socializar os temas que dou em sala de aula”, explica Neusa.

O projeto tem mudado a postura dos estudantes dentro de sala. “Eu gosto de aulas que falam dos temas que são levados ao debate. Aprendi muito sobre o que é a liberdade religiosa e foi incrível fazer parte do corpo de jurados”, enfatiza Thamires Braga, aluna do Centec.

Para o diretor, Paulo Figueiredo, é importante os adolescentes terem o senso crítico para avaliar o mundo que os cerca e saber defender as suas opiniões. “Mérito da professora Neusa. Ela os estimula a se posicionarem em suas opiniões particulares. Acredito que trabalhos como esses formam cidadãos qualificados”, finaliza.

Reportagem: Leonardo Melo
Fotos: Newton de Castro Resende

Estudantes da Funec são destaque em importante portal científico

Os estudantes foram responsáveis por uma pesquisa que ganhou reconhecimento internacional

Os autores de projetos de pesquisa são destaques do portal “Minas Faz Ciências”, uma das mídias mais conceituadas do país no segmento científico. A reportagem fala sobre o processo de iniciação de pesquisas antes do ingresso à faculdade.

O portal ouviu adolescentes de diversas instituições de Minas Gerais que cursam o ensino médio e já mergulharam no universo científico. Entre eles, estão os estudantes da Funec-Centec Bárbara Oliveira, Harrison Rocha, Mauro Silva, Taynara Souza. Juntos com os orientadores Rodrigo Lobo e Jefferson Rodrigues desenvolveram um projeto de pesquisa sobre infecção urinária em idosos que vivem em abrigos.

O projeto ganhou destaque internacional e vai ser apresentado em Londres, na Inglaterra, no “London International Youth Science Forum”, que é o maior fórum científico juvenil organizado no mundo.

Um outro estudante da Funec que estampou a reportagem do “Minas Faz Ciências” é Gabriel Lopes, de 18 anos. O pesquisador desenvolveu um jogo voltado para a inclusão de deficientes visuais.

 

 

A reportagem completa você confere no link abaixo.

http://minasfazciencia.com.br/2017/05/22/pesquisa-antes-da-universidade-caminhos-da-ciencia-no-ensino-medio/

Inscrições para o Enem movimentam as unidades da Funec

Prazo para as inscrições vai até a próxima sexta-feira (19)

A expectativa é que os 933 alunos que cursam o 3º ano nas unidades da Funec façam as provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Para que ninguém perca o prazo das inscrições, professores e diretores estão de olho nos alunos. De acordo com a diretora educacional da instituição, Eunice Prado, os educadores dão orientações frequentes em sala de aula e ainda esclarecem dúvidas. “Nosso papel não fica apenas em preparar os estudantes para os testes. Temos o compromisso de incentivá-los e ajudá-los no processo de inscrição”., explica.

Os estudantes da Funec Cruzeiro do Sul estão animados para a maratona de provas que virão. Eles sabem que todo o esforço e foco valerá a pena no final do ano. O estudante Gabriel França Pinto,18 anos, almeja conquistar vaga numa instituição federal e fazer o curso de direito, para prestar concurso público. “Eu sonho em ser promotor de Justiça. Estou focado e tenho me preparado bastante para essa prova. Será a terceira vez que a faço”, diz.

As estudantes Monique Aparecida Marques e Gabriela Alves, ambas de 17 anos, estão animadas. Elas conciliam os estudos com momentos de lazer. As duas afirmam que buscam controlar a ansiedade e que algumas vezes tentam se distrair com algo fora do ambiente escolar.

Monique quer ser psicóloga e busca vaga na Universidade Federal de São João Del Rei. “Desde o início do ano, estou estudando. Sou uma veterana das provas do Enem e quero muito fazer psicologia”, destaca. Gabriela quer lutar por uma vaga em medicina na UFMG e diz que será a primeira vez que vai fazer a prova. “Estou dosando os meus estudos entre escola, casa e cursinho. Quero muito ser pediatra e acredito que todo adolescente deva fazer o Enem para ir em busca dos seus sonhos”, diz a estudante.

Mais de 3,5 milhões de estudantes já fizeram inscrição para o Enem 2017, de acordo com o último balanço divulgado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). As inscrições começaram em 8 de maio e vão até as 23h59 do dia 19. “É necessário que todos os estudantes façam o Enem para ingressar nas universidades. É muito importante que eles conquistem vagas no curso superior e mercado de trabalho”, salienta Nadir de Oliveira, diretora da Funec Cruzeiro do Sul.

Algumas semanas antes do exame, o Inep divulgará os locais de prova. O exame passará a ser aplicado em dois domingos seguidos (5 e 12 de novembro). Além disso, a ordem das provas será alterada. No primeiro domingo serão aplicadas as provas de linguagens, ciências humanas e redação, com 5h30 de duração. No segundo serão as de matemática e ciências da natureza, com 4h30 de duração. O resultado individual será publicado em 19 de janeiro de 2018.

Todas as informações sobre o Enem 2017 podem consultadas no site (http://enem.inep.gov.br).

Reportagem: Leonardo Melo
Fotos: Newton de Castro Resende