Secretaria de Educação aborda o Transtorno do Espectro do Autismo (TEA)

A Secretaria Municipal de Educação (Seduc) veiculou uma live sobre o autismo com membros do Grupo de Estudos Científicos Educação Inclusiva de Contagem (GEEIC). Formado por professores do Atendimento Educacional Especializado (AEE) e por monitores pedagógicos da educação infantil e do ensino fundamental, o encontro contou com a participação de especialistas em áreas como o direito e a pedagogia.

Os participantes apresentaram exemplos do Transtorno do Espectro do Autismo (TEA). Foi discutida também a Lei 12.764/2012, conhecida como Lei Berenice Piana. O debatedor convidado foi o defensor público Luis Renato Braga Areas Pinheiro, que fez uma explanação da formação on-line do GEEIC.

Luis Renato Arêas ressaltou a importância da atuação extrajudicial do defensor público. “É necessário que todos os profissionais e a população em geral tenham a compreensão adequada acerca da legislação e esta formação é uma importante atribuição funcional do defensor”, destacou.

“Todas as sextas-feiras fazemos esse debate com vários temas propostos por nós da Seduc, precisamente o grupo do AEE. Levamos à tona o tema sobre o autismo, pois atendemos 302 alunos na nossa municipal. Abordar o assunto é importante para a formação complementar dos nossos profissionais e sempre pensando no bem-estar dentro de cada escola. A inclusão escolar é fundamental para levarmos cidadania e apoio para todos”, disse a superintendente de Projetos Especiais e Parcerias e responsável pela inclusão escolar na Seduc, Ludmilla Skrepchuk Soares.

Ao todo, são 1.800 estudantes com deficiência matriculados na rede municipal de Contagem. Desse total, 302 estudantes têm o TEA.

Reportagem: Leonardo Melo
Foto: Divulgação
Publicação: 08/07/2020

Notícias Relacionadas