Posts com a Tag ‘Educação’

Estudantes promovem workshop sobre a qualidade da água

Alunos do 3º ano da Funec Centec desenvolveram projetos e ações sobre os recursos hídricos.

A Fundação de Ensino de Contagem (Funec), unidade Centec, promoveu em suas dependências o 1º Workshop de Tratamento das Águas, elaborado pelos alunos do 3º ano do curso técnico de Química.

O evento organizado pelas professoras Girlaine Castro e Kênia Lea serviu para mostrar os cuidados e deveres que devemos ter com a água. Os alunos preparam experimentos de coletas e fizeram maquetes de estações de tratamento para exemplificar como acontece o processo. “Os projetos deram a oportunidade única de aplicar os conteúdos estudados durante o ano”, ressalta a estudante de química, Maria Júlia

O workshop foi importante para agregar valor e conhecimento para os alunos que participaram, especialmente para aqueles que construíram as maquetes, pois é uma forma de aprendizagem baseado no fazer e o cuidar que devemos ter com a água do planeta. “A postura profissional e a qualidade técnica, reafirmam que os alunos estão prontos para uma brilhante atuação no mercado de trabalho, tendo em vista o que foi produzido”, afirma a professora Kênia Lea.

Diversos projetos chamaram a atenção, mas o que despertou maior curiosidade entre os presentes foi o de Controle e Qualidade da Água da Lagoa da Pampulha, feito e analisado pelos alunos. Foram feitos testes físico-químicos para o controle de propriedades. “Todos os projetos foram avaliados de maneira positiva e acredito que possamos desenvolver novas tecnologias para o uso e cuidado da água”, finalizou a professora Girlaine Castro.

Reportagem: Leonardo Melo
Fotos: Divulgação

Investimentos na educação para o próximo ano são apresentados para a comunidade

Encontros ocorreram nas oito regionais da cidade

Em 2018 a Prefeitura de Contagem vai continuar priorizando a educação. Na noite dessa quinta-feira (30), a comunidade escolar se reuniu para conhecer as melhorias que serão realizadas no próximo ano letivo.

A novidade é que os alunos vão aprender inglês mais cedo. A disciplina foi implementada do 1º ao 3º ano. Antes, a língua só era ensinada no 4º ano. Para o próximo ano também serão contratados mais profissionais para as Unidades Municipais de Educação Infantil. A contratação de secretários vai possibilitar que o atendimento administrativo seja de 7h às 17h30. 106 novos agentes de educação infantil irão compor o quadro de servidores. 

No próximo ano, os estudantes vão receber novamente os kits escolares. Uma iniciativa inédita na cidade é a oferta de uniformes. Os estudantes, pais e educadores puderam escolher as cores das novas roupas por meio de votação.

A Prefeitura ainda vai modernizar a metodologia de ensino. Os estudantes e professores do 6º ano vão receber um notebook reversível. Os equipamentos serão aliados no aprendizado em sala de aula e em casa. Ainda nas salas, os quadros, nas salas de 6º ano, serão substituídos por lousas digitais. O conteúdo passado pelo professor estará disponível nos computadores dos estudantes.

Até o fim de 2018 a prefeitura vai zerar o déficit de vagas de estudantes de 4 e 5 anos. Já no início do ano serão abertas 2.351 novas vagas para crianças de 0 a 5 anos. Para atender a nova demanda, foi preciso reorganizar o atendimento em algumas escolas. 

Investimentos em 2017
Assim que assumiu a gestão, o atual governo estabeleceu como meta na educação reestruturar as diretrizes pedagógicas, dinamizar o trabalho dos educadores, melhorar a qualidade de ensino, garantir o aprendizado dos estudantes e ampliar o número de vagas. Por isso, passou a realizar medidas de melhorias em toda a rede.

Logo no início de 2017 liberou 4 milhões para reformas emergenciais. Os kits escolares ganharam uma roupagem especial. Foram entregues em mochilas, que atendem às necessidades de cada faixa-etária.

Por causa das estruturas precárias, o governo lançou o maior pacote de investimentos de reformas. 32 escolas passam por obras completas. As outras 83 são pintadas. Os investimentos ultrapassam 54 milhões. As 68 escolas de Contagem que atendem estudantes de educação infantil estão recebendo parquinhos. Os brinquedos já começaram a ser entregues beneficiam 9.500 crianças de 0 a 5 anos.

Também em 2017 foram comprados 12.400 conjuntos de carteiras de educação infantil e ensino fundamental. Os investimentos ultrapassam 2,7 milhões. A prefeitura ainda comprou 25 mil livros literários. Eles ficarão nas salas de aula, em uma minibiblioteca.

Em 2017 foi dado o pontapé em um projeto que vai mudar a história da cidade: a Escola em Tempo Integral. Serão oito no total, uma em cada regional. Na Ressaca, as obras já foram iniciadas. A primeira escola integral de Contagem vai atender 600 estudantes de forma direta e outros 2.000 por meio de cursos.

E por falar em vagas, no início de 2017 foram criadas 700 para a educação infantil. Durante todo o ano, 3.500 educadores da rede passaram por cursos de formação em serviço. O objetivo é ampliar a qualificação dos profissionais de educação, melhorar a qualidade de ensino e consequentemente o aprendizado dos estudantes.

Reportagem e foto: Júlio César Santos

Escola integral entra em etapa de fundação e preparação da estrutura

Formato da obra prevê agilidade no processo de construção.

A primeira escola em Tempo Integral de Contagem é construída no bairro Arvoredo, na Regional Ressaca. O processo de fundação começou nesta semana e as peças pré-moldadas, que serão usadas na estrutura, já estão sendo fabricadas.

O trabalho é feito por etapas. A terraplanagem já foi feita e agora uma equipe é responsável por perfurar o terreno e preparar o solo para receber as vigas. Enquanto isso, um grupo de operários trabalha na produção dos pilares de sustentação do prédio. As peças de concreto são fabricadas em uma empresa.

O gerente industrial, Márcio Rogério, é responsável por acompanhar o processo de fabricação dos pilares. Segundo ele uma das principais vantagens de fazer uma obra pré-moldada é a agilidade no processo de construção. “A fundação ocorre ao mesmo tempo em que as peças estão sendo fabricadas, enquanto a construção convencional é necessária a preparação do terreno e fundação e somente após esse processo que é iniciada a construção da estrutura”, destacou Márcio.

A primeira escola integral de Contagem tem todo o conceito sustentável. A forma que é construída diminui o desperdício de material. Toda a iluminação será com lâmpadas de LED, haverá sistema de reutilização de água pluvial, aquecimento solar e coleta seletiva.

No espaço, de 6.777,78 m², serão construídas 36 salas de aula, uma ampla biblioteca de dois andares, centro de línguas estrangeiras, laboratórios profissionais, piscina aquecida, ginásio poliesportivo.

A escola vai atender 600 estudantes em tempo integral, do 1º ao 9º ano. A proposta da Secretaria Municipal de Educação é que a instituição também atenda 2.000 estudantes matriculados em outras instituições municipais de ensino da região. “Queremos preparar nossos estudantes para o mundo, que está em constante evolução. Iremos proporcionar conhecimento por meio de diversos recursos, seja em sala de aula ou nos laboratórios”, ressaltou o secretário de Educação, Joaquim Antônio Gonçalves.

A obra está orçada em R$ 18 milhões, que serão somados a outros R$ 5 milhões em obras já efetuadas. A previsão é que o prédio seja entregue no segundo semestre de 2018.

Reportagem: Nelson Augusto e Júlio César Santos
Fotos: Geraldo Tadeu

Programa do Exército certifica estudantes da cidade

O programa Forças no Esporte atendeu duas escolas municipais de Contagem.

A Secretaria Municipal de Educação (Seduc) em parceria com o 12º Batalhão de Infantaria (12º BI) do Exército fizeram, na quarta-feira (8), uma entrega solene de certificados aos alunos da rede municipal de ensino, que participaram do programa Forças no Esporte que visa contribuir com reforço escolar, atividades físicas e consultas médicas.

O evento que contou com a presença de professores, autoridades políticas e militares, serviu homenagear as crianças que há cerca de três meses participam do projeto nas instalações militares, no contraturno escolar. Receberam os certificados os alunos das Escolas Municipais Otacir Nunes dos Santos e Prefeito Sebastião Camargos, ambas na Regional Sede. “Eu gostei muito do projeto, as atividades feitas aqui no batalhão serviram para nos ajudar em sala de aula. Eu adorei também conhecer como funciona o sistema de hierarquia do exército brasileiro”, explica a estudante do 5º ano, Letícias Fernandes.

Durante a cerimônia, cada aluno recebeu um diploma que representou o período de tempo em que ficaram nas dependências do 12 BI. Além do certificado, cada estudante ganhou uma jaqueta nas cores verde, com os dizeres do nome do programa em que elas faziam parte. Outro ponto importante foi a disciplina aplicada pelos sargentos e soldados aos estudantes.

O programa, que também é uma parceria entre os Ministérios da Defesa e Educação, visa impactar crianças de áreas de alta vulnerabilidade. Cerca de 100 alunos participaram neste ano. “O projeto visa trazer as escolas para o ambiente militar para que elas tenham acesso à educação e cidadania, durante meia jornada. Aqui oferecemos reforço escolar e assistência médica”, afirma o comandante do 12º Batalhão de Infantaria do Exército, Laurence Xavier Moreira.
Está prevista para o próximo ano uma nova parceria entre o município e o 12 BI. “Quero agradecer ao exército por essa parceria e dizer que para nós, de Contagem, é motivo de muita alegria termos duas escolas escolhidas e que possamos permanecer juntos com esses projetos”, finalizou o secretário-adjunto Executivo da Seduc, Hudson de Souza.

Reportagem e fotos: Leonardo Melo

Diretores da rede de ensino são capacitados para o EducaOnline

Cerca de 100 profissionais estiveram presentes no Centro Universitário Una para aprender sobre o tema.

Os diretores da rede municipal de educação estiveram presentes na primeira etapa de capacitação do projeto EducaOnline, no Centro Universitário Una, nesta terça-feira (3).

O encontro, que contou com aproximadamente 100 diretores, serviu para mostrar a relevância e o impacto social que o projeto trará ao município. O EducaOnline almeja levar para os professores e alunos dos 6º anos, de toda a rede, o uso das tecnologias e os aspectos de conteúdo que impactarão toda a comunidade local. “O projeto é inovador para a cidade. Eu acredito no EducaOnline por ser uma ferramenta de desenvolvimento do aluno e também do educador”, destaca a diretora da Escola Municipal Maria do Carmo Orechio, Hariadyne de Carvalho.

Durante o evento, o pedagogo Geisse Martins, que ministrou a palestra sobre o tema, enfatizou que o EducaOnline será uma ação de empoderamento para as comunidades com o uso das tecnologias sociais e de telecomunicações. Ele afirma que o objetivo central está voltado para o uso da informatização escolar que é inédito em Contagem. “O tema deve ser balizado dentro da cidade. É importante saber que o prefeito e o secretário de Educação, estão trabalhando em prol dos alunos e não estão abrindo mão dos investimentos”, afirma Martins.

Outro ponto citado por Martins, é que todo o conteúdo apresentado pelos estudantes, em sala de aula, poderá ser usado como influenciador em forma de conhecimento. Ou seja, será de domínio público. Assuntos como o tratamento do lixo, água, doenças endêmicas, perniciosas, sexualmente transmissíveis e etc, serão apresentados dentro daquela comunidade em que o estudante está inserido. Além do professor, o aluno também será um formador social.

Dentro do EducaOnline também será criado a rede de proteção. Será um elo entre a escola, aluno e o articulador comunitário. Ambos trabalharão para que a comunidade abrace e cuide da instituição em que o seu filho está inserido. “Essas pessoas serão um cinturão de proteção social. Cada regional, escola, que possua um articulador comunitário, terá a missão de cuidar daquele espaço e do material que será cedido pela prefeitura”, destaca Geisse.
Para o próximo mês haverá um treinamento para os professores da rede que irão manusear e passar os conteúdos nas lousas digitais com tecnologia interativa e dinâmica. A proposta tem o objetivo deixar as aulas mais dinâmicas e atrativas. “Os encontros servirão para articularmos os profissionais no que tange ao aprendizado do EducaOnline”, finalizou o secretário municipal de Educação, Joaquim Antônio Gonçalves.

A Prefeitura de Contagem firmou uma parceria com a Microsoft, em uma ação inédita na rede pública. A partir de 2018 os estudantes e os professores receberão um notebook reversível que será usado como caderno digital. Todos os 5 mil estudantes do 6º ano e os 550 professores serão contemplados. Os investimentos em aparelhos tecnológicos serão de 22 milhões.

Reportagem e foto: Leonardo Melo

Secretaria Municipal de Educação é destaque no jornal “O Tempo Contagem”

Reportagens abordaram segurança e qualidade da merenda

A edição do jornal “O Tempo Contagem” desta sexta-feira (19) trouxe duas reportagens sobre os investimentos que a Prefeitura de Contagem tem feito na Educação. Na página 3, a publicação mostrou que os índices de criminalidade nas escolas caíram. A segurança é feita por meio de monitoramento com câmeras que gravam durante 24 horas tudo que acontece nas áreas comuns das instituições de ensino.

Ainda na página 3, o jornal abordou o novo cardápio de merenda que vem sendo testado nas escolas. A medida é uma forma de proporcionar uma alimentação mais leve e balanceada aos estudantes.

Já a coluna “Questão de ordem”, na página 4, trouxe informações sobre o Conselho Municipal de Alimentação Escolar, que está em plena atividade. Os conselheiros estão auditando a prestação de contas da Secretaria Municipal de Educação.

 

 

 

 

Educação recebe investimento de R$ 54 milhões

Prefeitura vai construir seis novos Cemeis e uma escola de tempo integral, além de reformar as demais instituições de ensino

 

Mais seis Centros Municipais de Educação Infantil (Cemeis) serão construídos em Contagem para atender crianças de 4 e 5 anos. Os três primeiros centros começam a ser construídos em junho, as obras fazem parte do pacote de investimentos na Educação anunciado pelo prefeito Alex de Freitas, totalizando R$ 54 milhões. Também será construída uma escola de tempo integral para 620 alunos e todas as instituições de ensino da rede municipal serão reformadas.

Alex anunciou a destinação dos recursos em um encontro nesta quarta-feira (19) com diretores e vice-diretores da rede. Na construção dos Cemeis serão investidos R$ 11 milhões. As 3 primeiras unidades a serem construídas disponibilizarão 474 vagas e ficarão nos bairros Arvoredo, Lúcio de Abreu e Tropical. Segundo o secretário Municipal de Educação, Joaquim Antônio Gonçalves, a escolha dos locais foi baseada em um estudo feito por técnicos da secretaria. “São áreas importantes, porque têm uma demanda identificada. São regiões que necessitam de um amparo maior no atendimento”, ressaltou Joaquim.

Sheile Fernandes é moradora do Lúcio de Abreu e mãe de um garoto de 1 ano. Ela ficou satisfeita ao saber que contará com um Cemei perto de casa. “Temos que caminhar até o bairro Chácaras pra deixar os nossos filhos na escola. A população aqui é carente e precisa de uma instituição como essa”, comemorou.

Novo modelo

A escola de tempo integral será erguida no bairro Arvoredo ao custo de R$ 18 milhões. O modelo será novidade em Contagem, com atividades que promovam a interação entre grupos de estudantes. A proposta da Secretaria de Educação é que a instituição também atenda alunos matriculados em outras instituições municipais de ensino da região.

De acordo com o prefeito, cerca de 2.000 estudantes poderão participar de atividades complementares, como cursos profissionalizantes, de língua estrangeira, artes e informática. “Queremos garantir que nossos alunos tenham uma melhoria considerável, ampliando a capacidade para ingressar e se manter no mercado profissional”, destaca Alex de Freitas.

A meta do prefeito é criar escolas semelhantes em outras regionais. Vandir Machado é pai de um adolescente. Para ele, o novo modelo de ensino vai auxiliar os alunos a entrar no mercado de trabalho. “A escola de tempo integral será ótima, pois os jovens terão mais oportunidades de conseguir uma boa profissão e não terão tempo para ficar nas ruas”, avalia.

Reformas

Todas as 107 instituições municipais de educação de Contagem receberão recursos para melhorias estruturais e pintura, totalizando R$ 24,5 milhões. R$ 21 milhões serão gastos na reforma completa de 32 escolas. A previsão é a de que as intervenções sejam concluídas em um ano. A proposta, aponta o secretário de Educação, é criar um ambiente de estudo mais agradável. “Alunos e educadores merecem um espaço mais confortável”, finaliza Joaquim.

As demais escolas, que não entraram na lista de reformas completas, serão pintadas. A novidade é que alunos e educadores poderão escolher as cores da instituição. Serão quatro opções, baseadas nas cores da bandeira de Contagem. O investimento será de 3,5 milhões de reais repassados via caixa escolar. O diretor terá autonomia para escolher como a pintura será executada. Além disso, a comunidade poderá acompanhar o andamento dos processos. Os educadores poderão promover encontros com os para os pais dos estudantes para divulgar planilhas de investimentos.

Reportagem: Júlio César Santos
Fotos: Geraldo Tadeu