Posts com a Tag ‘estudantes’

Inscrições abertas para a Colônia de Férias nos Educartes de Contagem

As atividades começam no dia 15 e vão até o dia 19 de julho.

Durante o recesso escolar, os Educartes Estação do Saber, Industrial e Lucas Braga vão realizar uma colônia de férias para crianças e adolescentes da região. O objetivo é proporcionar diversão e interação social entre os participantes. As atividades começam no dia 15 e vão até o dia 19 de julho.

Serão diversas atividades: gincanas, campeonatos esportivos, brincadeiras, jogos, pintura, teatro, dança, atividades circenses, construção de instrumentos musicais.

Podem participar moradores da região que têm entre 6 e 15 anos. As inscrições são gratuitas e ocorrem nos dias 10 a 12/7 de julho. Os pais ou responsáveis precisam levar documento oficial deles e do participante. As vagas são limitadas.

Confira abaixo os locais onde realizar as inscrições.

Educarte Industrial:
Rua Ozório de Morais, nº 957
Bairro Inconfidentes
Telefone: 3363-5224

Educarte Lucas Braga:
Rua Frei Tito Frankort, s/nº
Bairro Funcionários
Telefone: 3352-5470

Educarte Estação do Saber:
Rua Carlos Vitorino de Sá, 920
Bairro Bela Vista
Telefone: 3352-5217

Reportagem: Leonardo Melo
Arte: Renata Coura
Publicação: 10/07/2019

Estudantes da Funec fazem aplicativo voltado ao empoderamento feminino histórico

Cinco estudantes do Centec visitaram o Centro de Referência da Juventude em Belo Horizonte.

No último sábado (6/7), a Fundação de Ensino de Contagem (Funec), unidade Centec, participou das celebrações do Dia Nacional da Ciência que promoveu atividades públicas e gratuitas sobre tecnologia e inovação, no Centro de Referência da Juventude (CRJ), em Belo Horizonte.

Foram selecionadas mais de 80 propostas, que incluem apresentações de robótica, palestras sobre fake news e impressão em 3D. Houve também palestras, oficinas, lançamentos de livros, exposições, apresentações musicais e teatrais. As estudantes do turno da noite do Ensino Médio do Centec, Ana Raquel Mendes, Júlia Braga Marques, Maria Luiza Andrade, Mikaele Duarte e Vitória Bispo estiveram no dia das apresentações.

Durante o evento, organizado pela Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC) e Universidade Federal Minas Gerais (UFMG), as estudantes do Centec apresentaram um aplicativo criado por elas sobre o reconhecimento das mulheres brasileiras. O projeto teve o nome de “Educativo Pioneiras” que abordou histórias de mulheres brasileiras que marcaram ações de extrema importância no país. O aplicativo foi feito para mostrar a biografia e o que elas contribuíram de forma significativa, além claro, falar de empoderamento feminino na sociedade.

“Em nosso meio acadêmico vemos pouco material sobre as mulheres que fizeram muito por nosso país. O nosso aplicativo é para trazer mais visibilidade a elas”, destaca a estudante, Ana Raquel Mendes.

Na opinião de Vitória Bispo, evidenciar as mulheres brasileiras que marcaram a história do país é trazer a informação conforme está descrito na Constituição Federal. “A informação é pública. Levar os nomes de Dandara dos Palmares e Anita Garibaldi é filtrar informações de maneira gratuita para todos estudarem e trazer empoderamento as mulheres”, finaliza.

O evento também contou com a participação da Universidade do Estado de Minas Gerais (Uemg), do Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais (Cefet-MG), da Fiocruz Minas, da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (Fapemig), do CRJ-BH, da Fundação Ezequiel Dias (Funed), do Espaço do Conhecimento UFMG e da Santa Casa de Belo Horizonte.

Reportagem: Leonardo Melo
Foto: Geraldo Tadeu
Publicação: 10/07/2019

Chargista Duke visita Funec-Centec para bate-papo descontraído

A ação contou com a participação da professora de Filosofia que tem aplicado debates políticos em sala de aula.

As turmas dos primeiros e segundos anos do Ensino Médio da Funec-Centec estiveram em mais uma atividade com debate político mas bem descontraído, promovido pela professora de Filosofia, Neusa Resende. Para isso, o convidado e chargista, Eduardo dos Reis Evangelista, o Duke, falou da motivação em trabalhar nos veículos de comunicação e respondeu às perguntas do público no auditório.

Por ser o gancho de outros projetos paralelos que visavam o lado crítico e observador de cada estudante, a professora pediu que os alunos levassem cartolinas e as dividissem em duas. De um lado estava escrito “O Brasil que Temos” e do outro “O Brasil que Queremos”. As atividades foram trabalhadas para que os estudantes lessem jornais e fossem atrás de charges que mostrassem o contexto atual vivido no país.

“Esse trabalho fazemos há mais de 15 anos. Quero que cada estudante saia do Ensino Médio com formação crítica e humana. Sabemos dos desafios em nossa sociedade e queremos que eles possam desde cedo explanar os sentimentos e pôr em prática as mudanças que devam existir para o bem comum da sociedade brasileira”, destaca a professora Neusa.

Durante a conversa com o Duke, ele foi bem enfático ao falar sobre como a comunicação é ampla e como o seu trabalho visa dar opinião aos momentos atuais que o país tem passado. “A charge retrata de assuntos factuais. Você precisa entender do fato para poder desenvolver um desenho com cores onde se aborda situações cotidianas que vão além do nosso imaginário”, explica Duke.

Por fim, a professora Neusa destacou que a escola fará uma campanha de arrecadação para que haja o desapego entre os próprios estudantes. Essa ação é inédita para que todos possam trocar livros, roupas, diversos objetos com os colegas de sala. Os profissionais também do Centec também foram convidados.

Reportagem: Leonardo Melo
Fotos: Geraldo Tadeu
Publicação: 09/07/2019

Prazo para o Cadastro Escolar 2020 vai até o dia 12 de julho

Pais ou responsáveis tem até a próxima semana para fazer o cadastramento das crianças que vão ingressar na Rede Municipal de Ensino de Contagem.

Os pais ou responsáveis pelas crianças que irão ingressar na Educação Infantil ou no Ensino Fundamental no próximo ano devem ficar atentos ao prazo do Cadastro Escolar 2020. Todos têm até o dia 12 de julho (sexta-feira) para fazer a inscrição, essa data não será prorrogada. Para ingressar na Rede Municipal de Ensino de Contagem só poderão ser inscritas crianças cujos responsáveis residam no município de Contagem.

Para o Ensino Fundamental, podem ser inscritas crianças com 6 anos ou que vão completar essa idade até 31 de março de 2020. O cadastro para o Ensino Fundamental deve ser feito pela internet (CLIQUE AQUI). Os pais ou responsáveis que não possuem acesso à internet devem procurar as escolas municipais ou Unidades Municipais de Educação Infantil (Umeis) para garantir o cadastro dos estudantes.

Para a Educação Infantil, devem realizar o cadastro pais ou responsáveis de crianças na faixa etária de 1 a 5 anos que vão ingressar na Educação Infantil, nascidas a partir do dia 1/4/2014 até o dia 31/3/2019. As inscrições serão realizadas em todas as escolas municipais, anexos e Unidades de Educação Infantil (Umeis).

Novos critérios para a Educação Infantil

As crianças de 4 e 5 anos terão vaga assegurada na Rede Municipal de Educação de Contagem, de acordo com a legislação.

Para as crianças de 1 a 3 anos, a matrícula é compulsória somente nos casos de crianças com deficiência; criança sob medida de proteção; criança filha de adolescente, cumprindo medida socioeducativa; ou criança abrigada. Para a realização de matrícula, é exigida a comprovação.

Neste ano, o diferencial no cadastro escolar das crianças de 1 a 3 anos é que 50% das vagas serão destinadas a famílias definidas como vulneráveis, por meio da comprovação de critérios, divididos por pontuação. A outra metade dessas vagas será definida por meio de sorteio público, do qual participarão todas as crianças inscritas e não contempladas pelos critérios anteriores.

Informações e documentação necessária

Para conferir a documentação necessária ou ter mais informações sobre o cadastro da Educação Infantil clique AQUI. Já para o Ensino Fundamental clique AQUI.

Informações também pelos telefones: 3352-5858 / 3352-5417.

Reportagem: Vanessa Trotta
Arte: Renata Coura
Publicação: 04/07/2019

“Cine e Cultura” desembarca na Escola Eli Horta Costa para conscientizar os alunos sobre a preservação ambiental

Ônibus itinerante ofereceu sessões de cinema, workshops e apresentações teatrais com abordagens lúdicas a 25 estudantes.

Para conscientizar crianças e adolescentes sobre a preservação do meio ambiente, consumo e trânsito conscientes, reciclagem e alimentação saudável, o projeto itinerante “Cine e Cultura” passou por Contagem de 26 a 28 de junho. Houve sessões de cinema, workshops e apresentações teatrais com abordagens lúdicas. Vinte e cinco alunos da Escola Municipal Eli Horta Costa, no Centro da cidade, participaram de oficina de cinema para o aprendizado em noções básicas e técnicas de filmagem. O resultado foi a produção de três curtas-metragens como trabalho de conclusão, com certificados entregues aos participantes.

“Nosso objetivo é provocar a reflexão em crianças e jovens sobre as atitudes pessoais e de terceiros. Esta passagem pelas escolas é muito importante, pois os estudantes têm demonstrado vínculo com o projeto ao executar os trabalhos. A meta é multiplicar os agentes de conscientização e o melhor público está dentro das escolas”, destaca a coordenadora do “Cine e Cultura”, Grazi Sanches.

Para a diretora da Eli Horta Costa, Márcia Rocha, o projeto contribui com as propostas trabalhadas na escola. “É muito importante fazer da escola um espaço de movimento. Este projeto atende diretamente os trabalhos que desenvolvemos com nossos alunos. Levar conscientização e formação da cidadania para crianças e adolescentes contribui com o processo pedagógico e auxilia na execução das atividades escolares”.

Com média de uma hora de duração, a programação inclui uma peça de teatro e projeção de curtas-metragens. Ao final de cada sessão, são promovidos workshops sobre os temas apresentados. As crianças também ganham pipoca, livreto com informações e filipeta como marcador de página. O cinema inflável tem 15 metros de comprimento por quatro de altura, projetor, áudio e almofadas para acomodação dos alunos.

O projeto “Cine e Cultura” tem patrocínio do Atacadão, por meio da Lei de Incentivo à Cultura, e é promovido pelo Instituto Eco Ambiental e Social (Ieas) e Secretaria Especial da Cultura e Ministério da Cidadania, com parceria da Secretaria Municipal de Educação. Além da Eli Horta Costa, foram contempladas nesta fase as escolas municipais Carlos Drummond de Andrade (Riacho) e Otacir Nunes dos Santos (Funcionários).

O Ieas é uma organização de sociedade civil de interesse público (Oscip) sem fins lucrativos, com foco na preservação e conservação do meio ambiente e promoção do desenvolvimento sustentável.

Reportagem: Marcelo Grillo
Fotos: Newton de Castro Resende
Publicação: 04/07/2019

Cadastro Escolar 2020 do Ensino Fundamental vai até o dia 12 de julho

Podem ser inscritas crianças com 6 anos ou que vão completar essa idade até 31 de março de 2020.

O Cadastro Escolar 2020 do Ensino Fundamental começou nesta segunda-feira (1/7) e vai até o dia 12 de julho. Ele é imprescindível para garantir a vaga do estudante em uma escola próxima de sua residência. Podem ser inscritas crianças com 6 anos ou que vão completar essa idade até 31 de março de 2020.

Para ingressar na Rede Municipal de Ensino de Contagem só poderão ser inscritas crianças cujos responsáveis residam no município de Contagem.

O cadastro para o Ensino Fundamental deve ser feito pela internet (clique aqui). Os pais ou responsáveis que não possuem acesso à internet devem procurar as escolas municipais ou Unidades Municipais de Educação Infantil (Umeis) para garantir o cadastro dos estudantes.

Para a secretária municipal de Educação, Sueli Baliza, é importante que as famílias observem o prazo para o cadastro escolar, que não é prorrogável, para que elas não percam o momento certo de inscrever suas crianças nas escolas. “O cadastro é feito em parceria com a Secretaria de Estado de Educação, portanto, é um trabalho conjugado. É necessário que as famílias observem todos os critérios, já que o processo foi facilitado podendo ser feito pela internet de qualquer computador, tablet ou celular. Estamos à disposição para esclarecer qualquer dúvida que haja nesse sentido”, disse.

Direito de Continuidade

As crianças candidatas à vaga nos demais anos ou ciclos do Ensino Fundamental que desejam ingressar na Rede Pública, excepcionalmente, àquelas que até o dia 10 de outubro de 2018, data da resolução do Conselho Nacional de Educação, já se encontravam matriculadas e frequentando instituições de Educação Infantil (creche ou pré-escola), legalmente autorizadas, devem ter a sua progressão assegurada, sem interrupção, mesmo que sua data de nascimento seja posterior ao dia 31 de março, considerando seus direitos de continuidade e prosseguimento sem retenção, devendo os pais ou responsáveis procurar a Comissão do Cadastro Escolar da Secretaria Municipal de Educação.

Dúvidas Frequentes

1- Como será feita a inscrição?

A inscrição será realizada no endereço disponibilizado no portal da Secretaria de Estado de Educação www.educacao.mg.gov.br

2- Quando será feita a inscrição?

No período de 1/7/2019 a 12/7/2019. NÃO HAVERÁ PRORROGAÇÃO DE PRAZO.

3- Como os pais poderão fazer a inscrição do seu filho?

Os pais e/ou responsáveis poderão fazer a inscrição acessando o portal www.educacao.mg.gov.br de qualquer computador ou dispositivos móveis com acesso à INTERNET.

4- Os pais que não tiverem acesso ao computador como farão a inscrição?

Os pais ou responsáveis que não possuem acesso à internet devem procurar as escolas municipais ou Unidades Municipais de Educação Infantil (Umeis) para garantir o cadastro dos estudantes.

5- Será cobrada taxa de inscrição?

Não será cobrada taxa. A inscrição é gratuita.

6- Quem deverá fazer a inscrição para o candidato?

A inscrição no Cadastro Escolar será realizada pelo pai, mãe ou responsável pelo candidato, que seja maior de 18 anos.

Jovens maiores de 18 (dezoito) anos poderão fazer a sua própria inscrição no Cadastro Escolar.

7- Como fico sabendo para qual escola meu filho foi encaminhado?

A Secretaria Municipal de Educação (Seduc) providenciará a publicidade do resultado do cadastramento escolar.

8- O aluno matriculado na rede pública da Educação Infantil precisa fazer o Cadastro?

O cadastro para os alunos matriculados em UMEIs poderá ser efetivado na própria unidade escolar.

9- O aluno matriculado na rede particular da Educação Infantil precisa fazer o Cadastro?

Sim. Para que o seu filho tenha uma vaga garantida no 1º ano do Ensino Fundamental na rede pública em 2020.

10- Aluno matriculado no Ensino Fundamental na rede pública precisa fazer o cadastro?

Não. Aluno matriculado em escola pública em 2019 não deverá se cadastrar. Sua vaga já está garantida, devendo apenas realizar a renovação de matrícula.

Mais informações pelo telefone: 3352-5858 / 3352-5417

Reportagem: Vanessa Trotta
Arte: Renata Coura
Publicação: 02/07/2019

Torneio de Futsal para escolas municipais revela novo Campeão de Contagem

A ação fora promovida pela Guarda Civil que contou com autoridades políticas e do esporte mineiro.

Na última sexta-feira (28/6), foram conhecidos os campeões e terceiros colocados do campeonato de futsal promovido pela Guarda Civil de Contagem. Intitulado como projeto “Bom de Bola, Bom de Escola”, as finalíssimas foram realizadas no ginásio da Escola Municipal Senador José Alencar, na Regional Petrolândia, em que também contaram com autoridades políticas e do esporte mineiro.

Tudo aconteceu bem cedinho com a arquibancada da quadra lotada por estudantes das Escolas Municipais Francisco Sales da Silva Diniz, Walter Fausto do Amaral, Vereador Jesú Milton dos Santos e Isabel Nascimento de Mattos, que logo se enfrentariam para buscar o ponto mais alto do pódio.

O título ficou nas mãos da escola Francisco Sales, que venceu a Jesú Milton por 2 a 0. Já a disputa do terceiro lugar teve os estudantes da Isabel Nascimento como destaque, após a vitória por 3 a 2, contra as turmas da Walter Fausto.

Na abertura do evento, o secretário municipal de Defesa Social, Décio Camargos, exaltou a importância da união das escolas no torneio. “Eu e minha equipe ficamos felizes por ver que o torneio foi abraçado por todos os dirigentes e alunos. Sabemos o quanto o esporte é fundamental também para o aprendizado e promoção da paz”, destaca.

A ideia da realização do torneio, por meio da Guarda Civil, foi promover um campeonato no qual estudantes entre 7 e 13 anos, das mais variadas turmas, pudessem participar e também uma ajuda na promoção do esporte coletivo dentro das escolas. “Sabemos o quanto os esportes de maneira geral engrandecem a vida do estudante. É mais uma forma de resgate social e também transformação na vida de cada aluno que pode usar do seu talento para buscar os seus sonhos”, explica a diretora da Escola Municipal Senador José Alencar, Patrícia Alves dos Santos.

Quem também marcou presença e ficou muito satisfeito com a realização do torneio, foi o presidente do América-MG, Anderson Racilan Souto. Ele enfatizou que fará uma parceria com as escolas de Contagem para a realização de um jogo entre os melhores estudantes da cidade no futsal – seleção do município, contra os jovens das categorias de base do clube, da mesma idade. “Nós nos preocupamos com a formação de cada estudante e atleta. Dessa forma, queremos um jogo festivo entre as turmas de Contagem contra os meninos da base do América e também reitero que vamos franquear ingressos para os jogos que ainda vão ocorrer no Independência nesse ano para cada estudante”, finalizou Souto.

Reportagem: Leonardo Melo
Fotos: Geraldo Tadeu
Publicação: 01/07/2019

Funec Riacho é 1º lugar do Enem 2018 pelo segundo ano consecutivo

Tradicional instituição pública de ensino de Contagem obteve a maior nota na prova objetiva entre as escolas municipais e estaduais de Minas.

A unidade Riacho da Fundação de Ensino de Contagem (Funec) obteve o 1º lugar do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), em 2018, entre todas as escolas municipais e estaduais de Minas Gerais. A tradicional instituição de ensino conquistou o topo do ranking pelo segundo ano consecutivo, na média geral, calculada com base nas notas da prova objetiva.

Em Minas, mais de 583 mil estudantes foram submetidos às 180 questões do Exame, além da redação. A Funec Riacho obteve nota 621,31 na prova objetiva. Além da reconhecida qualidade do trabalho pedagógico da Funec, com o empenho da equipe de profissionais que atuam na unidade, o sucesso se deve ao desempenho de estudantes como Cristina Almeida Diniz, de 18 anos.

Cristina fez parte da turma da unidade Riacho que alcançou o excelente resultado no Enem 2018. Ela foi aprovada no curso de Pedagogia da Universidade Estadual de Minas Gerais (Uemg) e faz estágio na área de informática da Funec. “Fiquei muito orgulhosa com o nosso resultado. Era muito cansativo ficar o dia todo estudando, mas o esforço nos deu esse retorno. A didática dos professores foi fundamental nesse processo, pois eles sempre nos fizeram acreditar e realmente tivemos uma base muito boa”, comemora.

O resultado do Enem foi divulgado pelo Ministério da Educação (MEC) na semana passada, com dados de 11.212 escolas de todo o país, sendo 49% públicas e 51% particulares. A vice-presidente da Funec, Raquel Parreira, parabenizou os estudantes, professores e dirigentes da Educação. “Estamos muito orgulhosos com o resultado da Funec Riacho. Ser destaque pelo segundo ano consecutivo só reforça a qualidade do ensino ofertado na instituição. Temos como diretrizes a promoção de uma boa educação, bem como a preparação dos estudantes para o mercado de trabalho”, disse.

A Funec Riacho oferece o curso de Informática no Ensino Médio Integrado. Os 150 estudantes têm aulas do ensino regular no período da manhã e matérias da área técnica à tarde. A diretora da unidade, Renata Almeida Silva de Lima, destaca que o segredo do sucesso está na integração da equipe. “Procuramos inserir as matérias do curso regular junto com o técnico. Estimulamos os estudos, já que os alunos passam o dia todo na unidade. Eles podem fazer monitoria e os simulados para o Enem. Estamos muito felizes e desejamos que essa seja mais uma de muitas conquistas na carreira dos nossos estudantes”, disse Renata.

Determinação

Tullio Guilherme Silva Santos cursa o 3º ano na Funec Riacho e está se preparando para o Enem. Ele quer fazer Ciências Econômicas e a meta do estudante é ingressar na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Em 2019, as provas do Enem serão nos dias 3 e 10 de novembro.

“Por ser integrado, o curso da Funec é muito pesado e difícil, mas eu tenho determinação para conciliar a escola e os estudos. Ficamos felizes por esse resultado tão bom e queremos mantê-lo. Fico tranquilo, porque sei que os nossos professores são muito preparados e nos incentivam demais”, afirma Tullio.

Outras unidades
De acordo com o MEC, outras unidades da Funec também obtiveram resultados expressivos no Enem 2018 entre as escolas públicas estaduais e municipais de Minas. A Inconfidentes ficou em 18º lugar e o Centec em 20º.

Reportagem: Vanessa Trotta
Fotos: Geraldo Tadeu
Publicação: 28/06/2019

Estudantes da Funec-Centec apresentam projetos em Simpósio

O auditório também esteve lotado durante os bate-bapos com professores de universidades federais.

A Fundação de Ensino de Contagem (Funec), unidade Centec, realizou um Simpósio de Química na semana passada para todos os estudantes do prédio da Regional Sede. Durante os dias, aconteceram mostras de trabalho, palestras e comemoração aos 150 anos da criação da Tabela Periódica.

Nos corredores da escola era possível ver projetos para lá de interessantes. A aluna do subsequente de Química, Tatiana Zanon Mingote, junto com o seu grupo criaram copos comestíveis a base de algas marinhas (agar agar). A ideia é mostrar novos meios de uso e preservação do Meio Ambiente.

Segundo dados divulgados pela ONU, 80% de todo o lixo marinho é composto por plástico e a estimativa é que em 2050 a quantidade de plásticos na água supere a de peixes. Preocupados com esse dado alarmante, o grupo de estudantes, elaborou o projeto que visa cuidar do Meio Ambiente e também da saúde. Uma vez que os copos de algas podem ser ingeridos e a longevidade deles é de até 30 dias dentro da geladeira.

“Elaboramos um projeto que fosse a contramão dos serviços ofertados pelas empresas no âmbito mundial. O nosso material pode ou não transferir o sabor para o líquido, mas tudo é saudável, não há poluição e o custo benefício é muito abaixo do existente”, explica Tatiana Mingote.

Além do experimento com algas (agar agar), outros grupos abusaram da criatividade nos corredores do Centec. O auditório também esteve lotado para os workshops de ex-alunos e profissionais das Universidades Federais do Estado. “Tudo maravilhoso. Celebrarmos os feitos que a Química fez durante a história da humanidade é de abrilhantar os olhos e é sempre bom estar no Centec para conhecer os projetos e ações dos professores e estudantes”, enfatiza a vice-presidente da Funec, Raquel Parreira.

Quem também ficou bastante satisfeita foi a presidente da Funec, Sueli Baliza, que visitou as instalações do prédio e ficou maravilhada com as apresentações sobre a importância da Química na sociedade, no auditório. “Fiquei muito satisfeita em ver o auditório cheio e mais ainda em ver o cuidado que a direção tem com os estudantes. Considero o Centec referência nos cursos técnicos em Contagem e vejo com bons olhos todos os simpósios que exaltem o ensino”, finalizou.

Reportagem: Leonardo Melo
Fotos: Geraldo Tadeu
Publicação: 25/06/2019

Estudantes da Funec Ressaca participam de bate-papo com Leon Menache

Centro Cultural promove palestra sobre o legado de Anne Frank.

Alunos do 3º ano da Fundação de Ensino de Contagem (Funec), Unidade Ressaca, participaram, na manhã de quarta-feira (12), da palestra “Liberdade, Intolerância e Totalitarismo”, ministrada por Leon Menache, sobrevivente do Holocausto. O evento faz parte do projeto Conexões e integra a exposição “Aprendendo com Anne Frank – Histórias que ensinam valores”, na galeria do Centro Cultural de Contagem. Os estudantes foram recepcionados pela coordenação da galeria de arte, pelos representantes do Núcleo Anne Frank Belo Horizonte e do Instituto Histórico Israelita Mineiro, responsáveis pela curadoria da exposição.

No dia 12 de junho de 2019, Anne Frank completaria 90 anos. Sua curta vida foi significativa e impacta, até os dias de hoje, os jovens do mundo inteiro. Isso porque durante a Segunda Guerra Mundial, ela, sua família e mais quatro judeus ficaram escondidos em um anexo secreto por 25 meses, até serem capturados pelos nazistas. Neste período de reclusão, Anne escreveu um diário em que conta o dia a dia do esconderijo, as notícias da guerra, seus medos, assim como seus sonhos, anseios, reflexões e outros escritos. O Diário de Anne Frank foi publicado pela primeira vez em 1947, e hoje é um dos livros mais lidos do mundo.

“Várias homenagens e comemorações são realizadas em todo o mundo, pela ocasião da data. O objetivo desse evento é provocar a reflexão sobre os valores humanos. Debater situações que vivemos atualmente, através dos relatos sobre a vida de Anne, e os acontecimentos que marcaram sua história. Construir um diálogo que auxilie no processo de formação e transformação da sociedade, que valorize a vida, o respeito e as relações humanas de forma geral”, ressaltou o palestrante, Leon Menache.

A coordenadora pedagógica Raquel Lacerda destacou a importância de trazer estes temas para o debate entre os jovens. “Vivemos uma realidade muito parecida em relação à desconstrução dos valores humanos. E neste sentido, é fundamental trazer à tona debates que tenham um contexto histórico e uma base fundamentada na realidade daquela época. Desta forma, conseguimos despertar nos estudantes a reflexão daquilo que devemos pautar como valores fundamentais: o respeito, a tolerância, o amor ao próximo e, principalmente, à vida. Este processo nos auxilia na construção e na formação da cidadania”, concluiu.

A atividade complementa a exposição “Aprendendo com Anne Frank – Histórias que ensinam valores”, que ocorre na galeria do Centro Cultural, aberta ao público até 28 de junho. A mostra, que faz parte do projeto Tudoaver, é uma realização da Prefeitura de Contagem, por meio da Secretaria de Cultura, Esporte e Juventude, em parceria com o Big Shopping, e foi trazida pelo Núcleo Anne Frank Belo Horizonte, em parceria do Instituto Plataforma Brasil e com apoio do Instituto Histórico Israelita Mineiro, da Federação Israelita do Estado de Minas Gerais, do Consulado dos Países Baixos e da Secretaria Municipal de Educação de Belo Horizonte.

Serviço:

APRENDENDO COM ANNE FRANK – Histórias que ensinam valores

Exposição: de 5 a 28 de junho

Galeria do Centro Cultural de Contagem – Rua Dr. Cassiano, 120, Centro

Visitação: de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h

Informações: 3352-5347

Reportagem: Marcelo Grillo
Foto: Newton de Castro Resende
Publicação: 18/06/2019