Posts com a Tag ‘Escolas de Contagem’

E. M. Dep. Jorge Ferraz e Umei Cora Coralina também receberão obras do Pró-Escola

Serão investidos R$ 10 milhões no programa.

A Secretaria Municipal de Educação (Seduc) autorizou o início das obras de mais duas escolas que aderiram ao programa Pró-Escola. Os agraciados da vez foram a Escola Municipal Deputado Jorge Ferraz, regional Riacho, e a Unidade Municipal de Educação Infantil (Umei) Cora Coralina na regional Petrolândia. Cerca de 50 escolas da Rede Municipal de Ensino de Contagem foram contempladas com algum tipo de reforma pontual. Agora, as instituições passarão por revitalizações de grande porte. Serão investidos R$ 10 milhões.

A diretora Sônia de Andrade, da E. M. Deputado Jorge Ferraz, destacou o quanto é importante para os estudantes da região ter uma obra de grande porte. Algo inédito para uma escola que outrora só recebeu pequenas melhorias com o passar dos anos. “Estou feliz em fazer parte de um novo momento aqui na escola. Queremos promover uma educação de qualidade, igualitária e que desempenhe funções positivas num ambiente bem estruturado e bonito”, destaca.

Já na Umei Cora Coralina, no bairro Campo Alto, o sentimento é de vitória. As turmas com estudantes a partir dos 4 anos de idade vão ganhar dois banheiros infantis, muro – o local é isolado por cercas de arames, e duas salas que serão feitas num cômodo que atualmente serve para guardar alguns materiais. “Queremos aproveitar essas obras no local para ampliar o atendimento em mais cem estudantes. É uma Umei que tentaram fechar e sabemos o quanto ela é importante para os moradores do bairro Campo Alto. É um local bem aconchegante e sabemos o quanto a Educação Infantil é a base para o desenvolvimento do estudante”, finalizou a secretária municipal de Educação, Sueli Baliza.

As prioridades foram definidas pelos dirigentes escolares que elencaram as obras necessárias na instituição de ensino. Além de pinturas, serão feitas reformas de telhados, rede de esgoto, banheiros, salas de aula, muros e quadras poliesportivas, dentre outras no Pró-Escola.

Reportagem: Leonardo Melo
Foto: Geraldo Tadeu
Publicação: 26/11/2019

Alunos de escola municipal interagem com cães da Guarda Civil de Contagem

A iniciativa faz parte do projeto “Grupo Unido na Ação de Resistência às Drogas (GUARD), que tem o objetivo de conscientizar crianças e adolescentes contra o uso de drogas, prevenção da violência escolar e do bullying.

Alunos da Escola Municipal Professor Geraldo Basílio Ramos visitaram o Canil do Grupamento de Operações com Cães da Guarda Civil de Contagem (GCC), na manhã desta quinta-feira (14). A escola está instalada do bairro Colonial, na regional Sede.

As crianças se divertiram com os cães que, além de auxiliarem os agentes em operações da corporação, são treinados para ter contato com o público em apresentações com guardas civis em escolas, praças e demais locais que convidam o grupamento. Ao todo, 65 crianças participaram da atividade.

Ao final da visita dos alunos, que percorreram, além das instalações do canil, outras áreas do Comando da GCC, o secretário Municipal de Defesa Social, Décio Camargos, juntamente com o comandante da GCC, Levi Sampaio, e o supervisor da Gerência de Proteção Escolar, Arlindo Junior Pereira de Almeida, transmitiram mensagens de incentivo a eles para que continuem sendo aplicados nos estudos e respeitem os familiares.

A iniciativa faz parte do projeto “Grupo Unido na Ação de Resistência às Drogas (GUARD), da GCC, que teve início em agosto deste ano e tem o objetivo de conscientizar crianças e adolescentes contra o uso de entorpecentes, prevenção da violência escolar e do bullying, entre outros temas.

Reportagem: Carolina Brauer
Foto: Divulgação
Publicação: 18/11/2019

Escolas Municipais de Contagem são destaque em projetos científicos nacionais

Ao todo 11 escolas estiveram engajadas em processos de criação e científico-lógico.

As escolas municipais de Contagem fizeram bonito e foram premiadas na 22ª Olimpíada Brasileira de Astronomia e Aeronáutica (OBA), e também na 13ª Mostra Brasileira de Foguetes (MOBFOG). A realização contou com recursos do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), vinculado ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Comunicação (MCTIC). Mais de 12 mil escolas públicas e privadas, com um total de 1.039.557 estudantes, divididos em todo o território nacional, apresentaram projetos inovadores.

No município, ficaram a cargo das Escolas Municipais Josefina de Souza Lima, Dr. Sabino Barroso, Dona Gabriela Leite Araújo, Eli Horta Costa, Rita Carmelinda Rocha, Prof. Maria de Matos Silveira, Isabel Nascimentos de Mattos, Glórias Marques Diniz, José Silvino Diniz e do Bairro Tropical que juntas levaram 62 medalhas divididos em ouro, prata e bronze.

Para se ter uma ideia a E.M. Josefina de Souza Lima, do bairro Bela Vista, regional Eldorado, ganhou ao todo 26 medalhas, o número maior do município. Por ser tradição em competições nacionais, a escola esteve com quase todas as turmas do 1º ao 9º ano do Fundamental para a disputa. “Desde 2013, fazemos investimentos em projetos de Ciências. Esse ano quase todas as turmas participaram e ganharam o aval da direção. Os estudantes apresentaram projetos complexos, inovadores e com a intenção positiva em divulgar a astronomia em projetos mais engajados”, destaca o professor de Ciências, Jader de Abreu.

A Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica (OBA), maior olimpíada científica do Brasil, passa a integrar alunos de outros países de língua portuguesa. Realizada em fase única, a olimpíada é voltada aos estudantes dos ensinos fundamental e médio. Escolas públicas e particulares podem se cadastrar. As provas são realizadas nas próprias escolas e corrigidas pelos professores representantes do evento nas mesmas. A olimpíada é dividida em quatro níveis – os três primeiros são para alunos da educação primária e o quarto para os da educação secundária – e a prova é composta por dez perguntas: sete de astronomia e três de astronáutica. A maioria das questões é de raciocínio lógico. As medalhas são distribuídas conforme a pontuação obtida por cada nível.

E. M. José Lucas Filho na META

Cerca de 20 estudantes da E.M. José Lucas Filho, do 7º ao 9º ano, aprenderam a programar e construir robôs seguidores em aulas de robótica em parceria com o Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais (CEFET-MG). A apresentação aconteceu na 29ª Mostra Específica de Trabalhos Aplicados – META que é destinada a estudantes do Ensino Fundamental de escolas das redes pública e particular.

As turmas participaram, apresentando o projeto em um stand no Cefet, onde as pessoas puderam conversar e saber mais sobre a atividade.

Reportagem: Leonardo Melo
Foto: Divulgação
Publicação: 12/11/2019

Equipe da Seduc promove interação e diálogo em escolas das oito regionais

A participação dos familiares e estudantes também foi primordial para entender a realidade das escolas.

A Diretoria de Clima Escolar, da Secretaria Municipal de Educação (Seduc), organizou, durante quase todo mês de setembro, reuniões regionalizadas com os dirigentes para discussões acerca das interações entre toda comunidade escolar. Os diretores foram orientados previamente a dialogar com os professores, pedagogos, servidores administrativos, estudantes e seus familiares, buscando ouvi-los e levar para a reunião as eventuais questões sobre os temas.

Os encontros aconteceram nas unidades escolares, uma por regional, para trabalhar o diálogo e o bem-estar. As escolas agraciadas foram: E. M. Giovanini Chiodi na Regional Vargem das Flores; UMEI Mira Pereira na Regional Eldorado; E. M. Nossa Senhora Aparecida na Regional Industrial/Riacho; E. M. Dona Babita Camargos na Regional Sede; E. M. Paulo Cézar Cunha da Regional Petrolândia; E. M. Professora Maria de Mattos Silveira na Regional Ressaca e UMEI Bom Jesus, no Nacional.

Em um momento de compartilhamento de ideias, os dirigentes relataram situações conflituosas que interferem nos processos escolares, discutiram casos semelhantes, sugeriram soluções e encaminhamentos. Ainda, fizeram apontamentos em um documento de consulta, os quais serão compilados e avaliados pela diretoria para a elaboração do Plano de Proteção eficiente para toda Rede Municipal de Ensino.

“A reunião foi extremamente produtiva, todos dirigentes e representantes das escolas puderam relatar os principais problemas que afetam o clima escolar, discorrer sobre a funcionalidade dos equipamentos de apoio e protetivos. Também foi relatado as potencialidades e experiências positivas enfrentamentos de situações já existentes”, finalizou o diretor da E.M. Giovanini Chiodi, Joel Lucas de Souza.

Reportagem: Leonardo Melo
Foto: Divulgação
Publicação: 01/10/2019

Mobilização Social conscientiza crianças sobre o descarte correto do lixo

A equipe apresentou, neste ano, 53 palestras e treinamentos em escolas e instituições sociais da cidade.

Para conscientizar crianças de 3 a 5 anos sobre a importância de descartar o lixo corretamente, a equipe de Mobilização Social do setor de Limpeza Urbana da Prefeitura de Contagem ministrou uma palestra e apresentou um teatro sobre o assunto para 200 crianças da Unidade Municipal de Educação Infantil Jardim Laguna (Umei), localizada na regional Ressaca.

A gerente de Mobilização Social, Thamires Diogo, explica que a orientação sobre educação ambiental deve ser introduzida na educação infantil para que as crianças aprendam que é fundamental que cada um faça a sua parte para que o Meio Ambiente seja preservado e para que elas ajudem a compartilhar as informações para o descarte correto dos resíduos. A gerente lembra ainda que pequenas atitudes fazem toda a diferença para que a cidade se desenvolva de maneira sustentável.

A equipe de Mobilização Social apresentou, neste ano, 53 palestras e treinamentos em escolas e instituições sociais da cidade, levando informações gerais sobre os resíduos sólidos urbanos como classificação, destino adequado dos materiais, quantidade gerada no município e importância de haver o engajamento de todas as pessoas.

Reportagem: Nayara Vianna
Foto: Divulgação
Publicação: 06/09/2019

Guarda Civil de Contagem promove campeonato de futsal feminino entre escolas da regional Sede

Ao todo, 84 meninas com idades até 14 anos participarão de 22 jogos. Abertura do campeonato ocorreu na segunda e irá até o dia 22 de novembro. Pais e familiares podem acompanhar as partidas.

Lugar de mulher é onde ela quiser, inclusive no futebol, território historicamente marcado pelo domínio masculino. A famosa esportista Marta Vieira da Silva, ou simplesmente Marta, joga futebol como atacante ou meia-atacante e já foi escolhida como melhor futebolista do mundo por seis vezes, sendo cinco de forma consecutiva, um recorde também entre os homens. Ela está aí a desafiar padrões e quebrar paradigmas: nascida no interior de Alagoas, teve uma infância pobre e elevou o seu nome entre as e os melhores do mundo. Mas só com o talento ela não chegaria muito longe, e foram necessárias uma sequência de acontecimentos e oportunidades que foram aproveitadas pela maior jogadora brasileira de todos os tempos. Quantas outras Martas poderiam existir Brasil afora, esperando apenas por uma oportunidade para deslanchar?

Para criar oportunidades de contato com o futebol por meninas, promover a interação de alunas através do esporte e incentivar a aproximação da Guarda Civil de Contagem (GCC) junto à escola e à comunidade do entorno, a Gerência de Proteção Escolar da GCC está realizando o 1º Campeonato de Futsal Feminino entre escolas municipais da regional Sede.

Ao todo, 84 meninas com idades até 14 anos estão inscritas no campeonato. Sete escolas municipal da Sede estão participando com um time cada uma, composto por 12 pessoas – exclusivamente, meninas. As partidas serão entre essas escolas municipais da regional.

A abertura dos jogos ocorreu nesta segunda-feira (1), às 8h, na Escola Municipal Prefeito Luiz da Cunha, no bairro Linda Vista. As partidas podem ser acompanhadas por familiares das jogadoras, com os horários dos jogos sendo avisados com antecedência pela escola. Uma tabela com as datas dos jogos pode ser acessada (CLIQUE AQUI).

Cada uma dessas sete escolas irá sediar pelo menos uma partida, para que ocorram jogos dentro e fora de casa em todas as escolas participantes. A modalidade do campeonato é a tabela de pontos corridos, ou seja, a equipe campeã será aquela que conseguir mais pontos até a última rodada. Estão previstos 22 jogos, com final prevista para acontecer em 22 de novembro, dia da última partida. A entrega da premiação, que contará com a distribuição de troféus e medalhas, será em 6 de dezembro, contemplando os 1º, 2º e 3º lugares.

A chefe de Gerenciamento da GCC, Deisiele Rosane de Sena, ressalta que aproximação da instituição junto à comunidade, por meio do incentivo ao esporte, é uma das ferramentas para a prevenção de crimes e para a promoção de uma cultura da paz dentro das escolas, que é onde o jovem está. “Com isso, buscamos fomentar a prevenção de violências e a promoção de atividades ligadas a uma cultura da paz”, explica a chefe de Gerenciamento da GCC.

Veja quais são as escolas participantes:

– Escola Municipal Prefeito Luiz da Cunha;

– Escola Municipal Professor Geraldo Basílio Ramos;

– Escola Municipal Coronel Antônio Augusto Diniz Costa;

– Escola Municipal Ricardo Braz;

– Escola Municipal Estudante Leonardo Sadra;

– Escola Municipal Domingos José Diniz Costa Belém;

– Escola Municipal Dona Cordelina da Silveira Mattos.

Reportagem: Carolina Brauer
Foto: Paulo Pereira
Publicação: 04/09/2019

Carteira de Projetos Pedagógicos incentiva integração da comunidade escolar

Seduc disponibiliza carteira com 21 projetos para adesão voluntária dos professores com o objetivo de aperfeiçoar o trabalho em sala de aula.

A qualidade da educação pública oferecida em Contagem pela Rede Municipal de Ensino é primordial para o futuro de mais de 60 mil estudantes. Todas as 115 escolas municipais desenvolvem projetos específicos muito ricos para o aprendizado dos seus alunos. Para ampliar essas possibilidades de troca de vivências entre as unidades escolares e trabalhar as práticas pedagógicas, a Secretaria Municipal de Educação (Seduc) apresentou à Rede uma carteira de 21 projetos. Todos os professores do Ensino Fundamental podem se inscrever para adotarem os projetos em suas próprias escolas.

A Carteira de Projetos foi elaborada a partir de práticas que já nasceram dentro das escolas e dos Educartes e por ter sucesso entre a comunidade escolar puderam ser ampliados para outras unidades. Além de adotar alguns programas oferecidos pelo Ministério da Educação (MEC), a Seduc também firmou parceria com empresas privadas como a Belgo Bekaert, Fundação ArcelorMittal e o Grupo Arcor Brasil que desenvolvem projetos educativos em algumas escolas do município.

A adoção da carteira de projetos contribui com a ação dos professores e estudantes e tem como objetivo estimular a ampliação da participação dos estudantes em atividades que contribuam para a aprendizagem, a qualidade de vida e a formação humana cidadã. “Nós queremos propiciar aos estudantes um espaço de aprendizagem em que eles possam discutir teoria e partir para as práticas. Além de promover a interação entre as escolas e fazer com que isso possa aperfeiçoar o trabalho que elas desenvolvem. Professores que ocupam várias funções participam desses projetos. Na verdade, o coletivo da escola todo pode se mobilizar.”, ressaltou a secretária municipal de Educação, Sueli Baliza.

Projetos em diversos campos do Conhecimento

Os projetos são desenvolvidos nos diversos campos do conhecimento. Eles integram várias disciplinas em atividades como jogos matemáticos, rádio educativa, artes, literatura, ciências, tecnologia, esporte, direitos do consumidor, saúde, meio ambiente, enfrentamento e prevenção ao uso de drogas, entre outros.

Segundo explica a subsecretária municipal de Ensino, Dagmá Brandão Silva, a Carteira de Projetos foi uma ação pensada para 2019, no sentido primeiro de organizar e dar mais consistência ao fazer pedagógico na Rede Municipal de Contagem. “Reunimos num único documento e oferecemos às escolas a possibilidade de adesão a vários projetos. Ampliamos esses projetos para a rede inteira pois também é importante que os professores tenham esse espaço de diálogo e de troca. Queremos formar coletivos de professores discutindo temas comuns, importantes para a ação deles na sala aula”, disse.

A partir do leque de possibilidades, os projetos que são tradicionais em uma única escola podem ser expandidos como por exemplo, a Rádio Coruja na E. M. Glória Marques Diniz, o de artes cênicas Camaleão na E. M. Professora Maria de Mattos, de projetos que nasceram nos Educartes para os estudantes em tempo integral como o Mediação de Conflitos e a Rede de Articulação Comunitária, que é intersetorial envolvendo a Saúde e a Assistência Social. Todos os 21 projetos estão disponibilizados na Seduc e os interessados podem aderir durante todo o ano letivo.

Participação dos professores

Qualquer professor do Ensino Fundamental pode aderir à Carteira de Projetos. A partir da adesão, são realizados encontros com o objetivo de socializar as práticas pedagógicas desenvolvidas na Rede Municipal de Contagem, as quais têm sua relevância reconhecida. “A ideia é que, a partir das trocas de experiências vivenciadas, os professores possam ressignificar suas práticas.”, explica Cristiana Chaves de Oliveira, Diretora do Ensino Fundamental da Seduc.

As inscrições podem ser realizadas em qualquer período do ano letivo. Para fazer a inscrição CLIQUE AQUI.

Em caso de dúvidas, os professores podem entrar em contato com Ana Cristina e Gláucia Rosa – coordenadoras da Carteira de Projetos pelos e-mails: glaucia.monit@edu.contagem.mg.gov.br

“Os projetos têm um diálogo direto com a sala de aula, quando o professor faz a adesão cria possibilidades de trabalho interessantes, criativas e inovadoras, abrindo um leque de possibilidades de ação no cotidiano escolar”, finaliza Dagmá Silva.

Repórter: Vanessa Trotta
Arte: Renata Coura
Publicação: 02/09/2019

Horta Urbana é implantada na Umei Sapucaias

Esse projeto será estendido a outras escolas da cidade. Atualmente, os técnicos da Semad estão em fase de visitação para avaliar a possibilidade de implantação.

m dos programas mais interessantes que a Prefeitura de Contagem realiza, por meio da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad), é o desenvolvimento de hortas urbanas nas escolas da cidade. Um grande exemplo é o que acontece na UMEI Sapucaias, onde, além da horta, foram plantadas cerca de 70 mudas de árvores frutíferas em uma parceria com a escola e a comunidade, conforme explica o técnico do setor de arborização da Semad e um dos criadores do projeto, Guilherme de Oliveira. “Durante uma visita à escola vizinha, observei que essa Umei tinha o potencial de receber o projeto e o ofereci à diretora. Ela aceitou imediatamente. Foi o começo dessa parceria bacana.”

Além do conhecimento técnico, a Semad também doou as mudas que foram plantadas com a ajuda dos alunos e da comunidade. Por estar localizada em uma área com muita incidência de escorpiões, sentiu-se a necessidade de desenvolver um método de combate sem o uso de venenos. Daí surgiu a ideia de implantar também um galinheiro, que foi viabilizado com doações de material e animais pela comunidade local.

A Umei Sapucaias atende crianças de um a cinco anos, incluindo alunos com deficiência, que participaram ativamente do plantio. A diretora Carla Maria Ferreira comemora os resultados. “A ideia surgiu como uma forma de oferecer uma atividade que estimule algumas habilidades para o desenvolvimento dessas crianças. Os alunos têm experiência com terra, com os bichos e com as plantas. Assim, eles desenvolvem atividades sensoriais diferenciadas. Eles ajudam a cuidar do pomar, da horta e das galinhas. As crianças participam diariamente das atividades e consomem os produtos que dali saem”, explica.

Segundo Guilherme, esse é um projeto que será estendido a outras escolas da cidade, e já existem outras 20 interessadas em recebê-lo. Atualmente, os técnicos da Semad estão em fase de visitação a esses locais para avaliar a possibilidade de implantação.

Reportagem: Túlio Andrade
Foto: Divulgação
Publicação: 29/08/2019

Gestores da Educação visitam escolas para acompanhar práticas pedagógicas e anunciar melhorias

Durante os encontros foi anunciada a revitalização da escola na Regional Riacho.

A secretária municipal de Educação, Sueli Baliza, e os subsecretários Sérgio Mendes, visitaram duas escolas da Rede Municipal nessa quarta-feira (7/8) com o intuito de reforçar a boa relação que a pasta (Seduc) tem com os dirigentes, educadores e estudantes. Eles estiveram na Unidade Municipal de Educação Infantil (Umei) Beija-Flor, na Regional Ressaca, e na Escola Municipal René Chateaubriand Domingues, na Regional Riacho, onde acompanharam as práticas pedagógicas das unidades e também anunciaram melhorias nas instalações.

Na Umei Beija-Flor, os secretários conversaram com os educadores sobre os projetos do Pró-Escola, além da parte pedagógica. Foram abordadas também as melhorias que a Seduc conseguiu proporcionar para a Umei. “Essas visitas diárias são importantes em toda a Rede, pois nos faz entender como é a realidade daquela escola dentro de sua comunidade e como o ensino está sendo ofertado. Acredito que estamos no caminho certo para darmos uma educação de qualidade ao município”, destaca Sueli Baliza.

No segundo momento, a Escola René recebeu os secretários que puderam aproveitar para anunciar as reformas no muro, sala de depósito, cozinha de funcionários, readequação da rede de drenagem pluvial e instalação de guarda-corpo e corrimão na rampa de acesso à escola. O investimento inicial será de R$ 330 mil. A escola passará por uma grande revitalização, não somente para atender aos termos do Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), mas também para dar ao prédio da unidade melhores condições de uso. “Estou nessa escola há 34 anos, nunca tivemos uma reforma. Acredito que daqui para frente vamos solucionar os problemas estruturais que estávamos enfrentando”, explica a diretora, Kátia da Cruz Ferreira.

Para o subsecretário de Gestão e Operações, Sérgio Mendes, a gestão da Seduc tem democratizado os recursos por meio do programa Pró-Escola, no intuito de melhorar as condições para os estudantes terem um lugar digno para receber o conhecimento e questões práticas da vida. “Hoje temos o uniforme, merenda, kit escolar e não vamos parar por aí. Queremos a revitalização da Rede Municipal para que tenhamos escolas aptas na educação das crianças, adolescentes e adultos”, finalizou.

PRÓ-ESCOLA

Desde o início de 2017, cerca de 50 escolas da Rede Municipal de Ensino de Contagem foram contempladas com algum tipo de reforma pontual. Agora, as instituições passarão por revitalizações de grande porte. Serão investidos R$ 10 milhões por meio do Programa Pró-Escola, lançado pela Secretaria Municipal de Educação. A necessidade das obras foi avaliada pelos diretores escolares e cada unidade apontou até cinco intervenções para melhoria da estrutura do prédio.

Das 115 unidades da Rede Municipal, 100 fizeram as solicitações de reforma. As prioridades foram definidas pelos dirigentes escolares. Cada diretor teve autonomia para baixar um formulário disponível no portal da Secretaria de Educação (Estuda Contagem) e elencar as obras necessárias na instituição de ensino. Além de pinturas, serão feitas reformas de telhados, rede de esgoto, banheiros, salas de aula, muros e quadras poliesportivas, dentre outras.

Reportagem: Leonardo Melo
Fotos: Geraldo Tadeu
Publicação: 08/08/2019

Escolas municipais começam a receber as novas placas de identificação

Até o final do ano serão 109 novas placas e mais de R$ 90 mil investidos.

As férias estão de vento em popa em toda a Rede Municipal de Ensino, mas Secretaria Municipal de Educação (Seduc) segue trabalhando com o objetivo de proporcionar maior conforto aos estudantes e familiares. Dessa forma, começou nesta semana a entrega das novas placas para os anexos, escolas municipais e unidades municipais de educação infantil (Umeis). As regionais Ressaca, Nacional e Vargem das Flores foram as primeiras agraciadas conforme o cronograma.

As novas placas são metálicas e serão afixadas em suportes ou no próprio muro da escola. O modelo está totalmente revitalizado com cores que exaltam a bandeira de Contagem e levam o brasão junto com o nome da instituição de ensino. “A identificação da instituição visa inserir no contexto do pertencimento dentro do âmbito escolar. Prestigiamos a todas as comunidades com uma nova placa de identificação, moderna e colorida”, destaca a secretária municipal de Educação, Sueli Baliza.

Quem também ficou satisfeita foi a diretora da Umei Jardim Laguna, Renata Azevedo, que tem lutado há cerca de cinco anos por uma nova placa de identificação na umei. A atual estava gasta e completamente desmanchada. “Desde quando assumi o posto na direção da Umei não tivemos melhorias na infraestrutura. A posição da Prefeitura em trazer um novo olhar para as escolas tem abrilhantado os olhos daqueles que acreditam na educação”, finalizou.

Até o momento cerca de 49 placas estarão nos anexos, umeis e escolas municipais. Até o final do ano, outras 60 placas chegaram às instituições de ensino e serão investidos aproximadamente R$ 50 mil.

Reportagem: Leonardo Melo
Foto: Geraldo Tadeu
Publicação: 22/07/2019