Posts com a Tag ‘Escolas’

Projeto Cidade Verde promove plantio na Umei Estrela Dalva

Objetivo é plantar 100 mil árvores até o final de 2020.

Dando continuidade às ações de plantio de mudas nas escolas municipais, a equipe de Educação Ambiental da Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad), promoveu evento, que levou arte, cultura e informações ambientais, na Unidade Municipal de Educação Infantil (Umei) Estrela Dalva, no bairro Arvoredo II.

A ação coincidiu com o aniversário de sete anos da escola e contou com a participação da comunidade. Os pais dos alunos, por exemplo, se reuniram às equipes da Semad e do Programa de Recuperação e Desenvolvimento Ambiental da Bacia da Pampulha (Propam), entidade parceira, para fazer o plantio de 11 mudas. Além disso, houve apresentação musical e cultural a cargo do arte-educador Geraldo Amâncio, do “Zé Capivara”- mascote do Propam, e oficinas de bilboquê para as crianças e de gravura e pintura utilizando material reciclável como recurso didático para os professores e comunidade.

A diretora da escola, Adriana de Cássia Marinho Santos, ficou bastante satisfeita com as atividades. “Nós da escola e toda comunidade (crianças e pais) ficamos surpreendidos com a qualidade do trabalho de nossos parceiros, e agradecemos a todos”, disse.

O evento ocorreu em dois períodos, contemplando os dois turnos da escola. Essas ações fazem parte do Projeto Cidade Verde, que pretende plantar cem mil árvores em toda a cidade até o final de 2020.

Reportagem: Túlio Andrade
Foto: Divulgação
Publicação: 15/05/2018

Escolas municipais podem se inscrever até meia noite no Prêmio Arcellor Mittal de Meio Ambiente

Lançamento oficial de programa que envolve alunos e professores será na semana que vem.

Serão encerradas à meia noite desta sexta-feira (4) as inscrições para o Prêmio Arcellor Mittal de Meio Ambiente 2018. Podem participar alunos do 1º ao 9º ano de escolas municipais. Para confirmar a participação da escola, é preciso ligar para (31) 3329-229 ou 3329-2237, informando a quantidade de alunos e professores.

Em 9 de maio será feito o lançamento oficial. O Prêmio Arcellor Mittal é um programa desenvolvidos desde 1992 para estimular a prática científica para a formação de crianças e adolescentes. Para mais informações, acesse a página do regulamento.

Reportagem: Nayara Macedo (Sob a supervisão de Leonardo Melo)
Arte: Renata Coura
Publicação: 04/05/2018

Turma do Contagito leva história da cidade às redes sociais

Os resultados alcançados no último semestre motivaram a implementar o projeto na web pela equipe da Fundac.

A Prefeitura de Contagem, por meio da Fundação de Cultura (Fundac), lança nesta semana, a página oficial da Turma do Contagito nas redes sociais. O objetivo é levar ao grande público, informações e conhecimento sobre o patrimônio histórico e cultural do município, por meio de uma linguagem acessível a todos os moradores, especialmente as crianças.

Os cinco personagens foram criados por alunos das escolas da rede municipal de ensino de Contagem, por meio de um concurso de desenho ocorrido em 2005, parte do “Programa de Educação Patrimonial: Por dentro da História”. O concurso visava escolher uma mascote para a cidade. Depois de passar pelo crivo do júri popular, foram selecionados os melhores desenhos. Surgiu, assim, a “Turma do Contagito” que, desde então, se transformou em referência para alunos e professores da cidade, conhecida, sobretudo por suas indústrias.

“Além das características marcantes de cada personagem, temos o encantamento e o despertar da curiosidade nas crianças. Temos presenciado a receptividade e a alegria da garotada em cada visita da turma, seja nas escolas, eventos ou apresentações nos espaços públicos da cidade”, explica o professor Joaquim Montiel, responsável pelo projeto.

Os resultados alcançados no último semestre motivaram a equipe da Fundac a implementar o projeto na web e ampliar a visibilidade dos personagens, bem como facilitar o acesso ao grande público. “Serão temas diversos a cada semana, sempre com foco na educação patrimonial, mas com um formato lúdico e pedagógico que facilite a compreensão das crianças sobre o valor do patrimônio histórico em nossa cidade. Vamos dar a oportunidade, através das redes, para que estudantes, pais e educadores possam acessar as informações e os personagens e ‘brincar’ com a história de Contagem”, destaca o presidente da Fundac, Mário Fabiano.

Os personagens simbolizam alguns elementos do patrimônio histórico de Contagem. A cara de abóbora do “Contagito” é uma referência ao período em que o antigo arraial de São Gonçalo se destacava como um grande produtor desse vegetal; a “Faluca” parece uma jabuticaba, árvore símbolo da cidade; a “Chami” é representada pelas chaminés do seu grande parque industrial; o “Zé Gonçalo” faz referência ao seu santo padroeiro e o “Arturinho”, à Comunidade dos Arturos de origem afro-brasileira.

A nova página pode ser acessada pelo Facebook clicando aqui.

Reportagem: Marcelo Grillo
Imagem: Divulgação
Data: 21/03/2018

Força-tarefa finaliza serviços de limpeza em 151 unidades educacionais

Trabalhos foram iniciados no mês de janeiro e concluídos no início de março.

Uma força-tarefa, promovida pela equipe de varrição e capina da Secretaria Municipal Adjunta de Limpeza Urbana, finalizou os serviços de varrição, capina e poda de árvores das áreas verdes em 151 unidades de educação. Cem servidores atuaram nos trabalhos que foram iniciados em 15 de janeiro e finalizados no dia 2 de março.

A Escola Municipal Coronel Antônio Augusto Diniz Costa, localizada no bairro Bernardo Monteiro, atende cerca de 800 alunos nos três turnos. De acordo com a diretora Márcia Cândido Pereira a área verde da unidade de educação é extensa e pelo menos uma vez ao ano é necessária a capina. “O mato estava alto e nos preocupando por atrair insetos, ser um possível criadouro do mosquito da dengue e acumular sujeira. O serviço de capina foi feito com muita agilidade e os servidores e alunos convivem agora em um ambiente mais agradável”, disse.

Segundo o secretário Municipal-adjunto de Limpeza Urbana, João Bahia, esta era uma demanda das diretorias das escolas e a equipe conseguiu finalizar as 151 unidades com êxito no período programado. “Os alunos encontraram um novo ambiente com a escola limpa e um espaço livre para mais atividades”, salientou.

Para solicitar serviços entre em contato com a sua regional ou com a Secretaria Municipal Adjunta de Limpeza Urbana pelo telefone 0800 2831 225.

Reportagem: Stella Santiago
Foto: Cassio Matias
Publicação: 16/03/2018

Prefeitura reforça Programa de Proteção Escolar com aquisição de 14 viaturas

Cães farejadores da Guarda Civil atuarão de forma inédita no combate às drogas.

Para dar mais segurança aos 58 mil alunos da rede municipal de ensino, além dos servidores da Educação, a prefeitura lança na próxima sexta-feira (9), às 8h30, no Museu do Trabalhador da Indústria de Contagem, o maior Programa de Proteção Escolar dos últimos anos. São 14 novas viaturas para reforçar a vigilância nas escolas em horário integral, nos dias letivos, com a Guarda Civil atuando sobretudo na entrada e saída dos turnos escolares.

Mais de 300 alunos de todas as regionais vão participar do lançamento do programa. Além do Proteção Escolar, a Guarda Civil vai apresentar seus cães farejadores, treinados para atuar com segurança no combate às drogas no ambiente escolar, iniciativa inédita em Contagem.

O investimento da prefeitura na aquisição das viaturas do Proteção de Escolar foi de R$ 520 mil. A primeira etapa do programa começou na volta às aulas, após o Carnaval, com a ronda e apoio dos guardas civis nas escolas.

O programa, no entanto, abrange muito mais que a patrulha escolar. Está sendo promovido nas escolas o momento cívico, com o Hino Nacional tocado pela banda de música da Guarda, hasteamento da Bandeira Nacional e apresentação dos cães farejadores de drogas.

Na segunda etapa, que será implantada no segundo semestre deste ano, os guardas civis vão trabalhar com os alunos temas como prevenção às drogas, educação no trânsito, meio ambiente, primeiros socorros e bullying. Haverá apresentação do teatro de fantoches. Para isso, cinco agentes farão curso de capacitação com a Guarda Civil de Guarulhos (SP), em abril, para formar multiplicadores do Programa de Proteção Escolar.

Reportagem: Vanessa Trotta
Imagem: Divulgação
Publicação: 08/03/2018

Professores recebem singela homenagem em data comemorativa

O domingo dia 15 de outubro é destinado para aqueles que dão a vida pelo ensino.

Neste domingo (15), é comemorado o Dia do Professor. A data foi criada em 1827, por Dom Pedro I com a inauguração das escolas de primeiras letras em todos os vilarejos e cidades do país. O professor é o responsável pelo desenvolvimento da educação e do conhecimento.

Para a professora da Escola Municipal Carlos Drummond de Andrade, Alessandra Soares, a profissão traz como objetivo central formar seres humanos, do ponto de vista intelectual, moral e ético. “Todos os dias aguçamos os nossos sentimentos mais íntimos, de tristezas e alegrias, porque o verdadeiro professor é aquele que busca incessantemente a aprendizagem e o sucesso de seu aluno, sem jamais desistir de que ele é capaz”, afirma Soares.

A estudante, Luisa Veloso, enfatiza que ser professor é ter amor pelo o que faz. “Professor, para mim, é sinônimo de criação, inovação, crescimento, respeito e acima de tudo: amor”, destaca Luisa.

O secretário Municipal de Educação, Joaquim Antônio Gonçalves, deixou uma mensagem de apoio e gratidão aos profissionais das escolas de Contagem: “Que a coragem de viver afine o seu olhar curioso e inquieto para o mundo. Provoque-o a superar-se continuamente na arte de educar e ajude a lembrar-se sempre da grandeza de seu trabalho. A todos vocês professores à nossa afetuosa homenagem. Feliz Dia dos Professores, um grande abraço!”, finalizou.

Reportagem: Leonardo Melo
Arte: Renata Coura

Escolas de Contagem receberão novas pinturas

Reunião com diretores e vices serviu para detalhar processo de melhoria nas unidades

A Secretaria Municipal de Educação (Seduc) apresentou nesta quarta-feira (24), no Centro Universitário UNA, em Contagem, o novo projeto de pintura para as escolas do município. Em reunião solene apresentada aos diretores e vices, o secretário de Educação, Joaquim Antônio Gonçalves, detalhou como será o processo de melhorias das escolas.

Ao todo a Prefeitura investirá R$ 3,5 milhões em pintura das 107 escolas espalhadas pela cidade. “Todas as escolas da rede serão atendidas. É a primeira vez na história de Contagem que as redes de ensino terão pintura nova. A proposta é que as escolas levem as cores da bandeira da cidade”, explicou Joaquim.

Para o processo acontecer ficou acertado que as escolas deverão promover uma eleição direta, para escolher em quatro opções a fachada da escola, envolvendo toda a comunidade escolar (alunos, pais e professores). Em seguida, a direção deverá registrar em Ata e enviar o documento para a Seduc. Logo após, a escola vai constituir uma comissão especial de licitação e solicitar pelo menos três orçamentos para a execução das obras.
Será obrigatória a visita ao local da obra/serviço por parte dos licitantes, antes da apresentação de suas propostas, para uma avaliação sobre as condições do local.

Para os orçamentos inferiores à R$ 15 mil a contratação direta será via Caixa Escolar apenas com a aprovação dos três orçamentos apresentados. Orçamentos superiores à R$ 15 mil e inferiores à R$ 150 mil deverão ser precedidas de procedimento licitatório na modalidade carta convite, prevista no artigo 22, § 3º, da Lei 8.666/1993.

Os engenheiros da Secretaria Municipal de Obras e Serviços Urbanos farão a medição e o processo de fiscalização da obra. “O foco do prefeito é reabilitar as nossas escolas fisicamente. Essa parceria com a secretaria de Obras é importante para a fiscalização de obras na cidade”, destaca Orville Napoli, secretário-adjunto de Obras.

A diretora da Escola Municipal Professora Lígia Magalhães, Louane de Macedo, enfatiza que as obras serão mais atraentes aos olhos dos estudantes. “São tantas escolas, situadas nos mais diversos pontos da cidade, que acredito que chamará mais atenção ao jovem estudante no processo de cuidar e no pertencimento dele ao local”, finaliza.

 

Reportagem: Leonardo Melo
Fotos: Elias Ramos

 

Vigilância eletrônica reduz roubos nas escolas municipais em 69%

Secretaria de Educação vai contemplar toda a rede municipal com câmeras de segurança

Com investimento em tecnologia, a Prefeitura de Contagem está combatendo a violência nas escolas. De janeiro a abril deste ano foram registrados 20 roubos nas instituições municipais de ensino, 69% menos que no mesmo período de 2016, quando houve 63 registros. Operadas pela Guarda Civil, as câmeras de vigilância se tornaram importantes aliadas na redução da criminalidade.

Das 115 escolas da rede municipal de Contagem, 107 são equipadas com as câmeras de monitoramento eletrônico. Três estão em processo de instalação do equipamento e a Secretaria Municipal de Educação (Seduc) já autorizou a compra para as outras cinco instituições de ensino. Além dos roubos, o registro de danos também diminuiu nos quatro primeiros meses de 2017, em comparação com 2016: de 102 para 78, queda de 24%.

Da sala de monitoramento da Guarda Civil, técnicos em segurança acompanham tudo que ocorre nas escolas, por meio de telões, durante 24 horas. “A vigilância inibe a criminalidade e o vandalismo. Pelo nosso sistema podemos estar em tempo real nas escolas, o que torna nossas ações mais eficientes”, ressalta o diretor de Tecnologia da corporação, Stéfano Corradi.

Ao todo são 581 câmeras espalhadas pelas escolas. A quantidade de equipamentos varia de acordo com o tamanho da instituição e a localidade. Todas gravam as imagens, que podem ser usadas como provas em caso de crimes.

Na Escola Municipal Dona Cordelina Silveira Mattos, no bairro Santa Edwirges, há duas câmeras.
Os equipamentos ficam em pontos estratégicos. Segundo o vice-diretor Marcio Gonzaga não houve registro de arrombamentos depois que eles foram instalados.

 

Conflitos

Além de garantir a segurança, as câmeras de monitoramento auxiliam na solução de conflitos. As imagens gravadas em uma escola no bairro Parque São João vão auxiliar os diretores a descobrir o motivo de uma discussão entre alunos ocorrida nesta semana. “Temos que usar a tecnologia para o bem comum. Os estudantes e os educadores merecem uma escola mais segura”, destaca o secretário Municipal de Educação, Joaquim Antônio Gonçalves.

A Seduc vai modernizar o sistema de monitoramento das escolas. A meta é possibilitar que pais e demais responsáveis pelos alunos tenham acesso às imagens dos circuitos de segurança. A medida será avaliada por representantes da secretaria e comunidade escolar.