Posts com a Tag ‘Funec Centec’

Estudantes da Funec Centec participam de projeto piloto de educação para o trânsito

Transcon e Guarda Civil de Santa Luzia realizam jogo que ensina jovens normas de trânsito de maneira descontraída

Com o objetivo de inserir adolescentes no contexto da segurança no trânsito, a Autarquia Municipal de Trânsito e Transportes (Transcon), em parceria com a Guarda Civil de Santa Luzia, realizou dinâmica educativa para os estudantes dos cursos de farmácia e química da Funec-Centec, na sexta-feira (8). Com o jogo intitulado “Cuca Legal no Trânsito”, três turmas se revezaram em times para avançar nas casas da trilha. O conhecimento das normas de trânsito foi essencial para vencer a disputa.

“O ‘Cuca Legal’ é uma maneira fácil de o aluno aprender de forma lúdica sobre como se comportar no trânsito, seja como motorista ou pedestre. Por meio do jogo, eles participam, divertem-se e aprendem ao mesmo tempo. Já realizamos essa atividade em outros municípios e diversas cidades estão franqueando o jogo porque acham interessante demais. Nós já tivemos convites até para apresentar em outros estados”, contou o guarda civil Levi Freitas, da corporação de Santa Luzia.

Desenvolvido pela Coordenadoria de Educação para o Trânsito da Guarda Civil de Santa Luzia, o jogo foi bem recebido pelos jovens mineiros e tem chamado a atenção de estados vizinhos.

Para a pedagoga da Funec Centec Maria Adriana da Silva Pereira, ações como essa são muito importantes para a formação dos adolescentes, principalmente para aqueles que pretendem se tornar condutores. “Nossos estudantes vivenciaram de forma descontraída informações acerca do trânsito, de como dirigir de forma segura sem cometer infrações. Tiveram a oportunidade de aprender que, para melhorias no trânsito, depende de atitudes corretas tanto dos pedestres, como dos motoristas. No trânsito, respeitar o outro é fundamental. Atividades como esta são importantes para conscientizar nossos adolescentes que, no futuro breve, se tornarão motoristas”, comentou.

O vice-diretor Reinaldo Nogueira dos Santos agradeceu à Transcon e à Guarda Civil de Santa Luzia pela visita à unidade. “Foi um excelente trabalho. Nossos educandos e os profissionais do Centec elogiaram em grande escala o projeto exposto. Sabemos da nossa responsabilidade com a juventude, principalmente, levantando a conscientização madura de um trânsito mais seguro e eficaz para a sociedade”, destacou.

Parcerias

A Gerente de Educação para o Trânsito da Transcon, Adriana Ferrari, enfatizou que, sem as parcerias, trabalhos como esse não aconteceriam. Segundo ela, a ocasião foi ótima para testar sua aplicabilidade.

“Com as parcerias, conhecemos as diversas formas de desenvolver o tema segurança no trânsito de forma atrativa, interativa e lúdica para o público jovem. A parceria com a Guarda Civil de Santa Luzia para a aplicação do jogo foi uma ação piloto importante para avaliação do material, modelo de atendimento, adesão e interação dos jovens.

Outra parceria foi com a unidade Centec que, diante da proposta, prontamente viabilizou e mobilizou toda a equipe para a realização da atividade”, afirmou a gerente.

A participação dos 80 alunos da Funec Centec foi considerada positiva para que futuras ações semelhantes aconteçam nas demais escolas de Contagem. “O resultado da ação piloto foi positivo. Identificamos engajamento em todas as partes envolvidas. A ideia agora é adquirir o material adequado à realidade do nosso município e criar um fluxo de atendimento para esse público. Será mais uma iniciativa da Transcon para aumentar a conscientização de um trânsito mais humano e seguro”, contou Adriana.

Reportagem: Yuri Soares
Foto: Geraldo Tadeu
Publicação: 19/11/2019

Funec realiza etapas do Processo de Seleção dos Conselheiros Tutelares 2019

Candidatos passaram por provas e curso preparatório ministrado pela Fundação para concorrer às eleições do próximo dia 6 de outubro.

A eleição para escolha dos novos conselheiros tutelares de Contagem ocorrerá no próximo domingo (6/10) em toda a cidade. Para chegar com êxito até o pleito, os candidatos passaram por um processo seletivo realizado pela Fundação de Ensino de Contagem (Funec) em duas etapas.

A primeira etapa do Processo de Seleção dos Conselheiros Tutelares 2019 ocorreu no último dia 7 de julho com a aplicação da prova objetiva e dissertativa. Cerca de 200 candidatos fizeram o concurso.

Já a segunda etapa ocorreu entre os dias 26 de julho a 1º de agosto com a realização do curso preparatório pela Funec, no auditório da unidade Centec. Os temas abordados foram desde o Estatuto da Criança e Adolescente (ECA) até o Sistema de Informação para Infância e Adolescência – SIPIA, bem como as atribuições do Conselho Tutelar e noções sobre a Administração Pública, conforme previstos no edital. A Funec convidou especialistas nas diversas áreas para ministrarem o curso.

Segundo a diretora de Prestação de Serviços da Funec, Carolline Santos Cunha, o curso preparatório foi importante porque além de ser uma fase em que os candidatos tiveram acesso às atribuições da função é também uma forma de capacitá-los para a eleição. “Todos os temas abordados tiveram conteúdo de alto nível passado por profissionais experientes e bastante preparados que atuam no setor”, disse.

Após a eleição, que será executada pelo Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA) / Contagem, a quarta e última etapa será aplicada pela Funec. Ela consiste no teste psicológico a ser realizado nos dias 24 e 25 de outubro.

Conselho Tutelar

Contagem possui sete conselhos tutelares, um em cada região da cidade. Cada Conselho Tutelar é composto por cinco conselheiros, escolhidos em eleição direta, para atuar na sua região, por um período de quatro anos.

Clique Aqui para saber os locais de votação e mais informações.

Reportagem: Vanessa Trotta
Foto: Ronaldo Leandro
Publicação: 04/10/2019

Funec Centec conquista primeiro e terceiro lugares na 3ª Feira Mineira de Iniciação Científica (Femic)

Estudantes premiadas representarão Contagem com seus projetos expostos em feiras de ciências no México e em Pernambuco.

A Fundação de Ensino de Contagem (Funec), unidade Centec, alcançou duas grandes conquistas na 3ª Feira Mineira de Iniciação Científica (Femic), realizada entre os dias 14 e 16 de agosto, na cidade de Mateus Leme. O projeto Educativo Pioneiras: O Reconhecimento das Mulheres Brasileiras ficou em primeiro lugar, na área de Ciências Humanas, e o Projeto Estudo de Resíduos Sólidos Gerados a partir de Pilhas obteve o terceiro lugar na área de Ciências Exatas e da Terra.

As estudantes do Centec que foram premiadas estão em festa. Júlia Braga Marques Pereira, Vitória Bispo Umbelino, Maria Luiza Andrade Silva, orientadas pelo professor de Sociologia, Frederico Alves Lopes, ficaram em primeiro lugar com o aplicativo Pioneiras e ganharam a credencial para a Expociências Zama, que será realizada em maio de 2020, na Cidade do México. Já as alunas Fernanda Peixoto Xavier e Marina Souza Siqueira, orientadas pela professora de Químca, Girlaine de Castro Oliveira Pereira, foram selecionadas para apresentar o estudo com as pilhas, em junho de 2020 na Feira Expocete, em Pernambuco, além de ganharem bolsas de estudo do Conselho Nacional de Desenvolvimento Cientifico e Tecnológico (CNPq).

Para a vice-presidente da Funec, Raquel Parreira, a conquista é resultado do investimento que a fundação vem fazendo na área de pesquisa. “Estamos todos muito orgulhosos das alunas e dos professores. Essa premiação vem para coroar o incentivo que a Funec, com recursos próprios, mantém na área de pesquisa por meio do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica, o PIBIC Júnior. Parabéns a todos os envolvidos e que essa conquista seja mais uma motivação para continuarmos com o excelente trabalho desenvolvido.”, disse.

Para a vice-diretora do Centec e coorientadora dos projetos, Adriana de Oliveira, a iniciação científica é um marco muito importante na história da Funec. “A partir desses projetos, os estudantes puderam ter contato direto com a pesquisa, sobretudo, como fazê-la. Fico cada dia mais impressionada com a qualidade das pesquisas que são feitas nas escolas. O Centec, em especial, tem dado excelentes resultados e isso reflete na facilidade que os estudantes terão na vida acadêmica, a partir da maturidade desenvolvida com relação aos questionamentos do mundo, da sociedade e própria da ciência”, afirmou.

Educativo Pioneiras: O Reconhecimento das Mulheres Brasileiras

As estudantes do terceiro ano do Ensino Médio desenvolveram o aplicativo Pioneiras voltado ao empoderamento feminino. O modelo do app experimental foi pensando cronologicamente na luta de mulheres que se destacaram na história do Brasil e que não tiveram a devida visibilidade.

Elaborado como se fosse uma árvore, ele é fragmentado de acordo com suas partes. Nas raízes, as estudantes deram destaque às mulheres africanas e indígenas que viveram antes do ano de 1.500 até o século XVII. No tronco, estão as biografias das mulheres a partir do século XVIII que se destacaram na independência do país. Na copa da árvore são as contemporâneas do século XX e XXI na luta pelos direitos das mulheres e os frutos são todas aquelas pioneiras que, hoje, batalham para exercer esses direitos conquistados no passado. Além disso, o aplicativo contém a parte interativa de jogos, redação e perguntas aos vestibulandos.

Segundo a estudante Júlia Braga Marques Pereira, o objetivo delas também é levar a ideia do aplicativo para a comunidade em si. “Alguns estudantes do Cefet Contagem e da Funec Inconfidentes nos procuraram para desenvolver o aplicativo e estamos em busca de parcerias, já que o custo é muito alto para a criação de um app. Portanto, já temos o modelo que queremos. Ele é a nossa cara, mas também estamos aptas a participar de rodas de conversa em outras escolas, apresentar palestras e etc. Precisamos mostrar que todas as mulheres são pioneiras, devem ser empoderadas e também são fontes de inspiração”, contou.

Quanto à viagem ao México no próximo ano, elas também estão pensando em fazer um “Pioneiras” para o país. “Queremos fazer uma apresentação em espanhol, estamos nos preparando. Esse prêmio foi a realização de um sonho e podemos também empoderar mulheres de todo o mundo”, disse a estudante Vitória Bispo Umbelino. Quem deseja entrar em contato com as estudantes para parcerias ou convite de rodas de conversa pode acessar o instagram @pioneirasbr.

Estudo de Resíduos Sólidos gerados a partir de pilhas

O projeto premiado com o terceiro lugar na Femic é totalmente voltado para a questão ambiental. As estudantes do curso técnico de Química começaram a pesquisar sobre o reaproveitamento das pilhas descarregadas, já que seu descarte incorreto pode gerar danos ao meio ambiente. Elas conseguiram reaproveitar a parte mais tóxica das pilhas, que é um pó preto composto de manganês e zinco. Os resíduos foram transformados em permanganato de potássio e sulfato de zinco que podem ser usados em laboratórios como reagentes.

Além do experimento químico, elas fizeram uma campanha voltada para a Educação Ambiental no próprio Centec, conscientizando os alunos sobre o descarte correto das pilhas, nos coletores próprios feitos por elas. Muitas pessoas jogam as pilhas no lixo simplesmente por desconhecerem o fato de que esse material precisa ser descartado corretamente sem gerar prejuízos ao solo e ao meio ambiente em geral.

Segundo a professora de Química do Centec, Girlaine de Castro, os componentes reaproveitados têm diversas aplicações na indústria e as empresas de reciclagem também podem produzi-los. “Todo o projeto tem uma importância muito significativa para a questão ambiental. Estou muito orgulhosa das estudantes. Com a premiação que receberam tive a sensação de missão cumprida em relação a esse projeto. Fico muito feliz em poder contribuir com o meu conhecimento para orientá-las”, disse.

Reportagem: Vanessa Trotta
Foto: Paulo Pereira
Publicação: 27/08/2019

Funec-Centec realiza a abertura do IX Seminário do PIBIC-JR

O auditório esteve lotado para as apresentações dos projetos científicos.

Desde a última quarta-feira (14/8), a Fundação de Ensino de Contagem (Funec), unidade Centec, por meio dos estudantes, professores e convidados estão apresentando diversos temas relacionados à pesquisa. Dessa forma, ocorreu a abertura do IX Seminário do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica Júnior (PIBIC-JR), por meio do II Seminário de Projetos Acadêmicos.

O auditório ficou lotado pelos estudantes dos cursos de Análises Clínicas, Farmácia e Química. Além dos professores, palestrantes e convidados que participaram da cerimônia de abertura. No total, serão quatro dias de programação com 70 temas que vão abordar todas as disciplinas da grade curricular. “O PIBIC vem para coroar o que há de melhor em produção científica. É um diferencial no Ensino Médio, pois são reconhecidos projetos, por meio da comunidade acadêmica e órgãos de fomento à pesquisa”, enfatiza a vice-presidente da Funec, Raquel Parreira Reis Carvalho.

Durante a abertura do PIBIC, o projeto do professor Paulo Henrique Rodrigues, junto com os estudantes Gabriel Keven e Pedro Henrique Vasconcelos, ambos da unidade Riacho, do Curso Técnico de Informática, abordaram o projeto de um software de gestão de bibliotecas para a Funec. “O projeto vai ajudar com o impacto positivo para toda a rede da escola. Conseguimos também apresentar esse nosso projeto fora do país, o que foi uma realização de um sonho”, destaca Paulo.

O projeto desenvolvido na unidade Riacho esteve no Encontro Latinoamericano de Projetos Produtivos, Ciência, Tecnologia e Inovação com o objetivo de impulsionar a integração educativo-cultural dos jovens latino-americanos por meio do compartilhamento de experiências próprias desenvolvidas em suas escolas com foco no empreendedorismo e inovação. Portanto, fizeram a abertura do Seminário na unidade Centec.

Reportagem: Leonardo Melo
Foto: Elias Ramos
Publicação: 15/08/2019

Estudantes da Funec fazem aplicativo voltado ao empoderamento feminino histórico

Cinco estudantes do Centec visitaram o Centro de Referência da Juventude em Belo Horizonte.

No último sábado (6/7), a Fundação de Ensino de Contagem (Funec), unidade Centec, participou das celebrações do Dia Nacional da Ciência que promoveu atividades públicas e gratuitas sobre tecnologia e inovação, no Centro de Referência da Juventude (CRJ), em Belo Horizonte.

Foram selecionadas mais de 80 propostas, que incluem apresentações de robótica, palestras sobre fake news e impressão em 3D. Houve também palestras, oficinas, lançamentos de livros, exposições, apresentações musicais e teatrais. As estudantes do turno da noite do Ensino Médio do Centec, Ana Raquel Mendes, Júlia Braga Marques, Maria Luiza Andrade, Mikaele Duarte e Vitória Bispo estiveram no dia das apresentações.

Durante o evento, organizado pela Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC) e Universidade Federal Minas Gerais (UFMG), as estudantes do Centec apresentaram um aplicativo criado por elas sobre o reconhecimento das mulheres brasileiras. O projeto teve o nome de “Educativo Pioneiras” que abordou histórias de mulheres brasileiras que marcaram ações de extrema importância no país. O aplicativo foi feito para mostrar a biografia e o que elas contribuíram de forma significativa, além claro, falar de empoderamento feminino na sociedade.

“Em nosso meio acadêmico vemos pouco material sobre as mulheres que fizeram muito por nosso país. O nosso aplicativo é para trazer mais visibilidade a elas”, destaca a estudante, Ana Raquel Mendes.

Na opinião de Vitória Bispo, evidenciar as mulheres brasileiras que marcaram a história do país é trazer a informação conforme está descrito na Constituição Federal. “A informação é pública. Levar os nomes de Dandara dos Palmares e Anita Garibaldi é filtrar informações de maneira gratuita para todos estudarem e trazer empoderamento as mulheres”, finaliza.

O evento também contou com a participação da Universidade do Estado de Minas Gerais (Uemg), do Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais (Cefet-MG), da Fiocruz Minas, da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (Fapemig), do CRJ-BH, da Fundação Ezequiel Dias (Funed), do Espaço do Conhecimento UFMG e da Santa Casa de Belo Horizonte.

Reportagem: Leonardo Melo
Foto: Geraldo Tadeu
Publicação: 10/07/2019

Estudantes da Funec-Centec apresentam projetos em Simpósio

O auditório também esteve lotado durante os bate-bapos com professores de universidades federais.

A Fundação de Ensino de Contagem (Funec), unidade Centec, realizou um Simpósio de Química na semana passada para todos os estudantes do prédio da Regional Sede. Durante os dias, aconteceram mostras de trabalho, palestras e comemoração aos 150 anos da criação da Tabela Periódica.

Nos corredores da escola era possível ver projetos para lá de interessantes. A aluna do subsequente de Química, Tatiana Zanon Mingote, junto com o seu grupo criaram copos comestíveis a base de algas marinhas (agar agar). A ideia é mostrar novos meios de uso e preservação do Meio Ambiente.

Segundo dados divulgados pela ONU, 80% de todo o lixo marinho é composto por plástico e a estimativa é que em 2050 a quantidade de plásticos na água supere a de peixes. Preocupados com esse dado alarmante, o grupo de estudantes, elaborou o projeto que visa cuidar do Meio Ambiente e também da saúde. Uma vez que os copos de algas podem ser ingeridos e a longevidade deles é de até 30 dias dentro da geladeira.

“Elaboramos um projeto que fosse a contramão dos serviços ofertados pelas empresas no âmbito mundial. O nosso material pode ou não transferir o sabor para o líquido, mas tudo é saudável, não há poluição e o custo benefício é muito abaixo do existente”, explica Tatiana Mingote.

Além do experimento com algas (agar agar), outros grupos abusaram da criatividade nos corredores do Centec. O auditório também esteve lotado para os workshops de ex-alunos e profissionais das Universidades Federais do Estado. “Tudo maravilhoso. Celebrarmos os feitos que a Química fez durante a história da humanidade é de abrilhantar os olhos e é sempre bom estar no Centec para conhecer os projetos e ações dos professores e estudantes”, enfatiza a vice-presidente da Funec, Raquel Parreira.

Quem também ficou bastante satisfeita foi a presidente da Funec, Sueli Baliza, que visitou as instalações do prédio e ficou maravilhada com as apresentações sobre a importância da Química na sociedade, no auditório. “Fiquei muito satisfeita em ver o auditório cheio e mais ainda em ver o cuidado que a direção tem com os estudantes. Considero o Centec referência nos cursos técnicos em Contagem e vejo com bons olhos todos os simpósios que exaltem o ensino”, finalizou.

Reportagem: Leonardo Melo
Fotos: Geraldo Tadeu
Publicação: 25/06/2019

Estudantes da Funec – Centec enviam poemas de solidariedade à Escola Raul Brasil, em Suzano (SP)

Os poemas ficarão expostos no pátio da escola e poderão ser vistos até o final da primeira quinzena desse mês de abril.

Sensibilizados com o ataque à Escola Raul Brasil, na cidade de Suzano (SP), que ocorreu no dia 13 março, deixando 10 mortos e 11 feridos, os alunos dos cursos de Farmácia, Química e Análises Clínicas, da Funec – unidade Centec decidiram criar poemas em solidadriedade aos alunos, funcionários, familiares e amigos das vítimas da Escola Raul Brasil.

“Foi uma forma de exercermos nossa empatia para com as pessoas envolvidas nesse triste ato. Poder ajudá-los mesmo que de longe, levando nossas palavras de compaixão nos deixou felizes”, destacou a estudante, Débora Paula Guerra.

Orientados pela professora de Relações Interpessoais e Ética, Neusa Aparecida, os estudantes criaram oito poemas, que foram enviados na última semana para a Escola Raul Brasil. “Indiferente do curso que eu esteja ministrando, a minha preocupação maior é com a formação humana. Foi emocionante orientá-los na criação desses poemas. Enviamos para a escola Raul Brasil, espero que eles”, destacou a professora.

O estudante Gabriel Corrêa destacou a importância do apoio, mesmo que estando longe. “Foi uma iniciativa importante de enviar nosso apoio às pessoas envolvidas nesse ataque a escola de Suzano, nós também sentimos a dor deles, e por meio desses poemas esperamos que eles possam sentir nossa empatia e compaixão. Que eles não se sintam sozinhos”.

Os poemas ficarão expostos no pátio da escola Centec, e poderão ser vistos até o final da primeira quinzena desse mês de abril.

Funec – Centec

A Fundação de Ensino de Contagem (Funec), unidade Centec, localizada na Rua Bernardo Monteiro, 20, Centro, completou 37 anos no último dia 31 de março. A instituição que atualmente atende mais de 400 estudantes se destaca na qualidade do ensino ofertada e por já ter formado diversos profissionais para o mercado de trabalho.

“O Centec está há 37 anos prestando o serviço na área da educação para a população de Contagem, formando técnicos para o mercado de trabalho ao longo desse tempo”, destacou o diretor da unidade, José Antônio Pereira Filho.

Reportagem: Nelson Augusto
Foto: Geraldo Tadeu 
Publicação: 02/04/2019

Estudantes de Química da Funec, unidade Centec, participam de aula prática sobre fermentação de ácido lático.

Estudantes promovem workshop sobre a qualidade da água

Alunos do 3º ano da Funec Centec desenvolveram projetos e ações sobre os recursos hídricos.

A Fundação de Ensino de Contagem (Funec), unidade Centec, promoveu em suas dependências o 1º Workshop de Tratamento das Águas, elaborado pelos alunos do 3º ano do curso técnico de Química.

O evento organizado pelas professoras Girlaine Castro e Kênia Lea serviu para mostrar os cuidados e deveres que devemos ter com a água. Os alunos preparam experimentos de coletas e fizeram maquetes de estações de tratamento para exemplificar como acontece o processo. “Os projetos deram a oportunidade única de aplicar os conteúdos estudados durante o ano”, ressalta a estudante de química, Maria Júlia

O workshop foi importante para agregar valor e conhecimento para os alunos que participaram, especialmente para aqueles que construíram as maquetes, pois é uma forma de aprendizagem baseado no fazer e o cuidar que devemos ter com a água do planeta. “A postura profissional e a qualidade técnica, reafirmam que os alunos estão prontos para uma brilhante atuação no mercado de trabalho, tendo em vista o que foi produzido”, afirma a professora Kênia Lea.

Diversos projetos chamaram a atenção, mas o que despertou maior curiosidade entre os presentes foi o de Controle e Qualidade da Água da Lagoa da Pampulha, feito e analisado pelos alunos. Foram feitos testes físico-químicos para o controle de propriedades. “Todos os projetos foram avaliados de maneira positiva e acredito que possamos desenvolver novas tecnologias para o uso e cuidado da água”, finalizou a professora Girlaine Castro.

Reportagem: Leonardo Melo
Fotos: Divulgação
Publicação: 04/01/2018

Estudantes apresentam projetos de iniciação científica na Funec Centec

Cerca de 60 projetos expostos e debatidos no auditório da instituição.

Foram iniciadas na Fundação de Ensino de Contagem (Funec), unidade Centec, as apresentações do VII Seminário do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica Júnior (PIBIC-JR). Os estudantes fizeram apresentações com diversos temas relacionados à pesquisa.

Os estudantes dos 2º e 3º anos levaram para as apresentações cerca de 60 projetos. Desses, metade correspondem aos títulos elaborados por ex-alunos que começaram no ano passado e que farão a entrega final nos próximos dias. Já os demais projetos, foram iniciados nesse ano e serão finalizados em março de 2018.

Cada estudante teve cerca de 12 meses para elaborar o projeto sobre um tema com bases na fundamentação teórica vigente e artigos científicos. Todo pré-projeto deve haver introdução, objetivos, metodologias, justificativas e resultados. Os autores de cada projeto receberam, por mês, uma bolsa no valor de R$ 150,00 para ser revertido em conteúdo de estudo.

O PIBIC-JR, visa contribuir para o desenvolvimento do estudo e da pesquisa no país. A iniciativa engloba projetos de todas as áreas do conhecimento. Somente alunos regularmente matriculados no ensino médio, técnico integrado ao médio e ensino técnico podem se inscrever. “O projeto é uma dedicação para se ter um diferencial no mercado de trabalho”, enfatizou a professora, Adriana Vasconcelos.

As estudantes de 16 anos, do curso Técnico de Química, Mariana Siqueira e Fernanda Peixoto, apresentaram um estudo sobre os resíduos gerados a partir de pilhas e baterias. “Vamos fazer um artigo e torcer por sua publicação. É sempre bom trabalhar com a pesquisa e incentivar os colegas a desenvolver projetos”, afirmou Fernanda Peixoto.

Para Mariana Siqueira, o PIBIC-JR é excelente para os alunos da rede municipal, pois da base aos estudantes que vão ingressar na faculdade e também no mercado de trabalho. “Com base no projeto, queremos fazer um programa de conscientização e aperfeiçoá-lo ainda mais. Penso que iniciativas assim revelam grandes pesquisadores e hoje o nosso país precisa sanar essa demanda”, finalizou.

Edital

A Funec tornou público o edital para seleção de projetos estabelecidos ao PIBIC-JR, para o biênio de 2018/2019 (CLIQUE AQUI). Cada aluno selecionado, no limite de 30 vagas, receberá bolsa no valor fixo de R$150,00 com vigência por 12 meses.

As atividades por etapas, são de responsabilidade da Comissão Especial de Iniciação Científica da Funec. O processo seletivo será de 1º a 08 de dezembro de 2017.

Para mais informações, os alunos devem procurar a sede administrativa da Funec, na avenida João César de Oliveira, nº 2415, Eldorado, das 8h às 17h, ou pelo telefone 3391-7675.

Os resultados das inscrições serão publicados no dia 15 de dezembro.

Reportagem e foto: Leonardo Melo