Posts com a Tag ‘Fórum’

Novos mecanismos digitais para modernizar o ensino

Feira educacional, em São Paulo, apresentou ferramentas para melhorar a qualidade do sistema educacional

O Secretário Municipal de Educação, Joaquim Antônio Gonçalves, participou do Bett Educar, um dos maiores congressos da América Latina com o foco em educação. O evento, realizado em São Paulo, teve o objetivo de apresentar mecanismos digitais para as escolas públicas e privadas.

Foram três dias de visitas a estandes e conversas com empresas ligadas ao meio educacional. Durante a feira, o secretário pôde conhecer as ferramentas tecnológicas que auxiliam os professores em sala de aula e educadores do setor administrativo. O uso de programas de computadores aliado às disciplinas foi um dos destaques.

A participação também serviu como forma de conhecer as escolas-modelo da Google e Microsoft. A parceria entre as empresas de tecnologias e as instituições desencadeou um método de ensino para estimular o aprendizado. No formato, as salas tradicionais são transformadas em ambientes mais informais e coloridos. Os computadores dividem espaços com livros e cadernos. Os conceitos de trabalho em grupo e interação fazem parte da metodologia.

A intenção da visita foi buscar ideias para continuar modernizando e aprimorando o sistema de ensino de Contagem. Atualmente a Seduc implanta novas diretrizes como alinhamento da grade curricular, capacitação de educadores, reorganização de projetos extracurriculares. “Saímos com grandes ideias. A utilização das tecnologias vai além da compra de equipamentos. É necessário preparar a forma de aliar as ferramentas ao processo pedagógico”, explicou Joaquim.

Reportagem: Júlio César Santos
Fotos: Equipe Seduc

Contagem é destaque em fórum internacional da ONU

Projeto educacional serviu como modelo em meta de desenvolvimento humano

Foram quatro dias de debates sobre formas de tonar as cidades sustentáveis e promover políticas públicas que garantam a aprendizagem ao longo da vida, dentro e fora da escola. Delegações de países latino-americanos, dos continentes europeu e asiático, se reuniram na argentina para discutir formas e metas de desenvolvimento de aprendizagem.

Contagem apresentou o projeto “Articulador Comunitário”, que tem o objetivo de melhorar os índices de aprendizagem de estudantes expostos a vulnerabilidades sociais. O trabalho chamou a atenção dos participantes. “O  projeto vai além de uma ação. Temos compromisso com o desenvolvimento dos nossos estudantes. Representantes do Caribe ficaram interessados na nossa forma de atuação”, enfatizou Claudia Caldeira, secretária adjunta de educação.

A proposta da ONU é que todas as cidades participantes criem diretrizes que ofertem uma educação de qualidade com o estabelecimento de metas e indicadores de aprendizagem, monitoramento e qualificação dos processos educativos. Além disso, os municípios devem ficar atentos às ações sustentáveis que determinarão um rumo para acabar com a pobreza, promover a prosperidade e o bem-estar, além de proteger o meio ambiente.

As metas levantadas no fórum não param por aí. As cidades precisam incorporar a comunidade nos processos educativos como forma de superar o desemprego e promover a geração de renda, além de promover o desenvolvimento de profissionais ligados à educação.

Ao final das oficinas, as delegações estabeleceram uma agenda com sugestões para que as cidades comecem a implementar as ações. As propostas implementadas serão apresentadas no próximo encontro, que será realizado em setembro na Irlanda.

Reportagem: Júlio César Santos
Fotos: Divulgação

Projeto educacional é apresentado em Fórum da ONU

Representantes da prefeitura de Contagem estão na Argentina apresentando a ação do município

Contagem e outras três cidades (São Paulo, Sorocaba e Júlio Borges) representam o Brasil no Encontro de Cidades Sustentáveis da América Latina e Caribe. O fórum promovido pela Organização das Nações Unidas – ONU é realizado na cidade de Villa Maria na Argentina. Durante quatro dias, delegações de países latino-americanos, dos continentes asiático e europeu vão discutir formas de valorização da educação e desenvolvimento sustentável.

Contagem apresenta o projeto que garantiu o título de cidade aprendizagem. A ação implantada no município tem o objetivo de melhorar os índices de aprendizagem de estudantes expostos a vulnerabilidades sociais. As famílias desses alunos recebem a visita de articuladores comunitários que buscam alternativas para promover uma melhor qualidade de vida aos estudantes.

Além do projeto, a Secretaria Municipal de Educação expõe as ações e metas educacionais do município para a educação nos próximos quatro anos. “Traçamos diretrizes que garantam uma educação de qualidade para todos os estudantes e estamos buscando isso com o foco de que todos aprendam na idade certa”, destacou Cláudia Caldeira, secretária adjunta de educação.

Os participantes do fórum, também discutem sobre as 17 ações sustentáveis propostas pela ONU. São temas que determinarão um rumo para acabar com a pobreza, promover a prosperidade e o bem-estar, proteger o meio ambiente e enfrentar as mudanças climáticas. O fórum começou no dia 25 e vai até o dia 28 de abril.

Reportagem: Júlio César Santos
Fotos: Divulgação

Alunos da Funec recebem convite para apresentar projeto em Londres

Pesquisa desenvolvida em Contagem será mostrada para estudantes de 65 países

Os alunos da Fundação de Ensino de Contagem (Funec-Centec) receberam um convite para apresentar um projeto na “London International Youth Science Forum”, um dos fóruns de ciências mais importantes da Europa. O projeto de pesquisa intitulado “Prevalência de infecções urinárias em idosos em locais de longa permanência” foi desenvolvido por quatro alunos do curso de análises clínicas: Bárbara Oliveira, Harrison Rocha, Mauro Silva, Taynara Souza.

A pesquisa ganhou destaque internacional depois de receber o prêmio de primeiro lugar na Feira Brasileira dos Colégios de Aplicação e Escolas Técnicas (Febrat), que reúne estudantes de todo o Brasil. “Foi uma grata surpresa sermos selecionados. Competimos com estudantes de diversos estados e não tínhamos a pretensão de sermos os melhores”, relatou Bárbara.

O “London International Youth Science Forum” será realizado entre os dias 26 de julho e 9 de agosto em Londres, na Inglaterra. Os alunos terão que apresentar o trabalho para outros estudantes de 65 países. Durante os 15 dias, eles também participarão de palestras, conferências, debates, workshops, visitas a centros de pesquisas, museus e pontos turísticos da capital.

O fórum acontece no Imperial College London, universidade de base científica, reconhecida internacionalmente pela excelência em ensino e pesquisa. Mauro Silva, 17 anos, um das responsáveis pelo projeto, não vê a hora de se apresentar na Inglaterra. Ele, que mostrou a mesma pesquisa para estudantes brasileiros na feira nacional, terá o desafio de repetir tudo, só que em inglês. “O frio na barriga é inevitável. A preparação já começou e requer muito esforço e dedicação. Estamos confiantes que vamos transmitir conhecimento e fazer com que tema seja discutido em diversas nações”, salientou Mauro.

Segundo o coordenador de bolsas de iniciação científica da Funec, Rodrigo Lobbo, dar a oportunidade aos alunos de participarem do evento é uma forma de contribuir para o enriquecimento científico da cidade. “Ter acesso às ideias de pesquisadores de todo o mundo e trocar experiências com estudantes de diversos continentes vão ampliar a visão de nossos alunos.Consequentemente, eles irão absorver metodologias que poderão ser aplicadas em nossas pesquisas e laboratórios”, afirmou Lobbo.

O PROJETO VENCEDOR

Durante três meses, os quatro estudantes do curso de análises clínicas da Funec-Centec e o orientador Jefferson Rodrigues, monitoraram 15 idosos de um asilo de Contagem. O objetivo foi avaliar se a incidência de infecção urinária em idosos que vivem em abrigos era grande. Foram coletadas amostras que foram submetidas a exames laboratoriais.

O estudo apontou que a prevalência de infecção urinária era bastante representativa. “Um dos fatores se deve ao tempo em que os idosos ficam deitados ou sentados. A higienização incorreta também aumenta a probabilidade de infecções”, afirmou Jefferson.

Com base na pesquisa, o orientador e grupo de alunos ministraram palestras aos cuidadores e funcionários do asilo. Os idosos também foram encaminhados para tratamentos. A iniciativa serviu para minimizar o histórico da doença e, consequentemente, proporcionar uma melhor qualidade de vida aos internos.

LONDON INTERNATIONAL YOUTH SCIENCE FORUM

O “London International Youth Science Forum” é o maior fórum científico juvenil organizado no planeta. Foi idealizado em 1959 pelo Imperial College, que está entre as três melhores universidades do Reino Unido. Todos os anos são reunidos 450 estudantes de mais de 65 países de todos os continentes para refletir sobre a ciência. O tema para 2017 será: “Science – Making Life Better” (Ciências: Construindo uma vida melhor). As palestras abordarão os aspectos das descobertas científicas. Um dos momentos mais importantes da programação é a noite de apresentação de projetos. Os participantes ocupam o lugar dos palestrantes convidados e dissertam o projeto de investigação científica para os outros estudantes e também para os avaliadores do Imperial College.

Reportagem: Júlio César Santos
Fotos: Luíz Henrique Grossi