Semad encerra Curso de Formação em Educação Ambiental

Servidores da Seduc também participaram da Formação.

Nesta segunda-feira (16) foi encerramento o Curso de Formação em Educação Ambiental – Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável: Um olhar sobre as Bacias Hidrográficas de Contagem – APA Estadual Vargem das Flores, Imbiruçu, Pampulha e Arrudas. O curso é realizado anualmente pela diretoria de Educação Ambiental da Semad em parceria com o Instituto Estadual de Floresta (IEF); a Companhia de Água de Minas Gerais (COPASA); o Programa de Recuperação e Desenvolvimento Ambiental da Bacia da Pampulha (PROPAM); a Secretaria Adjunta de Limpeza Urbana e Mobilização Social; o Comitê CBH Velhas e as superintendências de Controle Ambiental e de Planejamento em Resíduos Sólidos da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (SEMAD). Neste ano, o curso com o apoio da Secretaria Municipal de Educação (Seduc), uma vez que, apesar de aberto ao público, foi priorizada a participação dos professores das escolas municipais de Contagem.

Coordenadora do evento, a educadora ambiental da Semad, Yara Lúcio, comemorou o resultado alcançado. “Foi ótima a parceria com a Seduc, pois pudemos atingir os professores da Rede Municipal. Já estamos alinhando com a Seduc para fazermos outra edição neste formato. Foi muito gratificante, principalmente, porque foi uma oportunidade para proporcionar aos alunos um conhecimento mais profundo sobre as bacias hidrográficas de Contagem”, explicou.

Nas instalações do Parque Gentil Diniz, os alunos apresentaram seus trabalhos de final de curso e, posteriormente, receberam seus diplomas de conclusão. Foi o caso de Érica Angélica Félix, professora da Escola Municipal Walter Lopes, que dá aulas para crianças do 5º ano do ensino fundamental. “Foi um curso com uma visão muito ampla, que nos possibilitou aprofundar o conteúdo de toda a bacia hidrográfica da cidade, os seus problemas e desafios. Vou levar isso para a escola e apresentar um olhar diferente para os alunos, explicar que eles também estão inseridos nessa bacia e são também responsáveis por ela e pelo meio ambiente”, ressaltou.

Neste ano, o curso foi oferecido em dois horários, nos períodos da manhã e da tarde. Com isso, as vagas oferecidas foram dobradas em relação ao ano passado: foram disponibilizadas 40 vagas em cada horário. Os dez encontros mensais foram realizados as segundas-feiras e a carga horária foi de 33 horas/aula.

Reportagem: Túlio Andrade
Foto: Divulgação
Publicação: 17/12/19

Notícias Relacionadas